Skate City


Originalmente lançado em 2019 para os dispositivos móveis, Skate City chega agora ao PC e consolas, para os amantes do desporto radical de Skateboard. Quem já andou ou ainda pega na sua tábua, irá encontrar aqui um bom título para se divertir com os truques mais famosos e uma banda sonora de excelência pelas ruas de L.A. ou até Barcelona, recriado com detalhes reais das cidades.


O Skate City não é um jogo ao estilo de Tony Hawk’s, ele pretende ser realista mas tranquilo, uma forma relaxante de escapar ao stresse quotidiano e simplesmente dar o prazer de pegar na prancha e seguir sem destino pelas ruas da cidade, é esse o sentimento que nos é transmitido e é esse o conceito de Skate City e funciona mesmo muito bem, cumpre a promessa, ele concretiza o efeito.

Ao contrário de muitos outros jogos do género, este é um 2.5D, side scroller mas em 3D, onde o jogador irá no fundo, seguir em frente enquanto realiza truques relaxadamente ou então jogando os desafios que este oferece para ganhar pontos e assim desbloquear mais desafios como ter o suficiente para desbloquear as duas outras cidades existentes para além de Los Angeles que são, Oslo e a famosa cidade de Barcelona da qual conheço como a palma da minha mão por ter estado a viver por dois anos e será que a cidade foi devidamente recriada?

  
Sim, posso confirmar que a cidade de Barcelona tem seções que representam a realidade, o Museu de Arte Contemporanea também conhecido por MACBA situado no Raval é um dos sítios que passava nos meus dois anos e meio a residir ali e confirma-se o amor dos Skaters pelo local, depois passamos por estações de Metro representados com o M a branco num quadrado icónico vermelho tal e qual, estações como a de Sants e Parallel estão na cidade de Barcelona em Skate City, são pormenores excelentes para quem passou ou vive em Barcelona pois vai reconhecer perfeitamente.

É também de louvar todos os truques e como estes são executados, de forma simples e sem qualquer problema, no entanto efetuando um simples ollie (salto normal) com os analógicos na Switch no modo portátil pode apresentar problemas, não se pode confirmar que seja do drift ou simplesmente porque não responde na perfeição, mas usando um qualquer outro comando (neste caso o pro) não tive um único problema. Todos os truques são executados em todas as direções de cada um dos dois analógicos.

Existem acima de 100 desafios, todos eles interessantes, uns são a fugir da polícia, outros têm de executar X de grinds diferentes como também realizar truques e cair no sítio indicado com um círculo luminoso e, há muitos mais desafios que vão testar as capacidades dos jogadores mais atrevidos. Já no modo Endless Skate que pode ser traduzido como o Skate livre, o jogador poderá jogar pelo simples prazer enquanto ouve uns beats lo-fi de categoria, uma qualidade de topo e mesmo aqui, existem 90 objetivos para realizar, a diferença é mesmo não existir nenhum cronómetro.


O jogo é realista tal como referido antes mas, isso não impede de no jogo ser possível de realizar upgrades que vão certamente ajudar a equilibrar mais as coisas. Pode-se realizar upgrades ao tempo de permanência num grind e a sua velocidade e até construir um set de truques especiais à medida do jogador. E como estamos a falar em upgrade, o jogador também tem a liberdade de personalizar o seu avatar e acessórios, desde o seu skate por inteiro como a tábua ou as rodas como também as sapatilhas, chapéus, óculos e roupas.

Por fim, de referir que podem jogar e gravar e editar as vossas partidas com uma ferramenta que está incluída no jogo para mais tarde partilhar. O editor de vídeo tem várias funções e deixará criar o vídeo consoante a criatividade do jogar, com zoom in, rodar a câmara e até executar um slow motion no momento da ação crucial.


Skate City é um jogo relaxado, com muito conteúdo, excelente para se jogar no modo portátil e até para ouvir a banda sonora original do jogo, dá gosto mas pode não ser para todos, não podemos dizer que é hilariante como um Tony Hawk’s mas também se pode afirmar que é mais realista e sério apelando aos verdadeiros skaters que conhecem bem o desporto e como são executados os truques pelas ruas de asfalto, é realmente um bom jogo para todos apreciarem este desporto que apesar de radical, tem a sua arte taggado.

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Popagenda PR.

Skate City Skate City Reviewed by Patrício Santos on 16:00 Rating: 5

Latest in Sports