Guacamelee 2


Análise por Pedro M. Macedo

Sete anos após os eventos do jogo original, Juan e Tostada são novamente chamados para salvar o mundo de uma nova ameaça. Em Mexiverse, uma realidade alternativa, Juan foi morto por Calaca (antagonista do primeiro jogo) tornando Salvador o herói da história. Doente, este começa a sua jornada para encontrar as três relíquias do Deus do Tempo que, unidas, colidem todas as linhas temporais e resultam no fim do mundo. A última esperança será trazer Juan da linha temporal principal – onde derrotou Calaca; para Mexiverse, perder a “barriga de cerveja”, recuperar a sua poderosa máscara e impedir o dia do juízo final.

Guacamelee é considerado um dos melhores jogos de plataformas metroidvania 2D de sempre. À medida que o jogador vai progredindo na história, este vai derrotando uma série de inimigos em secções de plataformas ou zonas de lucha, desbloqueando novas habilidades. Estas podem ser utilizadas como ataques especiais em inimigos ou para aceder a novas áreas.

Em Guacamelee 2!, o jogador sentirá um déjà-vu: o progresso de desbloquear as habilidades é exatamente o mesmo e pela mesma ordem; as estratégias para derrotar inimigos repetem-se; os puzzles de plataformas não alteram muito. No início, acreditei que as habilidades fossem dadas de uma forma mais acelerada ou até mesmo, duas de cada vez (como correr pelas paredes na horizontal e vertical). Não! Tudo se mantém, nada é acrescentado neste sentido.


Uma das habilidades pouco exploradas no primeiro jogo foi a transformação em galinha que apenas permitia ao jogador atravessar secções mais estreitas. Aqui, esta transformação vai mais além, permitindo ao jogador enfrentar inimigos, tal e qual Juan, com as suas habilidades exclusivas: Pollo Power para “jatos diagonais” e Pollo Slide para “superfícies”... “complicadas”. Ao longo da história, serão dadas mais informações quanto a este dom e, por conseguinte, são desbloqueados os santuários opcionais (ou side quests). Embora existissem no jogo original, Guacamelee 2! eleva rapidamente a fasquia de dificuldade com estes 5 desafios, testando a paciência, raciocínio e competências do jogador.

Foi incrementado um novo menú que permite melhoramentos na personagem (vida, energia, regeneração), nas habilidades (mais dano) e novos combos. Estes melhoramentos podem ser feitos a qualquer momento do jogo com as moedas conseguidas até então.
As batalhas contra bosses são poucas, opcionais em alguns casos, mas muito mais difíceis e originais. Não basta carregar na mesma tecla várias vezes como no original, é preciso usar o ambiente à nossa volta para nos defendermos ou conseguir chegar perto dele. O antagonista final deixou um pouco a desejar, considerando a série de desafios que o antecedem.

Podem jogar até 4 jogadores localmente (não existe nenhuma função em rede), com a possibilidade de se juntar/sair, em qualquer altura, de uma forma rápida e acessível.


Um dos pontos mais interessantes de Guacamelee é as referências a outros videojogos e filmes que esboçam um sorriso na nossa cara. Existem cenários e alteração de jogabilidade alusivos a Limbo, Street Fighter, Splatoon e até mesmo Pac-Man. Outras são vistas em cartazes, textos e retratos como MediEvil, Sonic, God of War e Stranger Things. Estas referências em ambientes mais calmos ajudam o jogador a aliviar o Stress pós lutas mais renhidas – e ainda bem que existem. Todavia, não se pode dizer o mesmo dos diálogos: o humor neles acaba por se tornar exaustivo ao longo do jogo, quebrando abrutamente o ritmo da ação. Há diálogos, entre o início e meio do jogo, que estão lá só para mandar um conjunto de piadas desnecessárias, quando o que o jogador quer é, efetivamente, Jogar.

Apesar de ser metroidvania, existe sempre um ponto no mapa a marcar o próximo ponto a visitar. Embora possamos desviar-nos um pouco da rota, existe sempre um atalho ali perto para voltarmos ao caminho principal, por isso, o jogo continua a ser bastante linear e objetivo. A minha primeira conclusão do jogo demorou precisamente 11h, já com todos os segredos desvendados e melhoramentos comprados.


Guacamelee 2! Já se encontra disponível em formato digital para a PlayStation 4 e PC por € 19,99. Os jogadores PS4 terão direito a uma lista completa de troféus, incluindo a platina. Para o efeito, será necessário visitar todos os vértices de cada mapa para o 100%, assim como uma partida integral pelo modo mais difícil, disponível no final do jogo.

Ao longo desta análise foi criada uma comparação constante à volta do primeiro jogo porque Guacamelee 2! é isso mesmo: um Remix do primeiro jogo. Muitas situações repetem-se, o progresso é exatamente o mesmo... Ainda assim, embora as melhorias não sejam muito significativas, são agradáveis e hilariantes o suficiente para justificar a revisita à cidade mexicana.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a PlayStation 4, gentilmente cedido pela Plan of Attack
Guacamelee 2 Guacamelee 2 Reviewed by Telmo Couto on 21 agosto Rating: 5

Latest in Sports