Jogos de tabuleiro para dois


Artigo por Cristina Fidalgo / Parceria DICE Cultural

…and it’s that time of the year again, em que as festividades em família terminaram e entramos na altura do ano onde o romance anda no ar e queremos estar com os nossos mais que tudo em ambiente mais calmo e sossegado. Nada melhor do que uma boa competição saudável para tornar tudo mais… interessante!
E, mantendo este ambiente de romantismo, porque não sonhar com todas as viagens juntos que farão pela Europa, Estados Unidos, ou por qualquer outra geografia que este jogo representa? Da autoria de Alan R. Moon, o Ticket to Ride permite-vos sonhar com as viagens que farão enquanto jogam ou planear uma roadtrip enquanto constroem as ligações ferroviárias entre as cidades do mapa. Esta seria a única parte colaborativa do jogo já que o objetivo será completar o maior número de ligações das cartas em jogo.


O Gembloq, da autoria de Justin Oh, faz-nos lembrar os tempos de infância onde os jogos de tabuleiro que se conheciam, tinham um efetivo tabuleiro. Com uma mecânica muito simples de aprender, este é um jogo simples, mas estratégico composto por pequenas peças coloridas onde o objetivo é roubar espaço ao adversário tentando colocar todas as peças. (Quiçá o aspecto das peças do jogo não faça lembrar uma certa peça de joalheria que traga com ela uma pergunta e um ‘final feliz’?)


Adrian Adamescu e Daryl Andrews, criadores do Sagrada, quiseram que o jogo fosse o mais colorido de sempre e, embora regra geral, este não seja um jogo para dois jogadores, funciona muito bem dessa forma. Baseado numa mecânica de jogo de lançamento de dados e estabelecimento de padrões, este é um jogo estratégico muito visual e colorido onde o objetivo é conquistar mais pontos do que o adversário com os padrões construídos. (Na sequência na peça de joalheria do jogo anterior, este é um jogo que faz lembrar os vitrais das grandes catedrais… *wink wink*)


Muito similar e com uma temática portuguesa temos o Azul que nos transporta para um Portugal tradicional com o seu design. Jogado a dois funciona bastante bem e o grande objetivo é tentar completar o vosso azulejo mais depressa que o adversário, maximizando os pontos de forma estratégica. O autor é Michael Kiesling e não sendo português, certamente que se inspirou no nosso belo país.


E qual a ilha grega que nos faz pensar numas férias românticas onde as casas são brancas com os telhados a combinarem com o azul do Mar Mediterrâneo? A bela ilha de Santorini que neste caso vem em forma de tabuleiro da autoria de Gord! e que tem o mesmo aspecto das casinhas da ilha,  onde o objetivo é estrategicamente, não deixar o adversário construí-las, tentando ao mesmo tempo construir as nossas! (Consta-se por quem já lá foi, que esta é uma bela ilha para uma viagem a dois… logo a seguir ao momento da catedral…)


Se forem um casal em que os mistérios são o que vos deixa mais empolgados então, vistam as vossas capas de detetives, coloquem os vossos chapéus e inspirem-se com os cachimbos da descoberta com o Sherlock Holmes Consulting Detective: Carlton House & Queen's Park. Juntos vão desvendar os mistérios que o jogo apresenta e certamente irão celebrar em grande depois de o conseguirem! Da autoria de Suzanne Goldberg, Gary Grady e Raymon Edwards, este é o jogo para se jogar a dois!


Ainda nesta onda, porque não jogarem o Fog of Love e imergirem numa experiência que vos leva a personificarem pessoas completamente diferentes do que são na vida real? Podem apimentar o jogo e decidirem um curso da história que nunca pensaram ter no vosso dia-a-dia. É o perfeito role playing game que vos transporta para situações caricatas, decisões e consequências desafiantes e até impossíveis. Tudo sem que tenham de passar na realidade por elas. Jacob Jaskov criador deste jogo de tabuleiro, decidiu criá-lo de forma inclusiva e vem com a possibilidade de ser jogado por casais de todos os tipos e com expansões e designs que refletem essa mesma inclusão social.


Um pouco diferente desta temática, encontramos o Everdell da autoria de James A. Wilson que visualmente é um jogo muito imersivo e temático onde nos leva a crer que estamos e fazemos parte de uma floresta. É um jogo de cartas bastante estratégico, cheio de fantasia e com mecânica de worker placement.

Para os casais que são mais desafiadores e que gostam de ganhar, recomendamos ainda o 7 Wonders Duel e o Android: Netrunner. Ambos jogos de cartas, mas com mecânicas diferentes.


O 7 Wonders Duel, dos criadores Antoine Bauza e Bruno Cathala, é um jogo apenas para 2 jogadores onde a picardia a dois certamente estará presente. Vence o oponente com um exército ou com um conjunto fabuloso de características intelectuais ou ainda um misto de capacidades que te elevam na defesa e ataque. Este é um jogo de mestria de habilidades. Qual dos dois irá ganhar?


Já no Android: Netrunner, os autores Richard Garfield e Lukas Litzsinger trazem-nos um jogo de pura estratégia e bluff, onde o vosso poker face deverá estar no seu melhor. No final, sem que o adversário perceba, já está o jogo ganho! Uma boa forma de personificar uma personagem misteriosa e cheia de segredos (dos bons!).

Na sua maioria, estas sugestões podem também ser jogadas por casais onde estas alturas sejam acompanhados pelos mais pequenos, rebentos adoráveis que estão sempre por perto e, assim sendo, os jogos poderão também ser partilhados pelos mais novos, sendo os mais aconselháveis o Ticket to Ride (8+), Gembloq (8+), Sagrada (14+), Azul (8+), Santorini(8+), Sherlock Holmes (12+), Everdell (13+).

Let the games begin!
Jogos de tabuleiro para dois Jogos de tabuleiro para dois Reviewed by Telmo Couto on 10:00 Rating: 5

Latest in Sports