Where’s Samantha?


Alguém viu a Samantha? Transformado num pedacinho de lã, George procura o seu amor num universo de plataformas recheado de lã e e perigosos obstáculos metálicos.

Este é um pequeno indie com uma adorável história que irá levar o protagonista em busca da sua namorada, separados um do outro num estranho mundo de tecidos e misteriosos engenhos que, ao longo desta jornada, vão oferecendo puzzles cada vez mais desafiantes. A história desenrola-se como um livro onde, página a página, surge um novo nível para que se possa avançar.


Nesta aventura de plataformas em 2D, os níveis são geralmente bastante lineares e contam com ligeiros desafios, que vão gradualmente aumentando a sua dificuldade. O que começa como uma mecânica muito simples de avançar e saltar vai, aos poucos, acrescentando novas mecânicas, principalmente em torno da possibilidade do protagonista, ao absorver um pedaço de lã, ganhar novas habilidades, incluindo a capacidade de se separar em vários pedaços para fazer multitasking, ou reunir todos de forma a ficar suficientemente pesado para descer uma plataforma, por exemplo. Aliás, esta é mesmo a melhor componente do jogo, que vai assim trazendo sempre algo novo ao longo de 45 níveis.

Infelizmente, porém, a experiência não passa muito disso. Se os cenários são agradáveis à primeira vista, acabam por se tornar cansativos ao fim de alguns níveis e mais níveis sempre com o mesmo design. Não mudam sequer de cores para tentar diversificar os ambientes, simplesmente vão surgindo novos obstáculos e pronto. As próprias texturas em si poderiam ter melhor qualidade, o que certamente enriqueceria a experiência. Também por causa disso, apesar de uma boa jogabilidade, não há muita coisa propriamente "marcante" em torno deste jogo além da sua história contar com um bom narrador, o humorista Rufus Hound.



Por vezes, a diferença entre uma experiência agradável e uma que nos deixa indiferentes está mesmo nos detalhes. No caso de Where's Samantha?, não há nada particularmente errado a apontar, mas infelizmente também nada a destacar.

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para PC via Steam, gentilmente cedido pela Novy PR.


Where’s Samantha? Where’s Samantha? Reviewed by Telmo Couto on 09:00 Rating: 5

Latest in Sports