Of Bird and Cage


Of Bird and Cage é um nome curioso para este titulo, pois é-nos apresentado como um jogo de musica story-driven no qual o jogador se vê na pele de uma jovem de 25 anos chamada Gitta. Antes de avançarmos mais com a analise deste titulo é necessário destacar que estamos perante um titulo com uma excelente banda sonora - que todos os fãs de Heavy Metal irão apreciar.

Este titulo foi desenvolvido pela Capricia Productions e publicado pela conhecida All in! Games, e como mencionado anteriormente iremos assumir o controlo de Gitta, - a nossa personagem principal - uma jovem de 25 ano e toxicodependente que tenta escapar de toda a prisão - física e mental - que a dependência de drogas origina no ser humano.

Contrariamente ao que podemos ver em títulos similares como Life Is Strange, neste jogo somos embrenhados com a mistura de banda sonora Heavy Metal e a narrativa. Sendo que ao logo de todo o jogo poderemos contar com puzzles, necessidade de tomar decisões on the go e até alguns testes de reflexos rápidos, tudo isto enquanto tentamos a todo o custo lutar pela nossa sobrevivência.

Mas como nem tudo em certos títulos são rosas vamos falar de gameplay e neste caso o que em teoria pode parecer um belo e excelente titulo, não se revela ser assim tão espetacular neste jogo. Sendo um desses exemplos a falta de informação e contexto - sempre que por exemplo nos deparamos com um puzzle - o que torna a jogabilidade por vezes confusa ou até impercetível.

Temos como exemplo algumas das tarefas que nos são dadas no decorrer do jogo, como por exemplo apagar um incêndio ou distrair o seu chefe sem qualquer tipo de indicador sobre como o fazer. O que gera muitas vezes duvidas e confusão no decorrer do titulo. Estas situações tornam-se ainda mais notórias quando tomamos a perceção de que as fases ou zonas do jogo são cronometraras com a música de fundo, o que em conjunto com o fator de estas zonas serem finitas, torna tudo isto mais tenso.

É necessário destacar que como jogador muitas vezes acontece que devida à falta destes indicadores levam várias vezes a momentos frustrantes, nos quais pode ser sentida a necessidade mais tempo para resolver puzzles ou até de um ponto de destino que seguir. Para além disso é possível que muitas vezes o jogador possa ser distrai com a própria banda sonora o que pode afetar consideravelmente os tempos de reação do mesmo.

Em termos de gráficos, não existe muito a destacar pois os mesmos apresentam-se como algo normal e sem grande detalhe a realçar, uma vez que parecem ter sido criados apenas para complementar a banda sonora. Para além disso é necessário ressalvar que durante nossa gameplay identificamos alguns bugs visuais, como texturas que de repente desaparecem ou até mesmo que ficam distorcidas.

Como mencionado no inicio da nossa review, no que toca a banda sonora a mesma encontra-se excelentemente bem feita, - o que como opinião de alguém que não é muito fã de Heavy Metal é excelente - sendo a mesma composta por nomes como Rocky Gray (ex-Evanescence), Ruud Jolie (Within Temptation), Ron "Bumblefoot" Thal (ex-Guns N’ Roses). O que de si já apresentam uma belo composição de músicos.

Em geral, este título apresenta-se como uma experiência musical um pouco amarga, uma vez que a sua duração total de jogo tem apenas duas horas. O que num aspeto global oferece ao jogador uma fantástica banda sonora, mas peca em vários pontos pela sua história bizarra, falta de orientação e um detalhe gráfico baixo. O que o torna em si uma difícil recomendação a qualquer jogador.


Nota: Análise efetuada com base em código final do jogo para a PS4, gentilmente cedido pela ALL iN! GAMES.

Latest in Sports