E3 2018: A época dourada da PlayStation 4


Em conferências passadas, a PlayStation já teve eventos bombásticos, com dezenas de jogos apresentados, revelações surpreendentes e até promessas de jogos que até hoje continuam perdidos no éter. Onde andas tu, Final Fantasy VII Remake, anunciado em 2015?

Desta vez, foi diferente: a PlayStation está no topo e sabe disso. A PS4 chegou à sua "golden age" com o lançamento de God of War e, a partir de agora, só podem vir coisas boas. Por isso mesmo, a presença da marca na E3 deste ano é mais contida em quantidade, mas não em qualidade. Os jogos falam por si. Com uma conferência pouco convencional, a marca focou-se principalmente nos 4 grandes jogos a caminho da consola: The Last of Us Part II, Ghost of Tsushima, Death Stranding e Marvel's Spider Man. Como quem diz: "vejam só os nossos exclusivos". Pelo meio, algumas surpresas, mas nada de promessas insufladas ou exageros desnecessários.

The Last of Us Part II ainda não tem data de lançamento, mas apresentou um trailer intenso e que nos coloca ao lado de uma Ellie já crescida. Foi apresentado um bom segmento de jogabilidade (aliás, o mesmo pode ser dito dos outros três jogos), onde a acção e a cinemática se interligam de forma completamente natural, mostrando a mestria da Naughty Dog num género onde os rivais só tentam imitar.


Ghost of Tsushima foi a maior surpresa, um jogo da Sucker Punch que já tinha sido anunciado previamente mas ainda não tinha recebido a devida atenção. Os visuais são lindíssimos, com uma paleta de cores perfeita para retratar o ambiente de um Japão sob invasão mongol, com paisagens deslumbrantes mas inimigos temíveis. O único problema da apresentação foi mesmo as vozes em inglês nas personagens principais, que contrastam com todo o ambiente do jogo. Vá lá PlayStation, ainda estamos a tempo de adicionarem a opção de jogar com as vozes em japonês e legendas.


A estreia em vídeo da jogabilidade do Death Stranding, de Hideo Kojima, não serviu para responder a muitas perguntas, mas veio acompanhada da seguinte sinopse: "Num cenário futurista pós-apocalíptico, o protagonista Sam (interpretado pelo famoso ator Norman Reedus) efetua um conjunto de misteriosas entregas, ao longo de uma série de paisagens impressionantes". O vídeo mostra-nos isso mesmo, com um solitário Sam a atravessar diversos cenários com a mercadoria às costas. Ok, então!


Finalmente, o único dos 4 jogos com uma data confirmada, Marvel's Spider Man. Desta vez, o jogo apresenta uma série de vilões famosos da saga como Scorpion, Rhino e Mr. Negative. No entanto, Peter Parker não está sozinho, pois alguém aparece para o ajudar. Quem será? Já não falta muito para se descobrir, pois o lançamento está marcado para 7 de setembro.

Títulos fantásticos e uma apresentação sem pressas que mostra que a PlayStation está plenamente confiante dos produtos que tem em mãos. A conferência em si não foi das melhores, com alguns problemas de ritmo, mas sem dúvida que teve excelentes conteúdos. Pelo meio, houve ainda tempo para boas surpresas, como o remake de Resident Evil 2, com data marcada para janeiro de 2019, e NiOh 2, a continuação do intenso título da Team Ninja lançado em 2017.

A apresentação pode ser vista na íntegra aqui:

E3 2018: A época dourada da PlayStation 4 E3 2018: A época dourada da PlayStation 4 Reviewed by Telmo Couto on 12 junho Rating: 5

Latest in Sports