Mr. DRILLER DrillLand


Originalmente criado para as máquinas arcade, foi há 20 anos que o Mr. Driller chegou ao mercado das consolas, com versões tanto para a GameBoy Color como para a PlayStation e a Dreamcast. Para celebrar esta data, a Bandai Namco Entertainment acaba de recuperar aquele que foi um dos mais populares da série, Mr. DRILLER DillLand, agora disponível para todas as plataformas. Vamos escavar?

Desde o primeiro jogo que a mecânica principal de Mr. Driller consiste em pura e simplesmente escavar! Ao longo de toda a série, foram sendo escavadas coisas diferentes, e até variações de conceitos, algo que resume bem este DrillLand, agora remasterizado.

World Drill Tour
Neste jogo, tudo se passa num parque temático que conta com diversas atrações, para o qual se dirigem as diversas personagens desta série. Em cada uma das áreas, há um diferente jogo para tentar superar e, ao mesmo tempo, ter a melhor pontuação, sendo que a mais "tradicional" é a World Drill Tour e o seu simples conjunto de regras.

O objetivo é escavar para se chegar ao fundo, destruindo o maior número de blocos pelo caminho, mas com o cuidado de não deixar acabar o ar. Os blocos têm várias cores, sendo que ao destruir um de uma certa cor, todos os adjacentes irão também desaparecer, abrindo assim novos caminhos. No entanto, a gravidade também está em jogo, pelo que há o perigo de fazer cair os que estão acima, o que pode esmagar a personagem.

Junta-se a isto os gráficos coloridos e uma divertida melodia que se torna mesmo viciante, e sem dar por ela facilmente se passam horas a escavar, repetindo o jogo vezes sem conta.


Mas neste parque há muito mais! Todos os outros jogos contam com algumas particularidades que acabam por mudar bastante a experiência. Em Drindy Adventure, por exemplo, o escavador não tem limites de tempo ou respiração, mas pelo caminho poderá encontrar muitas armadilhas enquanto procura tesouros dourados.

Já a Horror Night House promete uma escavação assombrada, onde se vai em busca de água sagrada para derrotar fantasmas, sendo que os ataques sem essa bênção trazem morcegos para roubar sangue! Longe dos fantasmas, a atração Star Driller leva o jogador para o espaço, onde há que ter cuidado com as reservas de ar, que se esgotam só por se estar a respirar!

De todas as atrações, a mais complexa é mesmo The Hole of Druaga, uma fortaleza gerada aleatoriamente, na qual se terá de explorar o caminho até ao boss final, para depois o enfrentar. Para o conseguir, vão surgindo pelo caminho vários cristais de magia, que tanto podem servir para mudar cores de blocos, como para teletransportar a personagem.


Pelo meio, há algumas surpresas, que ficam reservadas aos jogadores mais dedicados. Sendo este um parque temático, não podiam faltar as lojas de colecionáveis, assim como acesso a todas as músicas e cutscenes do jogo. Fica o aviso: cuidado com as músicas, podem ser viciantes!

Numa fase inicial, cada uma destas atrações só estará disponível no seu "Nível 1", sendo necessário passar todas para desbloquear a dificuldade seguinte. E se o primeiro nível conta com uma dificuldade acessivel, tudo fica mais intenso nos seguintes. Só depois de passar o "Nível 3" em todas as atrações é que o jogo abre mesmo todas as portas, com um modo "Special" para os jogadores mais hardcore. Também por isso é importante ter em conta o estilo de jogo pretendido, ao começar a aventura. O modo "Casual" conta com controlos e níveis de dificuldade melhorados para os dias de hoje, enquanto o "Classic" é perfeitamente fiel ao original de 2002. Cada um dos modos conta com o seu próprio save, pelo que nada impede de jogar nas duas dificuldades.

A partir do menu principal, há ainda uma opção multiplayer em modo local, onde até 4 jogadores podem competir para descobrir qual deles é o melhor a escavar.

Visualmente, é um jogo tão adorável agora como há 20 anos atrás, mas em termos de interface poderia ser bastante repensado a nível de menus e até mesmo apresentação. Um jogo deste género pede um acesso rápido aos puzzles propriamente ditos, não havendo propriamente aqui uma história relevante. Já em termos de jogabilidade, não há mesmo nada a apontar.


Quer se tenha alguma nostalgia ou se descubra agora pela primeira vez, Mr. DRILLER DrillLand é uma viciante coleção de puzzles, dedicada a horas e horas de escavação. Já disponível tanto para Nintendo Switch como para PC, via Steam.

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Bandai Namco Entertainment.
Mr. DRILLER DrillLand Mr. DRILLER DrillLand Reviewed by Telmo Couto on 13:00 Rating: 5

Latest in Sports