Yes, Your Grace


Yes, Your Grace dos estúdios Brave at Night, é um jogo de gestão de Reinos, um pouco como a tão aclamada série “Game of Thrones”, onde o jogador terá de tomar decisões que provavelmente mais tarde voltarão para lhe morder os calcanhares. Sim, as decisões serão toda uma bola de neve de acontecimentos.

Este título coloca o jogador na pele de Eryk, rei e por conseguinte líder do reino de Dravern. Uma série de complicações passadas levaram a este ponto em que toda a linha de desenvolvimento começa. Os exércitos inimigos estão a marchar em direção ao seu território e Eryk não tem nenhum herdeiro direto. Encontra-se assim numa situação delicada enquanto tenta satisfazer as necessidades do seu povo.

O intuito do jogo é pôr o jogador no lugar de rei, ouvindo os pedidos, lamúrias e necessidades dos habitantes do seu reino, enquanto procura responder a esses problemas com o apoio do seu conselheiro. Isto tudo mistura-se com a história da família do rei, que também nesse aspeto é necessário tomar decisões que podem ou não levar a desfechos menos bons.


A família de Eryk é bastante agradável e de certa forma unida, tudo muito bem explicito nas linhas de texto que cada personagem apresenta e que deixa transparecer na perfeição toda a sua maneira de ser. Um dos bons exemplos é a sua filha mais nova, Cedini, que tenta arranjar a toda a força um animal de estimação, seja ele um caracol, um ursinho de peluche ou até uma raposa.


A cada dia, um grupo de camponeses, líderes de outros clãs ou outro tipo de indivíduos aparecem na sala real pedindo ajuda. Seja porque uma praga atingiu a sua aldeia, ou uma nova ideia para um empreendimento no reino. Cabe ao jogador decidir a melhor maneira de ajudar aquele individuo, ou se, de todo não o irá ajudar.

Existem recursos e outros meios para atender a estas necessidades. Claro está, nem sempre se pode atender a todos os pedidos uma vez que os meios, tanto recursos como dinheiro ou mantimentos, bem como meios humanos, são escassos e têm de ser medidos e postos em campo da melhor maneira possível. Pelo meio há diversas rasteiras, uma vez que nem todas as pessoas zelam pelos melhores interesses do reino e do seu Rei, pelo que também é necessário ter atenção e classificar os honestos dos não tão honestos.


Toda esta panóplia de gestão e ramos de enganos e possíveis fracassos, pode ser divertido? Sem dúvida! Com todas estas decisões e caminhos que podem levar a desfechos diferentes, antevê-se espaço para umas boas horas de entretenimento.

Este título também dá asas à exploração, ainda que seja por pequenos espaços, com a mecânica de “point and click”. Não sendo de todo o foco principal da história, estes podem conter alguns elementos importantes, como encontrar pistas para um assassinato ou pequenos encontros com elementos da família de maneira a apaziguar os ânimos mais exaltados.


Yes, Your Grace apresenta um estilo gráfico pixel art, muito bem conseguido e consegue transmitir um grande impacto. A apresentação é também intensificada pela música, que transporta o jogador para o que se está a passar no ecrã. 

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para PC, gentilmente cedido pela No More Robots.
Yes, Your Grace Yes, Your Grace Reviewed by Pedro de Almeida on 19 março Rating: 5

Latest in Sports