The Survivalists

 


O estúdio Team17 retorna ao Universo de Escapists agora com uma nova aventura intitulada de The Survivalists, um jogo de sobrevivência ambientado numa ilha deserta com o foco principal no trabalho de equipa. Quem nunca sonhou viver numa ilha paradisíaca como o Robinson Crusoe e ter um amigo chamado sexta feira?


Tudo começa quando o jogador se encontra à deriva numa jangada até encontrar uma ilha deserta. A partir deste ponto é colocar mãos à obra! É necessário juntar alguns materiais para criar uma ferramenta de corte indicado para começar a bater em árvores, arbustos e até rocha para colecionar madeira, pedras ou alimentos. A alimentação é uma parte importante no jogo, já que permite não só não morrer de fome, como recuperar vida após uma emboscada à base, ou após uma visitinha às masmorras. Neste aspeto é mais permissivo do que em outros jogos do género, onde é necessário tomar atenção aos alimentos ingeridos. Aqui tudo o que vem à rede é comida, seja ela fruta ou carne. Para a carne ou peixe é necessário usar a fogueira para cozinhar juntamente com outros alimentos, mas não passa daí.

 

Mas quem são exatamente os habitantes destas ilhas ditas “desertas”? Pois bem, os macacos da ilha podem juntar-se ao grupo de sobreviventes. Para isso basta ou encontrar um individuo dentro de uma jaula e abrir a mesma, ou dar o alimento que o mesmo está a pedir. É mesmo simples “subornar” estes animais super amigáveis. Após ganhar a sua confiança, é possível ensinar a lutar, a produzir uma tarefa de construção, ou a recolher material da selva. De uma forma bastante simples e intuitiva. Se existir alguma dúvida nestes pontos, é sempre possível consultar o manual de como executar certa ação no menu específico para esse fim. Apesar do jogador ser deixado à sua sorte na ilha, todo o menu está muito bem estruturado para que nunca se sinta à deriva. E não se preocupem que nunca será trabalho forçado, já que os macaquinhos ficam super contentes depois de nos ajudarem nas tarefas.

 


A cada macaco é atribuída uma árvore de talentos, no entanto não é possível usar qualquer tipo de pontos para ensinar qualquer habilidade. A mesma irá aumentando à medida que se atribui uma atividade a um individuo em específico. Por exemplo, se se colocar um macaco a colher frutos o mesmo irá receber pontos de captura de alimentos e com isso ser mais eficiente. O mesmo se aplica a todos os outros atributos.

 

No lado negativo, o jogador não apresenta qualquer tipo de árvore de habilidades. Honestamente deixou-me bastante reticentes, porque seria uma área bastante interessante a explorar. Tudo é dado ao jogador de uma maneira muito rápida. Todas as árvores de construção dos diversos tipos de itens ou alimentos são facilmente aprendidas em pouco mais de uma hora.

 

O modo cooperativo até quatro jogadores é sem dúvida o ponto mais alto desta aventura. Sendo que nunca se sente completamente sozinho mesmo jogando em modo single player já que podemos ter até cinco macacos ao nosso dispor. Nem sempre o controlo deste grupo é o mais intuitivo e simples de se trabalhar, mas é certamente bastante mais fácil. Diria até bastante fácil, nem sempre pela positiva. Em certos aspetos estes amiguinhos conseguem ser completamente “overpowered”. Ter um grupo de cinco macacos a atacar um templo torna as coisas sem graça já que nem é necessário entrar em confronto físico com os inimigos. Diria que uns ajustes neste aspeto e tornaria as coisas muito mais engraçadas e com mais ação.

 

O aspeto principal neste título é mesmo o de explorar todos os recantos do arquipélago. Sim o jogador chegou numa jangada, mas a mesma é completamente inútil na tentativa de velejar os sete mares. Neste sentido, é necessário construir uma jangada para aí sim, começar a aventura. É possível trazer algumas caixas para colocar o material recolhido diretamente na jangada. Este aspeto deixa em aberto a própria vontade do jogador de construir um pequeno acampamento em cada ilha, ou criar um acampamento principal numa ilha e trazer todo o material e tesouros recolhido para o mesmo.

 


Atenção que a vida selvagem na ilha nem sempre é tão amigável como os macacos, alguns na verdade são bastante perigosos. Entre javalis, tigres ou até mesmo tubarões, existem tribos de ocs bastante violentos que invadem periodicamente os acampamentos dos jogadores para destruir as estruturas e roubar as suas coisas. O sistema de combate é simples, apresentando o esquema de ataque com um botão, o de esquivar com o outro e o de direção e apontar com os dois analógicos. O mesmo se aplica à versão de computador, no entanto, é também possível jogar com o teclado o que torna as coisas muito mais simples para navegar mais rapidamente pelos diferentes objetos que se encontram na barra de objetos.

 

É possível ter três tipos de armas diferentes: para corpo a corpo é possível usar um simples taco, uma espada ou uma lança. Já para ataques a longa distância é possível usar um arco e flecha. Todos eles têm evoluções específicas que tornam a sua durabilidade maior, ainda que seja possível apanhar armas que podem ser reparadas. No entanto, todas elas têm o dito tempo de uso que é apresentado por meio de uma barra de vida útil.   

 

Falando em barras de vida, é ainda apresentada a barra de “stamina” que afeta todo o movimento do personagem. Esteja ele a correr, a utilizar a habilidade de esquivar ou a lutar. Enfim, um ponto para tentar apimentar a jogabilidade.

 

           

 

Mesmo com a presença de todos estes perigos The Survivalists consegue evocar todo um ambiente bastante calmo onde o nível de intensidade que enfrentamos, o processo de exploração ou de construção está inteiramente ligado ao estilo do jogador. A ideia principal do jogo é reconstruir o Galeão e escapar destas ilhas desertas, mas todo o processo até chegar a este fim é onde reside a principal satisfação desta aventura pitoresca. É sem dúvida um título com gráficos adoráveis e uma jogabilidade sem grande profundidade, mas que ainda assim consegue chamar a atenção pelo modo cooperativo.


Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Team17.

The Survivalists The Survivalists Reviewed by Pedro Almeida on 09:00 Rating: 5

Latest in Sports