Neon Abyss


Ao longo de 30 anos de história, a Team 17 tem brindado todos os que gostam de videojogos com a publicação de grandes títulos, associados claro está a estúdios independentes. Não se encostam apenas à quantidade de títulos lançados, mas sim à qualidade dos mesmos.

Neon Abyss é a cartada mestra dos estúdios Veewo Games, sediados na China. Apresentado como um action-platformer Roguelite, promete fazer as delícias dos que procuram ação Run n’ Run.

A história é de longe o foco principal desta aventura. Neon Abyss coloca o jogador na pele de um membro do “Grim Squad”, uma força criada pelo próprio Hades para se infiltrar no abismo e derrotar os novos deuses. Como todos os roguelites, a morte do jogador não é de todo uma problemática, já que é possível repetir infinitas vezes. No entanto, o inventário colecionado na Run anterior não será transitável para a nova Run. Apenas os pontos desbloqueados com os prismas dourados se mantêm.

Estes pontos funcionam como uma árvore de habilidades, que são permanentemente desbloqueados e podem ser habilidades passivas, novos equipamentos e novos personagens.

Mas como é possível colecionar estes prismas dourados? Pois bem, cada nível conta com um número diferente de salas que culminam na sala de combate contra o Boss final daquele nível. Existem dois tipos de “Boss fight”, o Boss principal e o Boss secundário. Neon Abyss apresenta vários “layers” de progresso, que culminam em combates contra os Boss principais.


Para chegar ao primeiro Boss principal é necessário ultrapassar 4 níveis que apresentam um boss secundário no final de cada um e por aí em diante. Ora cada Boss principal será sempre o mesmo para os vários “layers” de dificuldade, já que são mais complicados de ultrapassar. Todos os outros serão completamente aleatórios.

Posto isto, no final do confronto contra estes inimigos é possível colecionar os prismas que possibilitam ao jogador colocar pontos nas opções que lhe sejam mais convenientes. Esta troca dá-se no bar, por outras palavras, no menu entre Runs.

Com o avançar dos níveis, a dificuldade irá aumentar para tentar igualar o nível de skill do jogador. As primeiras Runs podem parecer super fácil, mas o cenário irá mudar rapidamente.

Este título apresenta algumas mecânicas distintas de títulos do mesmo género. Com a premissa de ter a companhia de “pets” através de ovos que são chocados aleatoriamente, e que contêm pequenos amigos que ajudam o jogador com habilidades de ataque. Mas nem tudo são boas notícias, já que existem “pets” com habilidades menos boas. Como por exemplo um com o aspeto de Trump, que coleciona as moedas deixadas no chão, não deixando nada para o jogador. Enfim, politiquices!

Cada “pet” pode evoluir e mudar de aparência se o jogador o conseguir manter vivo.


Uma característica bastante interessante é o feeling de expansão durante o gameplay, já que é possível adicionar pequenos níveis às “dungeons” que apresentam novas mecânicas. É quase como adicionar um pequeno “patch” ao jogo. Estes níveis também são desbloqueados juntamente na árvore habilidades anteriormente referidas.

Em termos de jogabilidade Neon Abyss acertou nos pontos mais importantes para fazer com que o jogador se sinta completamente satisfeito a derrubar os seus inimigos. Este título centra-se numa jogabilidade frenética, cheia de ação tentando acertar o desequilíbrio perfeito, com sinergias incríveis de itens e modificações de armas. Cada modificação trará uma mudança física na própria personagem ou uma adição visual às suas armas, além de alterar a velocidade de disparo, o tamanho das balas e o dano.

Como este é um título completamente aleatório, é normal algumas Runs correrem menos bem, mas nem por isso se torna uma experiência tediosa. Muito pelo contrário, faz com que o jogador se queira superar e pensar na melhor maneira de superar cada ameaça. 

Existe um sistema de sabedoria vs violência. De acordo com certas ações que o jogador execute durante o desenrolar da sua run, mudará o medidor de fé presente no canto inferior direito do ecrã. Para aumentar o vetor da sabedoria, apresentado a roxo, é necessário investir os cristais roxos. Por outro lado, se se pretender aumentar o vetor da violência, apresentado a vermelho, é necessário sacrificar-se pontos de vida. É importante manter-se apenas com uma destas opções já que quando se preencher esta barra até ao fim, é possível desbloquear uma sala especial que dá upgrades bastante bons.   


No geral, Neon Abyss é um título bastante criativo, estranho no bom sentido, e imprevisível. Existe imenso conteúdo para ser desbloqueado, o que irá proporcionar bastantes horas de diversão para quem gostar de títulos com bastante repetição. Pelo lado menos bom, não existe uma grande variedade de “Boss secundários” e as diferentes áreas não apresentam uma grande mudança gráfica, apenas umas luzes de cores diferentes que conseguem delinear algum ponto de diferença.  

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Team17.
Neon Abyss Neon Abyss Reviewed by Pedro Almeida on 14 julho Rating: 5

Latest in Sports