Yo-Kai Watch Blasters: Red Cat Corps


Desenvolvido pelo Level-5 e publicado pela Nintendo, Yo-Kai Watch Blasters é um spin-off da popular série de monstros Yo-Kai Watch e está disponível em duas versões: Red Cat Corps e White Dog Squad.

Yo-Kai Watch Blasters é um RPG de acção no qual assumimos o controlo sobre um grupo de Blasters (Yo-Kais benevolentes que protegem a humanidade de Yo-Kais malignos) que deixa bastante a desejar no que à competência em campo diz respeito. Nesta versão Red Cat Corps, com um auto-proclamado líder na figura do fantasmagórico Whisper, estes Blasters são compostos ainda por um quarteto de Yo-Kai, sendo eles: o gato encarnado (e protagonista do jogo) Jibanyan, o muro vivo Noway, o morcego envergonhado Hidabat e a criatura arenosa Sandmeh. O quarteto falha missão atrás de missão. Sendo incapaz de fazer frente aos terríficos Big Bosses, os Blasters batem em retirada. A vergonha de tal acção leva ao surgimento do Sargento Burly, um militar rigoroso enviado pelas altas patentes da organização tendo em vista um objectivo que será tudo menos simples: tornar este grupo de Yo-Kais na melhor equipa de Blasters alguma vez vista.

Esta é a história de Red Cat Corps. Uma simples história de um grupo de underdogs a tentar alcançar o estrelato. Uma história que começa com uma bela intro digna das séries de anime contemporáneas. No modo história, novas personagens, boas e más, serão apresentadas, assim como novas localizações para serem exploradas. Não existem níveis propriamente ditos, mas antes missões com tempo limite e objectivos variados. Ser bem sucedido nestas implicará, como devem imaginar, a progressão da história. Os outros dois modos, não disponíveis logo desde o início, permitem-nos conhecer novos Yo-Kai (os quais poderemos adicionar à nossa crescente equipa) no chamado patrol mode e combater bosses que já tenhámos vencido no modo história, no boss mode.


Ora é precisamente neste primeiro ponto que reside um dos principais apelos deste título. A acção de recrutar companheiros, tão comum em inúmeros RPGs é algo que irá, mais do que a história em si, impulsionar o jogador a querer aplicar-se a fundo no jogo. A forma de conseguir recrutar Yo-Kai não poderia ser mais simples. Tirando aqueles que a história "obriga" a que sejam recrutados, todos os restantes podem ser recrutados nas missões do modo história ou no patrol mode. Nem todos os Yo-Kai inimigos podem ser recrutados, mas aqueles que podem implicam que o jogador vença um simples jogo de timing (match the hearts). De salientar que na maior parte das vezes os inimigos abatidos desaparecem, deixando para trás oni orbs ou outros itens. Só ocasionalmente é que ficam tontos dando a possibilidade ao jogador de os recrutar (no patrol mode isso é mais comum acontecer). Por cada Yo-Kai novo, o jogador ganha as chamadas Yo-Kai Medallium, que podem ser vistas no nosso menu de opcções.

As missões principais e as secundárias têm em comum o facto de haver um tempo limite, que ao expirar faz com que a equipa do jogador falhe a referida missão. Outra forma de falhar a missão é ter toda a equipa aniquilada pelos adversários. Desde que uma das nossas personagens esteja em pé, a vitória ainda é possível, uma vez que temos a possibilidade de ressuscitar os nossos companheiros. Contudo, tal acção deixa-nos expostos a ataques, pelo que cautela é aconselhada.

As nossas personagens podem ser derrubadas não apenas pelos inimigos, mas também por si mesmas. Isto é, pela sua stamina. Ou antes, pela falta dela. A stamina, que nos permite correr, uma vez exaurida provoca o desmaio da personagem em questão. Uma forma de evitar isso passa por evitarmos gastá-la até ao fim. Convém referir que a barra da stamina, assim com as restantes barras de energia, sobem com o passar do tempo. Um facto deveras positivo e que torna o jogo bem mais fácil.

Nas missões surge ainda uma porta, ao bom estilo do clássico Bomberman, que permite à nossa equipa abandonar a missão sem a concluir, mas mantendo os itens apanhados. A mesma porta serve de saída da missão uma vez esta esteja concluída. Os tipos de missões são variados e implicam vencer um Big Boss, derrotar um determinado número de inimigos ou resgatar um Yo-Kai em perigo, entre muitas outras.

