Venture Kid (Nintendo Switch)


Existem vários géneros de jogos, mas dentro deles surgem séries que se destacam por serem tão diferentes que se tornam em si um género. Esse é o caso de Mega Man, é "impossível" ver um jogo da série e não assumir logo que se trata do velho Blue Bomber que nos acompanha desde os tempos da NES. Neste espectro surge Venture Kid, um simples jogo de ação e plataformas que imita Mega Man em tudo mas sem aparentes problemas em o admitir, agora disponível na Nintendo Switch.


Acompanhamos a aventura do pequeno Andy na luta contra o Dr. Teklov, que construiu uma arma secreta na sua base espacial e cabe a nós enfrentar os seus lacaios para depois chegar ao doutor. O objetivo é simples: concluir cada um dos 8 níveis, enfrentar o boss e adquirir um novo power-up, chegar à base espacial, derrotar Dr. Teklov e salvar o mundo. Percebem as semelhanças? Talvez a parte mais estranha é que alguns dos power-ups não se parecem enquadrar com os bosses em si, às vezes esquecia-me quem tinha dado uma ou outra arma, mas independentemente disso a maioria das armas não são só úteis para tirar partido das fraquezas dos inimigos como também nos permitiam chegar a itens impossíveis de adquirir de outras formas.

O jogo em si é bastante simples com uma jogabilidade bastante limitada e não há muito que Andy consiga fazer, para além de usar as diferentes armas que vai juntando ao seu arsenal. Para além de saltar pouco mais faz, um bocado como Mega Man fazia no seu primeiro jogo. Também não há muitos inimigos diferentes e poucos são aqueles que dão algum desafio, mesmo os bosses de cada nível são bastante básicos com movimentos simples de lidar. Não há propriamente um desafio, mesmo jogando em Hard. Há alguns modos de jogo diferentes a explorar mas no final, todos acabam por ser a mesma coisa.


Contudo é um jogo interessante, os fãs de Mega Man certamente encontrarão aqui uma cópia onde desde a banda sonora ao design das armas, níveis e inimigos é tudo muito idêntico aos jogos da Capcom, mas com uma dificuldade muito mais baixa. Também é um jogo bastante curto, mesmo quando somos convidados a joga-lo de novo e há pouco que fique por descobrir em cada um dos níveis, mesmo havendo áreas secretas para explorar. É uma boa viagem aos tempos da NES, mas fica-se por aí e não tenta ir muito além disso.


Claro, não é nenhum Mega Man mesmo quando comparando com os mais medíocres dentro da série, mas ainda assim é um jogo interessante de explorar. Resta a dúvida se terá alguma sequela onde Andy ganha alguns movimentos extra ideiais para níveis mais difíceis ou complexos, onde possam aparecer mais referências a Mega Man.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela FDG Entertainment.
Venture Kid (Nintendo Switch) Venture Kid (Nintendo Switch) Reviewed by Nuno Mendes on 21 maio Rating: 5

Latest in Sports