Lisboa Games Week 2018


Foi a quinta edição do Lisboa Games Week e bateu o seu recorde de afluência, registando mais de 60 mil visitantes, tudo isto com uma óptima razão: foi a melhor edição do evento até hoje!

No que diz respeito às consolas, é a primeira vez que o evento tem o prazer de reunir as consolas da PlayStation, Nintendo e Xbox, todas elas com jogos totalmente inéditos entre o software disponível para os jogadores experimentarem. Pela primeira vez, qualquer que seja a marca de consolas favorita dos jogadores, havia em todas elas algum conteúdo que de outra forma seria impossível de se jogar em Portugal. Mas as novidades não se ficaram por aqui, pois a secção "Indie X" conseguiu a proeza de reunir 55 jogos indie de grande qualidade para quem os quisesse experimentar!


Começando pela PlayStation, a marca chegou ao evento com o seu maior stand de sempre, com uma inacreditável área de 2.300m2 dedicados à PlayStation 4! Era praticamente metade do Pavilhão 1 da FIL e contava com diversas áreas onde era possível experimentar tanto os melhores jogos do ano, como outros que ainda estão para sair em 2019, incluíndo Days Gone ou Dreams. A maior surpresa, porém, foi experimentar Concrete Genie, um jogo realmente interessante que mistura puzzles, plataformas e criatividade! Na secção PSVR, destacavam-se jogos como Déraciné, da From Software e o Astro Bot, jogo que é considerado um must-have para quem possui este acessório.

O stand era realmente impressionante, ao nível do que se faz nos melhores eventos internacionais, mostrando o quando a PlayStation confia no nosso mercado. No palco onde todos os dias decorreram múltiplas atividades, apareceu até o Herman José para apresentar o seu trabalho no jogo Saber ou Poder: Gerações, o jogo familiar que utiliza a tecnologia PlayLink. A cereja no topo do bolo, para os mais aventureiros, era um slide que permitia atravessar toda a área da PlayStation, qual palco principal do Rock in Rio! Sem dúvida, o melhor stand de sempre da marca em Portugal!


Já do lado da Nintendo, assistimos também a um impressionante crescimento: em relação ao ano anterior, a empresa triplicou a sua área no recinto. Com uma área ampla e uma enorme variedade de jogos para a Nintendo Switch, o grande destaque ia para a demo de Super Smash Bros. Ultimate, com todas as personagens disponíveis para os jogadores começarem a descobrir quais as suas favoritas. De entre os novatos, Simon Belmont, da série Castlevania, pareceu ser uma escolha bastante popular!

Numa secção um pouco mais escondida do recinto, era possível ainda descobrir uma seleção de jogos indie para a Nintendo Switch (os chamados "Nindies") e até mesmo experimentar o Nintendo LABO. Em geral, houve cuidado em apresentar jogos para todos os gostos e ainda dois impressionantes torneios: Splatoon 2, cuja equipa vencedora irá ao campeonato europeu, e Mario Tennis Aces, cujo primeiro prémio era uma Nintendo Switch autografada pelo tenista Rafael Nadal.

No centro de tudo, o palco Nintendo contou com várias atividades, incluindo partidas multijogador de Super Mario Party, Mario Kart 8 Deluxe e até mesmo Super Smash Bros. Ultimate, assim como painéis de comentário relativos aos principais lançamentos da marca - nos quais o Meus Jogos teve a honra de participar. Pelo meio dos participantes, não faltavam sorrisos e a típica alegria a que a Nintendo já nos habituou.


Mesmo ao lado da Nintendo, a Xbox marcava o seu regresso ao Lisboa Games Week com um stand modesto em dimensões, mas bastante impressionante em conteúdos, com 8 jogos distintos em destaque, incluindo Kingdom Hearts III e Devil May Cry 5! O espaço era reduzido, sim, mas a verdade é que foi aproveitado ao máximo para disponibilizar um grande número de consolas. Foi bom ter a marca de volta! Mais, a Xbox estava um pouco por toda a parte, sendo possível encontrar várias no stand da Radio Cidade, por exemplo, ou até no stand da AOC Gaming.

Por falar em AOC Gaming, a marca estava muito forte no evento. Além de um stand dedicado, a verdade é que de uma forma ou de outra, coincidência ou não (mas vamos assumir que não há coincidências), os monitores AGON estavam presentes um pouco por todo o lado, servindo de base para inúmeras demonstrações de jogos em diferentes plataformas.


O hardware dedicado aos videojogos vai muito para além das consolas e, por isso mesmo, marcas como a ASUS e a OMEN (da HP) não poderiam faltar. A ASUS, em particular, estreava no evento o seu ROG Phone, o smartphone dedicado aos videojogos do qual já falamos anteriormente aqui no Meus Jogos. A maior surpresa, no entanto, veio da Lenovo com a sua marca LEGION, com um stand onde era possível experimentar os lightsabers do Star Wars com a utilização de um Hololens! Bem mais divertido do que ver jogadores dentro de uma jaula enquanto experimentam algo em VR - sim, claro que haveria coisas ridículas para se encontrar no evento.


Finalmente, um importante destaque para a zona Indie X, onde mais de 50 estúdios indie, nacionais e internacionais, apresentavam os seus jogos. Uma enorme variedade e com muita qualidade também, onde a maioria dos developers demonstravam a sua paixão pelo que fazem. Nem todos tinham o mesmo à vontade, no entanto: enquanto alguns dos developers chamavam as pessoas para ir ver os seus jogos, outros quase precisavam que lhes pedissem por favor... Seja como for, valeu muito a pena dedicar algumas horas do evento a estes criadores, pois sem dúvida mereceram o lugar de destaque ali conquistado.

Num abrir e fechar de olhos se passou mais um Lisboa Games Week. O maior de sempre, o melhor de sempre, mostrando que a indústria em Portugal está melhor do que nunca. Se a PlayStation cresce, a Nintendo cresce e a Xbox cresce, então crescemos todos com uma indústria cada vez mais saudável. Longa vida, então, ao maior evento de videojogos em Portugal!

Podem ver mais fotos do evento em instagram.com/meusjogos.pt

Lisboa Games Week 2018 Lisboa Games Week 2018 Reviewed by Telmo Couto on 20 novembro Rating: 5

Latest in Sports