Roof Rage


Criado por uma só pessoa, Early Melon, Roof Rage é um fighting game que pretende ser competitivo de natureza. Resumindo em poucas palavras, uma espécie de cruzamento entre Super Smash Bros e os clássicos de luta em 2D. Será que consegue imprimir o mesmo espírito? Fiquem a conhecer o trabalho e dedicação de um fã de jogos de luta.

Roof Rage não é um jogo com muito conteúdo, a verdade tem de ser já referida antes de iniciarmos a análise, por isso não esperem nada de extraordinário a esse nível. É um pequeno indie, afinal de contas. Mas aquilo que oferece está uns bons furos acima do mediano.


O conceito de luta é exatamente o mesmo de Super Smash Bros., ou seja, o adversário sai fora do ecrã e perde. A outra forma é, claro, levar a barra da saúde do adversário ao fim. Ao todo, existem 13 personagens à escolha, uma quantidade bastante razoável. Todas delas são inspiradas em personagens famosas, tal como é o caso de Lionel, um assassino profissional baseado no Leon do filme Leon: The Professional e usando igualmente armas de fogo. Lutadores de Sumo, Kick Boxing e até ninjas ou samurais são alguns dos personagens que podem ser escolhidos, cada um com a sua forma de lutar.

A jogabilidade é ao estilo do SSB, onde o jogador tem um botão para se defender e esquivar, um golpe forte mas lento, outro rápido mas fraco. A ideia deste jogo é criar um nível de competitividade marcante na indústria com algo simples e que qualquer jogador possa masterizar. Mas para poder crescer a nível mundial ainda vai demorar, por uma razão muito simples: os únicos modos disponíveis de momento são o Arcade e o Local.


O modo online já existe em versão 1vs.1 na versão para o Steam, mas na Nintendo Switch ainda se encontra indisponível, previsto para um futuro update. Assim sendo, o jogo encontra-se muito vazio, o que não ajuda muito a criar vício. Jogar contra a inteligência artificial acaba por se tornar aborrecido mesmo nos 3 modos do costume, fácil, médio e difícil. O lado positivo, no caso da Nintendo Switch, é a possibilidade de juntar até 8 jogadores para jogar em conjunto. Por isso, caso tenham alguém com quem jogar no modo local para competir, sempre ajuda na longevidade enquanto o online estiver indisponível, assim como para jogar em eventos com muitos jogadores.

O grafismo retro é bastante apelativo e a música uma vez mais associada à eletrónica típica dos anos 80, que transporta para a era dos 8 bits. Há sangue e muitas explosões, o ambiente ao redor está bonito e o design de níveis, embora mais ao menos a volta do mesmo, consegue ser variado.


Roof Rage é uma boa tentativa de um "Super Smash Bros." indie, barato e acessível para todos. No entanto, devido ao seu pouco conteúdo e as limitações do modo multijogadores, dificilmente se tornará um fenómeno de popularidade, mais apontado para os fãs dos velhinhos salões de jogos.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pelo criador Early Melon.
Roof Rage Roof Rage Reviewed by Patrício Santos on 24 outubro Rating: 5

Latest in Sports