   

Com isto em mente, vamos falar acerca dos Yo-Kais presentes no jogo.

O nosso grupo de personagens activas nunca poderá ultrapassar as quatro unidades, sendo que o jogador controla apenas uma. Existe a possibilidade de trocar de líder durante as missões. Contudo, convém ter em atenção a classe dos Yo-Kai em questão que escolhemos para ser o nosso main guy. Estas classes são: lutador, curandeiro, ranger e defensor. Cada uma com particularidades muito próprias, e implicam uma mudança na forma com jogámos o jogo.

Para além disso, existem ainda oito tribos de Yo-Kai (Eerie, Slippery, Shady, Heartful, Brave, Charming, Tough e Mysterious) e sete elementos (fogo, água, relâmpago, vento, terra, gelo e drain). Tudo isto implica personagens com movimentos e skills muito próprios que podem ou não ser vantajosos nas missões, dependendo da situação.

Cada Yo-Kai tem um movimento de ataque normal, um super-ataque, um ultra-ataque (desbloqueável nas primeiras missões) e um botão de esquiva. Todos eles não podem ser usados até à exaustão, o que implica algumas paragens estratégicas de forma a recuperar os mesmos aos seus níveis iniciais.
Todas estas características estão também presentes nos inimigos que iremos encontrar. De todos, os mais complicados serão os temíveis Big Bosses. Mesmo adoptando uma mecânica de beat-em-up, Yo-Kai Watch Blasters não o é. Sobretudo, com os Bosses é preciso ter cuidado. Se formos demasiado precipitados, certamente encontraremos a derrota.

Todavia e apesar de tudo isto, este não é um jogo díficil. Muito pelo contrário. O level-up pode ser feito de forma bastante fácil através da repetição de missões passadas. Nestas poderemos apanhar as preciosas oni-orbs. O verdadeiro sangue deste título, as orbs servem não só para comprar itens na loja do quartel-general dos Blasters e mas também para fazer level-up das nossas personagens. A juntar às orbs temos diferentes itens que podem ser usados para restaurar a nossa barra de vida (ex:bolos de arroz), criar novos objectos (através das shards) ou simplemente como equipamento de combate (se bem que neste último apenas podemos ter dois battle itens por persoangem).

Red Cat Corps vê toda a acção do jogo passar-se no ecrã superior, deixando o inferior para os menus, tomadas de acção e mapas. De referir que após cada missão, o nosso grupo regressa ao seu quartel-general, referido atrás. Com inúmeros pisos (nem todos disponíveis de início), é aqui que as nossas personagens vão socializar entre elas, escolher a equipa e a missão, gravar o progresso do jogo, comprar itens, fazer leve-up, entre muitas outras coisas. 


Dono de uma música bastante animada (se bem que com uns efeitos sonoros um pouco irritantes) e com uma apresentação bastante boa, Red Cat Corps é o jogo indicado para aqueles que gostam da série materna e de títulos como Pokémon Mystery Dungeon, até porque é dono de uma forte componente multiplayer e de um elevado grau de compatibilidade com o jogo Yo-Kai Watch 2.

Infelizmente, nem tudo são rosas. O jogo tem algumas falhas que podem afastar novos jogadores. Primeiro que tudo, a história é demasiado simplista para um RPG. Em segundo, o gameplay peca por repetitivo e monótono. Ao fim de um par de missões temos a sensação que o jogo em si não terá nada diferente para oferecer. Terceiro, a existência de um tutorial que é demasiado longo e desnecessário.
Uns níveis inicais mais acessíveis seriam bem melhores que um tutorial que pode chegar a uma hora.
Estes três pontos, associados ao facto de haver melhores opções no extenso leque de RPGs na Nintendo 3DS, vem-nos mostrar que este é um jogo que cumpre, é certo, mas faz-lo sem deslumbrar.

Esta análise foi elaborada em conjunto com o site Future Behind. Poderão encontrar uma segunda opinião, baseada na versão White Dog Squad, através do seguinte link: futurebehind.com/analise-yo-kai-watch-blasters

Nota: esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo 3DS, gentilmente cedido pela Nintendo.
Yo-Kai Watch Blasters: Red Cat Corps Yo-Kai Watch Blasters: Red Cat Corps Reviewed by Ivo Silva on 15 outubro Rating: 5

Latest in Sports