Predator: Hunting Grounds


Para os fãs como eu, é sempre bom saber que alguém tenta reviver o clássico alienígena mais conhecido por Predador, adaptando-o num videojogo. Nos últimos anos, tanto os filmes como os jogos, não têm corrido bem, o primeiro filme é um clássico puro dos anos 80, com um elenco de fazer inveja e uma estruturação com pés e cabeça, desde à música à própria realização do filme em si, é completamente memorável e por isso mesmo, ainda nos dias hoje é tema de conversa. Será que Hunting Grounds é o jogo que finalmente está fiel ao que os fãs sempre desejaram?

Hunting Grounds é um jogo totalmente multiplayer sem qualquer campanha disponível que pode ser jogado tanto na PS4 como no PC e conta com o sistema cross play dando oportunidade dos jogadores realizarem em conjunto as missões, independentemente da plataforma que adquiram. É um jogo na primeira e terceira pessoa baseado no filme dos anos 80 o qual os fãs vão gostar bastante, no entanto o jogo conta com as suas grandes fraquezas.

Podemos começar pela escassez de modos disponíveis, o jogo conta com o Quick match, para as partidas online rápidas, no qual está inserido a possibilidade de jogar com o Fireteam ou o próprio Predador. Para além deste modo que é no fundo o principal, há o Private Match para reunir amigos e jogar entre amigos. Neste private match podem escolher o mapa que desejarem, tnedo ao vosso dispôr apenas 3. Backwater, Derailed e Overgrowth. Existe um Tutorial para aprender a jogar com o Predador, visto que é a personagem com os comandos mais complexas em relação ao Fireteam e é jogado na terceira pessoa. O customization serve para personalizar o vosso soldado e Predador, deixemos este modo para falar à parte. O Field Locker são caixas de loot como tem surgido em todos os jogos multiplayer nos últimos anos o qual podem abrir com pontos do jogo e alguns totalmente livres. Infelizmente, a opção referente aos Extras não tem rigorosamente nada de especial, apenas o tutorial em escrito e de tudo que o jogo engloba, desde aos soldados e o seu historial, a referência da existência de objetos explosivos no mapa e etc…


Falemos um pouco do modo Customization, onde o jogador personaliza o seu soldado e Predador. Podem escolher uma arma primária e outra secundária para o soldado, já no caso do Predador, existem 3 slots para adicionar itens importantes para caçar os humanos com mais eficácia. Desde healing kits, audio decoy e motion detectors como também conta 3 slots para perks. Os perks são vários e vão desde a obter uma maior velocidade na corrida sobre os ramos das árvores como um carregamento de energia mais veloz ou o consumo reduzido de energia no modo cloak. Sem esquecer que há classes de Predadores à escolha mas que têm de ser desbloqueados com a progressão do jogo e, a possibilidade de desbloquear o Jungle Hunter, Predador do primeiro filme. A aparência do caçador também pode ser alterada, desde as máscaras, predlocks (tranças) e pinturas para personalizar a máscara.

Os humanos têm igualmente o seu toque de personalização disponível, desde bonés, óculos de sol aviator e pinturas de camuflagem como no filme, que estão bem representados aqui. Armas não são muitas mas estão disponíveis as metralhadoras, sniper e especiais, no último caso, a fantástica mini gun. É possível efetuar modificações nas armas desde a mira ao supressor como ter uma maior quantidade de munições. No equipamento, tal como o Predador, 3 slots disponíveis, seringas para restaurar a saúde, granadas explosivas e granadas flash mas, é possível e bastante útil, ter kits de munições e saúde. Quanto aos perks, também são imensos e muitos vão sendo desbloqueados com a progressão de jogo ao aumentarem de nível. Desde a causar mais dano aos inimigos de IA, ter uma maior stamina, aumentando a própria saúde entre outros.


Agora falando no mais importante, que tal está o jogo em si? Infelizmente, podemos começar por dizer que é um jogo totalmente dirigido aos fãs e alguém que pondere em jogar Hunting Grounds sem o conhecimento de nenhum dos filmes ou da própria música não tem muitas razões para a aquisição. Iremos nesta análise apontar os prós e contras do gameplay que fará o leitor decidir adquirir ou não Predator Hunting Grounds.

