Jogos de tabuleiro e férias: a combinação perfeita!


Como todos sabemos, os meses de Verão são a época predileta para os portugueses gozarem as sua férias. No entanto, estamos a viver um momento inédito com a pandemia a condicionar toda a normalidade do nosso quotidiano. Voluntariamente ou não, a verdade é que passamos mais tempo em casa (a quarentena e os layoffs assim o obrigam) e até o conceito de férias parece ter sofrido alterações na mente dos portugueses.

Mas férias são férias e sejam estas passadas em casa, na praia ou no campo, os jogos de tabuleiro são ou deveriam ser obrigatórios.

Assumindo que a maioria dos portugueses passará as suas férias ou com a família ou com amigos, a interação cara-a-cara é inevitável. E daí referir que jogos de tabuleiro e férias são a combinação perfeita. Mas porquê?
  • Os jogos de tabuleiro promovem a interação social direta, que tantas vezes falha no quotidiano familiar e na socialização entre amigos (agravada com o confinamento obrigatório);
  • Muitos destes jogos trazem uma componente lúdica, que se procura em momentos de lazer e descontração;
  • Os jogos de tabuleiro geram momentos únicos e memoráveis. E não é, também isso, que procuramos quando vamos de férias?
  • São analógicos. Não necessitam de eletricidade e podem ser jogados praticamente em qualquer cenário;
  • Em período de férias, acontece com regularidade a existência de “tempos mortos”, em que nos sentimos aborrecidos e sem muito para fazer. A portabilidade de alguns destes jogos pode ser a solução para transformar momentos de tédio em momentos divertidos.
Poderia apontar muitos outros benefícios que os jogos de tabuleiro trazem, mas esses não seriam propriamente relacionados com as férias. Resta-me, então, fazer algumas recomendações de jogos que deverão levar na vossa mala de viagem, tendo em conta cenários distintos.

Praia/Campo:

Se o vosso destino de férias contempla praias ou um parque de pic-nics, recomendo jogos que favoreçam a portabilidade e cujos componentes possam ser manuseados sem a necessidade de uma mesa.

1 - Exit: The Game

Recomendo vivamente a série de jogos “Exit: The Game” (qualquer cenário). É um jogo que desafia os jogadores a resolverem “puzzles”/enigmas em equipa e que pode ser facilmente jogado na praia (já experienciei) e que coloca miúdos e graúdos envolvidos na resolução de um mistério que simula, de certa forma, a experiência de Escape Rooms. Para além de cartas e alguns componentes específicos de cada cenário, precisarão de uma ou duas canetas.

2 - Ganz Schon Clever / Optimus

Tem sido um sucesso para onde quer que o leve! É um Roll & Write que cumpre os requisitos da portabilidade já referidos acima. O jogo vem com umas folhas, dados e canetas. Os dados podem ser lançados na própria caixa do jogo e, por isso, pode ser jogado praticamente em qualquer lado. É um jogo desafiante, com regras simples e muito viciante. Foca-se na criação de “combos”, em que uma ação pode despoletar várias ações adicionais, criando no jogador uma sensação de satisfação. De realçar que o Ganz Schon Clever tem um limite de 4 jogadores, pelo que nalguns casos pode não ser o jogo ideal.

3 - Spyfall

Na categoria de jogos de dedução e identidades secretas, opto por recomendar o Spyfall, sendo que existem muitas alternativas e de qualidade. É um jogo muito simples, em que cada jogador recebe uma carta. Estas cartas são iguais, com imagens de uma localização específica, à excepção de um jogador que irá receber a carta de espião. Este jogador tentará descobrir a localização dos restantes jogadores, enquanto que estes tentarão descobrir quem é o espião. Para tal, à vez, os jogadores irão fazer perguntas uns aos outros, pelo que o sucesso do jogo depende mais do grupo que o joga do que do jogo em si. Pode ser muito divertido e cada jogador só terá de ter uma carta na mão, pelo que mais portátil que isto não há!

Casa

Se o destino de férias incluir uma casa e tiverem tempo e mesa para jogarem jogos de tabuleiro, deixo-vos algumas recomendações que não são necessariamente os jogos que recomendaria se ficassem por casa.

1 - Saboteur

Não recomendo o jogo pela portabilidade, apesar de cumprir com essas características. Recomendo-o por ser um jogo que aporta até 10 jogadores e que pode tornar a noite de um grupo grande numa noite hilariante e memorável. Utiliza a mecânica de identidades secretas, em que alguns serão mineiros e os outros serão sabotadores. Ambos irão construir caminhos, com o objetivo de chegarem ao ouro. Será assim? Não! Os sabotadores comportar-se-ão como mineiros até não dar mais e começarão a estragar os planos aos mineiros. Divertido, simples e para um grupo grande!

2 - 7 Wonders

Na categoria de jogos mais familiares, mas que aportam um elevado número de jogadores, sugiro um clássico: 7 Wonders! É um dos expoentes máximos da mecânica de card drafting e apesar de não ser o jogo mais fácil de explicar, pela iconografia imensa que o jogo tem, acaba por fluir bastante bem. Também aqui, as sugestões poderiam ser outras, no entanto, optei por este jogo por uma simples razão: com 3 ou 7 jogadores, a duração do jogo é a mesma e isso é invulgar! Com o tema civilizacional, o 7 Wonders consegue ser simples o suficiente para colocar jogadores inexperientes à mesa, como consegue envolver jogadores mais experientes, pelas estratégias e parte tática do jogo.

3 - Sidereal Confluence

Como nem todos os jogos têm de ser curtos e simples nas férias, deixo como última recomendação um jogo mais pesado, mas que mantém a consistência de permitir um número elevado de jogadores. Sidereal Confluence permite, que até 9 jogadores negoceiem entre si, de forma livre e aberta, os recursos que produzem. Recursos esses que serão utilizados para descobrir novas tecnologias ou ativar cartas que cada civilização possui.

Mescla conceitos do tipo mais europeu, com estilo americano. É estranho na combinação de mecânicas, mas muito divertido na interação que força nos jogadores. Pode tornar-se num jogo longo (+2h), mas nem todos os jogos de férias têm de ser rápidos, certo?


Concluo assim as minhas considerações sobre as férias. Espero que as minhas recomendações vos sejam utéis, mas acima de tudo, desejo-vos uma ótimas férias. Protejam-se e divirtam-se... jogando muito!!!

Bruno Maciel
Jogos de tabuleiro e férias: a combinação perfeita! Jogos de tabuleiro e férias: a combinação perfeita! Reviewed by Telmo Couto on 10:30 Rating: 5

Latest in Sports