Mosaic


A vida urbana, o trabalho e a solidão. Os dias cinzentos, repetitivos, a falta de relações humanas de alguém que, para o empregador, não passa de um número. Oh, mas sim, todos os funcionários estão a contribuir para algo superior! É este o mundo de Mosaic, o novo jogo onde somos apenas mais um, a viver o dia-a-dia só porque sim.

Disponível para PC via Steam e GoG e dispositivos móveis iOS via Apple Arcade, com lançamento para consolas previsto para o próximo ano, esta é uma experiência interativa onde controlamos um desses funcionários da empresa Mosaic.


Vive sozinho na grande metrópole, acorda para ir trabalhar, sai do trabalho para a casa e voltar a repetir o ciclo no dia seguinte. O jogo é simplesmente uma observação em torno disso, mas com um toque de esperança no meio de todo o cinzento. Protagonista acorda, vai ao WC, sai de casa e segue o seu caminho, agarrado ao telemóvel até chegar ao trabalho.

Dificilmente se desliga a experiência da realidade, quando já se viveu algo assim. Quando um emprego toma totalmente conta da vida da pessoa, indo a casa só para comer, dormir e tratar da higiene, o que é feito da pessoa propriamente dita? Mosaic apresenta-nos precisamente essa situação, onde a personagem é apenas mais um num mundo onde todos são assim. Este protagonista, porém, começa a aperceber-se de que há algo mais em seu redor, algo que foge a essa rotina, um toque de cor num mundo cinzento.


Esta não é uma aventura gráfica covencional, sendo mais propriamente uma história interativa com um pouco de jogabilidade. Por esse motivo, revelar o que acontece é mais spoiler do que outra coisa, mas obviamente que não será apenas uma observação de como este é um estilo de vida terrível para qualquer ser humano. Para além da rotina, há algo mais no mundo, algo que dá esperança e uma razão de viver. Mas será algo possível num mundo industrial como o que aqui se representa?

Sendo esta uma experiência interessante, com simples controlos no PC através do rato, a interação poderia ser mais aprofundada. Além do ritmo propositadamente lento, não há muito para fazer fora das ações específicas para o seguimento da história, além de usar as aplicações no telemóvel, incluindo o inútil jogo BlipBlop que foi realmente produzido e lançado no mercado (mosaiccorp.biz/blipblop).

O próprio emprego da personagem é jogável, colocando o jogador na pele dele e na inutilidade daquilo que ele faz. No início parece que se irá tornar em algo interessante, como uma espécie de puzzle, mas tal nunca acontece - uma analogia ao próprio sentimento dos funcionários da empresa.


Com uma história curta e uma mensagem forte, Mosaic destaca-se principalmente pelo seu estilo artístico e a crítica a um certo tipo de ambiente empresarial que, nos dias de hoje, está presente um pouco por toda a parte.

Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para PC via Steam, gentilmente cedido pela RawFury.
Mosaic Mosaic Reviewed by Telmo Couto on 14:00 Rating: 5

Latest in Sports