Todas as partidas começam com um helicóptero a transportar a Fireteam para a floresta. Todas estas missões são aleatórias e básicas, para dar um exemplo muito simples, explorar uma base, eliminar os soldados presentes e adquirir ficheiros secretos, por fim regressar ao helicóptero para a extração. Algumas missões consistem em garantir amostras de água, analisar num mini laboratório numa base e regressar ao helicóptero e por aí adiante. Todas as missões têm uma duração de cerca de 10/15 minutos para completar, o que faz com que é um bom jogo para partidas online rápidas mas, que sabe a pouco e pode tornar-se extremamente repetitivo, isto porque vão acabar por eventualmente repetir literalmente as mesmas missões em várias partidas e já saberem os objetivos de cor e salteado, embora uma vez ou outra exista uma missão opcional que consiste em resgatar dinheiro numa zona do mapa e daí, voltar a correr para o ponto de extração.

Sabendo que o Predador caminha livremente pelas árvores e consegue detetar o calor dos humanos, há o pequeno mas engraçado pormenor eficaz de usar a lama e espalhar pelo corpo para que o Predador perca o nosso rasto tal, embora seja útil por pouco tempo, praticamente a qualquer momento é possível cobrir novamente de lama o nosso soldado visto que há imensas poças de lama. Há muitas formas de obter experiência, a recolha de veritanium, eliminar inimigos, destruir postos de alarme e cumprir os objetivos ajudam a esse processo, até provocar danos ao Predador dá experiência, especialmente se conseguirem derrotar antes de ele ter a oportunidade de se auto destruir. O Predador tem um comando de auto destruição que pode ser usado a qualquer momento causando uma espécie de mini bomba nuclear, no entanto no jogo é possível desarmar essa auto destruição do Predador ou simplesmente podem fugir para bem longe do raio da explosão e assim é dada como terminada a missão mesmo que os objetivos não tenham sido concluídos.


Existem até missões que podem terminar com a morte do Predador como referido antes, ou como é evidente, o Predador eliminar os 4 elementos do Fireteam. Por vezes, mesmo antes do Predador activar a sua auto destruição, é possível matar o caçador de troféus e a missão passa por proteger e manter o corpo intacto até o helicóptero chegar para recuperar o cadáver. Digamos que a verdadeira ameaça neste jogo é o Predador, embora se quem estiver a controlar o Predador não tiver uma pequena experiência que seja com ele, não irá muito longe pois não se aprende em 5 minutos a jogar tal como acontece com um soldado da Fireteam que apenas tem de disparar e sobreviver.

Tal como acontece com vários jogos multiplayer em equipa, neste é mais importante do que nunca manter a equipa unida, se alguém se separa do seu grupo, a morte é certa. É necessário estar a equipa unida e nunca se separar ou deita tudo a perder. Os jogadores podem e vão levar down a todo o momento com o Predator devido à diferença de força. Assim sendo, os jogadores têm de estar preparados para o aparecimento do Predador e ajudar a levantar os colegas de equipa a qualquer momento ou o Predador arranca a espinha dorsal. De lembrar que é possível ressuscitar os jogadores uma vez após um determinado tempo, tendo que se deslocar a um sítio específico marcado no mapa para que os soldados eliminados pelo Predador sejam ressuscitados.

Se calhar a pior parte do jogo é a inteligência artificial dos soldados que estão situados nas bases, eu diria que é muito fraca comparada ao que se tem vindo a assistir nos dias de hoje. Estes soldados controlados pela IA pouco atrapalham e estão ali só para gastar umas balas, a facilidade de realizar headshots e de sobreviver à carga de uma boa dose de soldados é "numa boa", e o jogador não vai ter qualquer problema em enfrentar sejam dezenas de soldados, até posso afirmar que após horas e horas de jogo ainda não houve uma única vez que tenha sofrido sequer um downed por parte dos soldados.


Por fim, Predator Hunting Grounds vai ser do agrado dos fãs acérrimos, a música, o ambiente, o fan service existe, para aqueles que viram e não gostaram ou não têm intenção de assistir a qualquer um dos filmes, podem evitar este jogo de imediato. Assim sendo, é um bom jogo para aqueles que querem dar uns tiros rápidos, experienciar as execuções espetaculares do Predador ou então fugir com o rabo entre as pernas do caçador mais famoso da galáxia. Por isso estejam preparados para gritar “GET TO THE CHOPPA!” E não se equeçam, "If it bleeds, we can kill it"

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a PlayStation 4, gentilmente cedido pela SIEE.
Predator: Hunting Grounds Predator: Hunting Grounds Reviewed by Patrício Santos on 29 abril Rating: 5

Latest in Sports