"Um sonho de infância": Entrevista a um dos criadores do Out of Line!


Out of Line foi o grande vencedor dos Prémios PlayStation Talents 2017, um troféu que visa premiar os melhores talentos nacionais na área do desenvolvimento de videojogos. Galardoados com os prémios "Imprensa" e "Melhor Jogo de 2017", são agora uma das grandes promessas na cena indie em Portugal e estão cientes da responsabilidade que isso acarreta.

Para conhecer um pouco melhor a história deste jogo, atualmente em desenvolvimento, estivemos à conversa com o Francisco Santos, da Duckling Studios. Mas primeiro, recordemos o mais recente trailer do Out of Line:


Meus Jogos: A primeira vez que ouvimos falar no jogo foi em Maio do ano passado. Pareceu-nos bastante promissor na altura, mas quem diria que em menos de um ano seriam os vencedores dos Prémios PlayStation? Como foi este percurso desde a vossa primeira “press release” até ao aclamado prémio?

Francisco Santos: Tudo começou na ETIC, durante o curso de videojogos. Houve uma proposta para criarmos o nosso projecto, e os professores deram acompanhamento durante o processo todo. Inclusive na criação dum pequeno teaser e campanha de comunicação com a imprensa. Também ajudou o facto da ETIC estar no programa PlayStation First. Quase no final do ano lectivo foi-nos feita uma proposta para continuarmos a desenvolver o Out of Line durante as férias, com o intuito de participarmos no PlayStation Prémios. E aceitamos!

Sendo sincero, embora estivesse inicialmente nos nossos planos a vitória final, quando vimos os outros concorrentes nos 10 finalistas, vimos que seria difícil. A qualidade era imensa e bastante alta. Atrever-me-ia a dizer que talvez tenha sido a edição do PlayStation Prémios mais competitiva. Qualquer um podia ter ganho. Mesmo os nossos colegas com o Bifrost Spire, Nameko e Obscuria, estavam com o patamar bastante alto.

Vamos recuar mais um pouco no tempo. Como é que surgiu a Duckling Studios e o que vos levou a começar este jogo? Foi o vosso primeiro projeto?

O Out of Line é o nosso primeiro projecto de longa duração. Já tínhamos feito alguns jogos em Game Jams, como o Wave Kepper, e embora a Duckling tenha surgido oficialmente na ETIC, já era um sonho de infância, entre mim e o Vasco, fazermos os nossos próprios jogos. Estes últimos meses foram só o culminar das nossas ambições com as condições necessárias.

O Out of Line destaca-se bastante pela sua arte e também pelo conceito em questão, a história do San que acorda numa fábrica e parte em busca, digamos, da sua razão de ser. Qual foi a vossa inspiração? O que procuram transmitir aos jogadores?

A nossa inspiração partiu de jogos clássicos dos anos 90, com a sua época dos fantásticos sidescrollers, como Super Mario ou Ristar. E mais recentemente em títulos independentes como Limbo ou Inside. Na verdade, estamos a tentar comunicar com a nossa audiência, a mesma mensagem que estes jogos o fizeram connosco - a participação numa grande aventura, cheia de desafios e com algum forte pendor na narrativa.

Vasco Franco (esquerda) e Francisco Santos (centro) na gala de entrega dos Prémios PlayStation 2017. Foto: PlayStation
O prémio que receberam deve ter provocado um grande impacto no vosso projeto. Como têm sido estas semanas? Já têm um plano estabelecido para o restante desenvolvimento?

Sim, é verdade. Mudou tudo. Dum momento para o outro, já não éramos só estudantes. Tínhamos uma responsabilidade acrescida, e com isso, mudamos muitos dos nossos planos futuros. Temos uma estratégia nova para o Out of Line, e esperamos corresponder às expectativas colocadas em nós!

O Out of Line, juntamente com os restantes finalistas dos Prémios PlayStation, esteve em exibição no Lisboa Games Week. Quando é que os portugueses terão nova oportunidade de o experimentar?

Brevemente! Em Maio, vamos estar na Eurogamer Summer Fest com uma versão mais refinada do Out of Line, com novos desafios, pedaços da narrativa a serem descortinados e… se quiserem saber mais, apareçam para jogar. Estaremos à vossa espera com um comando PlayStation (só) para vocês.

E fora de Portugal, já há planos para apresentar o jogo em eventos? Ou ainda é cedo para pensar nisso?

Neste momento, há planos para apresentar o Out of Line em eventos nacionais, assim como internacionais. Estamos só a confirmar alguma logística para oficialmente conseguirmos confirmar a nossa presença.

Obrigado pelo vosso tempo e boa sorte com o projeto!


"Um sonho de infância": Entrevista a um dos criadores do Out of Line! "Um sonho de infância": Entrevista a um dos criadores do Out of Line! Reviewed by Telmo Couto on 16 março Rating: 5

Latest in Sports