Help Will Come Tomorrow


Help Will Come Tomorrow é o título apresentado pelo estúdio polaco, Arclight Creations, onde a sobrevivência é a premissa principal, no mundo gélido da Sibéria, cheio de decisões para serem tomadas.
A história decorre no século passado, mais propriamente em Outubro de 1917, onde o ambiente parece retirado do universo de Frozen, mas não no bom sentido. As tensões aumentam à medida que a Rússia se aproxima do início da Revolução Bolchevique. Um conjunto de personagens viaja na linha ferroviária Transiberiana quando este é atacado e cai dos trilhos.

Quatro personagens sobrevivem e a cada novo recomeço efectuado pelo jogador os mesmos são atribuídos aleatoriamente. Os sobreviventes encontram-se presos no deserto siberiano e urge a vontade de sobreviver, tanto ao tempo agreste do Inverno, como aos ataques dos rebeldes que ecoam no pano de fundo. Juntando a esta panóplia de eventos, o jogador terá também de trabalhar com as fraquezas, preconceitos e pontos fortes do seu grupo.


A mecânica básica do jogo foca-se na sobrevivência das personagens, atendendo às suas necessidades. Todos os elementos têm a sua própria história, desde membros da aristocracia no auge do seu poder, exploradores ou até um humilde membro que apenas pretende sobreviver para encontrar outro membro da família. Toda esta “backstory” irá ter impacto na forma como cada um reage ás adversidades postas no caminho, aos diferentes tipos de comportamentos e os pensamentos que o jogador irá lentamente descobrindo através das conversas à volta da fogueira.

Terá de existir um convívio entre personagens na medida em que é necessário construir certos pontos chave que ajudam à sobrevivência. Pontos de repouso, pontos em que é possível contruir certos equipamentos de ataque, que ajudam tanto na eventualidade de serem atacados, ou por outro lado, que ajudam à caça de animais selvagens que servem de alimento. Para a construção destes pequenos pontos é necessária a cooperação entre personagens, e como qualquer outra interação na vida real, nem sempre é possível trabalhar com as pessoas certas. Isto terá impacto na durabilidade ou na qualidade da construção final, ou até, nem será de todo possível avançar com a construção do mesmo.


É importante referir que cada uma destas estruturas tem outro tipo de ações para além das suas funções principais. Como a possibilidade de confraternizar na fogueira, construindo relacionamentos entre os membros e progredindo nas diferentes árvores de desenvolvimento, o que irá melhorar drasticamente as chances de sair desta experiência.

A criação de um campo não é o único requisito para a sobrevivência. É imperativo organizar expedições frequentes para zonas circundantes ao campo para capturar mantimentos necessários para expandir, ou elementos, que ajudam na recuperação dos diferentes “stats” das personagens (fome, sede, sono, etc). É realmente daqui que vem a maior parte dos recursos. Nem tudo são boas notícias, já que existe a possibilidade de perder personagens. Se se tentar puxar em demasia pelas personagens estas podem-se perder pelo caminho, serem baleadas por um grupo de atacantes, ou até mesmo partir algum osso.
   


Help Will Come Tomorrow demonstra uma narrativa de estratégia de sobrevivência que traz consigo ideias interessantes. Infelizmente os controlos para a Nintendo Switch não são os mais intuitivos e é possível perder-se algum tempo a tentar perceber a sua mecânica. Mecânicas que se tornam um pouco repetitivas ao longo do tempo, deixando apenas em aberto a vontade do jogador de descobrir um pouco mais da história das diferentes personagens.

Um título apetecível para os amantes do género, com muitas escolhas pela frente. Para quem decidir apanhar esta viagem de comboio, boa sorte! Será mesmo necessário.

Nota: Esta análise foi efetuada com base numa cópia final do jogo para Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Klabater.

Help Will Come Tomorrow Help Will Come Tomorrow Reviewed by Pedro Almeida on 20 maio Rating: 5

Latest in Sports