E3 2018: Nintendo segue sozinha, mas convida toda a gente


Nos primeiros dias de anúncios de novidades da E3, o padrão começou a desenhar-se: as companhias "third-party" não estão assim tão dedicadas à Nintendo Switch. Só um bocadinho. Começou com a EA ao apresentar as novidades do FIFA 19, uma melhoria em relação ao anterior, sem dúvida, mas que parece ser o único investimento da marca na consola. Depois veio a Bethesda, uma das maiores apoiantes da consola, mas sem grandes novidades no que diz respeito aos seus principais jogos. Square-Enix? Apenas o Octopath Traveler, mais do que conhecido e quase a chegar às lojas.

A nível de jogos multiplataformas, o destaque vai para títulos como FIFA 19, da Electronic Arts, Monster Hunter Generations Ultimate, da Capcom, Dragon Ball FighterZ e Dark Souls: Remastered, da Bandai Namco Entertainment, Wolfenstein II: The New Colossus, da Bethesda Softworks, e Starlink: Battle for Atlas, da Ubisoft, que inclui personagens e conteúdos da série Star Fox, exclusivos para a Switch. Títulos de grande qualidade, e é, sem dúvida, um cenário melhor do que o de gerações passadas, onde se assistiu a um abandono total, mas não vale a pena esperar que os anúncios de topo destas companhias incluam nos trailers a imagem da consola.


Foi precisamente por este motivo que a Nintendo abriu a sua apresentação da E3 com um exclusivo de uma "third-party". Daemon X Machina, desenvolvido pela Marvelous, será lançado em 2019 e é o novo jogo de Kenichiro Tsukuda, conhecido pelo seu trabalho na série Armored Core. Será um jogo de mechs com muita ação e um impressionante grafismo ao estilo animé.

A primeira grande surpresa da Nintendo Direct foi o novo conteúdo The Golden Kingdom of Torna para o jogo Xenoblade Chronicles 2, um DLC que funciona como prequela para o jogo principal e permite assistir aos eventos que marcaram a queda do reino de Torna. Os conteúdos ficarão disponíveis para os detentores do Expansion Pass a 14 de setembro, mas também serão disponibilizados numa versão física standalone a partir de 21 de setembro.


Num dos momentos mais aguardados, foi finalmente desvendado o novo título da saga Fire Emblem, com o título Fire Emblem: Three Houses. O jogo chegará na primavera de 2019 e, embora se mantenha fiel à arte que popularizou a saga na Nintendo 3DS, apresenta algumas novidades no sistema de combate e ainda a possibilidade de manobrar a personagem principal livremente para alguma exploração. O jogo irá passar-se num novo mundo governado por três grandes casas (daí o título) e promete todo o drama de fantasia medieval a que os fãs estão habituados.

Ainda no reino dos RPGs, a Nintendo aproveitou para relembrar do lançamento de Octopath Traveler, marcado para 13 de julho, revelando que a partir do dia 14 de junho estará disponível uma nova versão demo e cujos dados poderão ser transferidos para a versão final do jogo.

Pelo meio, houve espaço para pequenos anúncios mas que nem por isso deixam de ser muito relevantes, como o lançamento do popular Fortnite, já disponível para a Nintendo Switch, ou o novo Super Mario Party, com lançamento previsto para 5 de outubro. Este último incluirá um modo que permite jogar com dois ecrãs de uma forma inesperada e que será curioso ver em funcionamento.


Para 2018, a grande aposta da Nintendo reside em dois grandes títulos com enorme potencial, dos quais o primeiro a chegar ao mercado será o novo Pokémon: Let's Go, Pikachu! e Pokémon: Let's Go, Eevee!, com lançamento previsto para 16 de novembro. A estreia de Pokémon para a Nintendo Switch já tinha sido anunciada, mas a Nintendo Direct serviu para revelar novos detalhes e não deixar arrefecer o entusiasmo por este título que tenciona principalmente atrair novos jogadores.

Não será difícil, com um aspecto visual tão apelativo e a integração com o jogo Pokémon Go, que foi instalado mais de 800 milhões de vezes nos smartphones iOS e Android. Curioso pensar que mesmo um 1% desses utilizadores já representaria um enorme sucesso para a Nintendo Switch!


Finalmente, o grande destaque da apresentação foi para o novo Super Smash Bros. Ultimate, que será lançado na Nintendo Switch a 7 de dezembro. A grande novidade é que todas as personagens que alguma vez marcaram presença na série estão de regresso, assim como algumas novas como a Inkling (Splatoon) e o Ridley (Metroid). Se o Avengers: Infinity War foi o "crossover" mais ambicioso da história do cinema, o mesmo poderá dizer-se deste título para a indústria dos videojogos!

Naquilo que foi considerado um pouco exagerado e talvez fosse material para uma apresentação independente a seguir à Nintendo Direct, o diretor Masahiro Sakurai detalhou todas as novidades introduzidas em cada uma das personagens em relação à última vez que estiveram na série, assim como as principais diferenças deste jogo para os anteriores. Este SSB Ultimate promete uma experiência mais competitiva enquanto jogo de luta, mas sem querer afastar os jogadores que gostam da série pela sua vertente de "party game": estão cá todos e o jogo é para todos.


Por mais que a Nintendo apoie e promova o lançamento de jogos "third-party", a empresa sabe que está muito dependente da sua oferta "first-party" e de colaborações que vai fazendo com outras companhias. Felizmente, a Nintendo Switch continua com um catálogo recheado de bons lançamentos até ao final do ano e meses seguintes, com muitos outros títulos anunciados que continuam por revelar, como Bayonetta 3 e Metroid Prime 4, as grandes ausências do evento.

A Nintendo Direct da E3 2018 pode ser vista em seguida:

E3 2018: Nintendo segue sozinha, mas convida toda a gente E3 2018: Nintendo segue sozinha, mas convida toda a gente Reviewed by Telmo Couto on 13 junho Rating: 5

Latest in Sports