Table Top Racing: World Tour - Nitro Edition


Quem nunca jogou o clássico Micro Machines na Mega Drive? Depois desse surgiram muitos outros nesse género, incluindo o popular Micro Maniacs na PS One. Agora chegou à Nintendo Switch este Table Top Racing: World Tour - Nitro Edition e, em poucas palavras, é um Micro Machines dos tempos modernos.

O conceito é exatamente o mesmo: mini carros em pistas sobre mesas com vinho, queijo e utensílios de cozinha, como um quarto onde se pode encontrar cassestes, revistas e materiais escolares, todos estes objetos formam as pistas os quais os condutores têm de curvar para evitar o contacto e traçar a meta.

A intenção deste jogo é trazer um pouco daquele sentimento nostálgico de jogar com os amigos nos anos 90. O jogo já foi lançado em todas as outras plataformas, agora chegou a vez de entrar na biblioteca de jogos da Nintendo Switch com a versão Nitro Edition. Para os que não jogaram anteriormente, esta versão será a definitiva e, para além de ter tudo aquilo que as outras versões já tem disponível, tem como vantagem a portabilidade da consola. A Nintendo Switch, diga-se, é ideal para ter este tipo de jogo para ser jogado na TV ou simplesmente em uma viagem de autocarro.


O jogo oferece 12 campeonatos, com vários tipos de corrida diferentes. Umas consistem em provas Time Trial, outras restringem os itens que podem ser utilizados e as restantes são meras corridas contra os adversários. Depois de superar todas as corridas em um campeonato, o jogador tem um desafio final onde terá de percorrer 3 corridas e, conforme os pontos adquiridos, desbloqueia o seguinte campeonato e assim sucessivamente. Com os créditos que o jogador ganha ao longo das corridas, poderá adquirir veículos novos e com isso participar em campeonatos em que terá de correr com veículos específicos.

O que consegui sentir durante o meu tempo de jogo, é que as pistas são realmente pequenas, logo é bom para curtas sessões de jogo mas, por outro lado, sabe sempre a pouco. Pena são as poucas pistas, é-nos dito que são 32 mas, na verdade, são apenas 8 locais nos quais as pistas apenas variam um pouco. Estão disponíveis 16 veículos, cada um deles tem pinturas diferentes e por isso mesmo há sempre alguma variedade. É também possível fazer upgrade aos veículos para os tornar mais velozes, ainda assim, o motor de jogo em si poderia trazer uma sensação de velocidade maior.


Quanto à jogabilidade, podia ser melhor, mas não se pode dizer que seja má. As armas são mais ao menos o que os jogadores estão habituados a ver em todos os outros jogos do género, ou seja, o míssil, o nitro, a mancha de óleo e por aí fora. Existe ainda um modo multiplayer local onde o ecrã é dividido e dois jogadores podem jogar localmente, o que é sempre de louvar.

Graficamente, nada de especial, mas também não é um jogo que necessita de muito detalhe, os carros são apenas baseados em carros reais, as pistas são curtas, por isso os detalhes mais importantes no fundo são os cenários, que estão bons. As músicas estão adequadas para o tipo de jogo e desempenham o seu papel para animar as corridas.


Embora não seja um jogo nada mau e ofereça uma experiência divertida, não está à altura dos 29,99 EUR que são pedidos no seu lançamento mas merece atenção para quando estiver em promoção, especialmente para os fãs do estilo do Micro Machines.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Greenlight Games.
Table Top Racing: World Tour - Nitro Edition Table Top Racing: World Tour - Nitro Edition Reviewed by Patrício Santos on 07 maio Rating: 5

Latest in Sports