eFootball PES 2020


Mais uma época que começa e os aficionados do desporto rei ficam ansiosos com a chegada dos dois jogos de futebol. Qual o melhor a ser jogado este ano, quais as novidades, qual o interesse de adquirir um ou outro. eFootball PES 2020 (como é agora chamado) é o simulador de futebol da Konami que é sem margem para dúvidas o único concorrente de FIFA no mercado. A disputa entre os dois já foi mais equilibrada, mas a Konami tem trabalhado de forma a apelar os jogadores que outrora perdeu, tentando recuperar a liderança no mercado. Será que é desta?

Após algumas horas deu para conhecer as melhorias e falhas que este jogo nos traz. Para alguns, podem ser menos significativas, para puristas pode fazer a diferença. Mas em termos de jogabilidade, pode-se dizer que continua com aquele perfil do PES de sempre, os fãs vão agradecer. Como continua a ser um jogo de futebol, iremos focar nas opções de jogo e os aspetos mais relevantes que podem ou não, dar a entender ao jogador se esta será a sua melhor escolha deste ano.


Todos os jogos de futebol contam com um Quick Match, em Português apresentado como "Pontapé de Saída", que serve para os jogadores iniciarem uma partida local, seja ela cooperativa, jogo de seleção aleatória, modo Versus, Liga, Taça e assim entrar num Lobby de jogo amigável. Para jogar online, foi criada a opção eFootball, onde se pode competir contra outros utilizadores numa série de eventos e torneios. Em eFootball, não é preciso ter qualquer receio de levar uma goleada, existe um emparelhamento com os jogadores do mesmo nível para facilitar as coisas, obtendo assim resultados e experiência suficiente para mais tarde poder enfrentar os profissionais. Mas jogar online pode apresentar alguns problemas de lag, na nossa experiência assim foi. Não foi algo de excessivo, mas certos desafios contaram com pequenos soluços.

Existem dois modos de jogo que são de longe os mais interessantes. O modo myClub já estava inserido no último PES e é um modo deveras interessante. Aqui, constrói-se a equipa que desejamos enquanto se joga online. É necessário escolher a equipa, contratar o treinador e arranjar um jogador por empréstimo, a maioria jogadores excecionais, o que é bom para começar, tais jogadores como Lewandovski, Hazard, Van Dijk entre outros. Este modo não traz nada de novo, sendo apenas um update do anterior, não deixando de ser um modo bastante bom.


Na Liga Master, o jogador controla o clube de preferência dentro e fora de campo. Existem dois tipos de alinhamentos, o original é de longe o que deve ser experienciado. Com o alinhamento original, o jogador inicia os jogos com o onze original da Liga Master, começando assim na divisão inferior até chegar ao topo. O Alinhamento da Equipa já conta com todos os jogadores dos plantéis dos clubes à disposição facilitando a subida ao topo.

O modo Rumo ao Estrelato é também conhecido, já dos tempos em que jogava PES na PSP. É necessário escolher um tipo de jogador, original, criando o seu próprio avatar (o que acho genial) ou então começar o modo com um jogador já existente de um clube do próprio modo. Aqui vão existir transferências para clubes maiores, uma apresentação do salário e várias opções de contrato, um modo para passar muito tempo.

De referir que a equipa da Konami este ano trabalhou com o ex-jogador do Barça, mundialmente famoso Andrés Iniesta para que fosse tirado o maior proveito no que diz respeito ao drible preciso e ao remate simulado.


Mas falemos realmente naquilo que eFootball PES 2020 deixará os jogadores desiludidos. A jogabilidade parece estar mais lenta, os passes dos jogadores levam uma eternidade a ser efetuados, e isso não se deve a gostar de jogar com equipas pequenas como o Vitória Sport Clube, pois o mesmo sucede com equipas como a Juventus.

Além disso, há algum problema com a mudança de controlo do jogador que não senti antes, trocando de jogador quase de forma aleatória e uma grande parte das vezes em que a bola é passada ou simplesmente se encontra isolada, parece que os jogadores não se comunicam, fazendo assim com que nenhum jogador chegue perto da mesma e, assim sendo, a equipa perde a bola e pode eventualmente sofrer um golo por um erro que nem sequer é da responsabilidade de quem está a jogar.

Algo que me fez sentir muito mal foram as tarjas expostas nos estádios. Desde quando se joga com uma equipa oriunda de Portugal, seja ela qual for, e estão expostas tarjas a dizer “Gol”? Além de realizar um encontro entre o Vitória Sport Clube e o seu eterno rival Sporting de Braga com um estádio repleto de publicidades espanholas? Não houve o mínimo de cuidado em rever esses aspetos que podem deixar alguns puristas como eu descontentes. São detalhes que merecem o mínimo de atenção e a Konami falhou. Desta vez nem Luís Freitas de Lobo surge como comentador, ficando apenas com os relatos em inglês, o que é uma pena.


eFootball PES 2020 é um bom jogo, com uma boa variedade de modos de jogo e extensas horas para dispensar com amigos ou até a solo, no entanto parece não ter estado ao nível do seu antecessor. Os gráficos estão na verdade bastante bons e o facto de ter a Juventus como um “exclusivo” devido à sua parceria também pode afetar a escolha de muitos jogadores, mas resta saber se será o suficiente para fazer dele o mais popular deste ano.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a PlayStation 4, gentilmente cedido pela Ecoplay.
eFootball PES 2020 eFootball PES 2020 Reviewed by Patrício Santos on 12 setembro Rating: 5

Latest in Sports