Tokyo Xanadu eX+


Na volta ninguém vai acreditar, mas Tokyo Xanadu eX+ é um dos meus jogos do ano. Verdade seja dita, 2017 foi um ano excelente para nós, gamers. Chegar ao mês de dezembro e ainda receber jogos como Xenoblade Chronicles 2 na Nintendo Switch e este espetacular Tokyo Xanadu eX+ na PS4 é manter-nos agarrados às consolas até ao fim do ano sem sequer ter espaço e tempo para uma vida social, porque vida social encontramos nós neste jogo.

Falo em vida social porque, se jogaram este ano o brilhante Persona 5, podem esperar o mesmo de Tokyo Xanadu eX+, um jogo que, por isso mesmo, até pode chegar a irritar algumas pessoas, pela sua semelhança tão descarada à famosa série da Atlus. Mas é preciso ter em conta que Tokyo Xanadu é um jogo de ação/rpg, não se joga da mesma forma que Persona 5, pois o seu gameplay é totalmente diferente. O jogo está recheado de elementos RPG, o que enriquece a experiência, senão não passava de um mero hack’n’slash à moda antiga.


Há mesmo muito a falar sobre Tokyo Xanadu eX+. Primeiro ponto a referir, esta é a versão definitiva do jogo lançado originalmente na PS Vita em 2015, mas que só chegou ao Ocidente em junho deste ano. A versão antiga continha muitas quebras de frame rate e outros aspetos que não estavam propriamente limados. Já na PS4 foi possível melhorar tudo isso, tanto as texturas como o facto de podermos jogar em 60fps, mas não ficaram por aí. As novidades são imensas, tais como novas personagens jogáveis, ataques especiais, itens novos e estórias secundárias adicionadas. Se não jogaram Tokyo Xanadu na PS Vita, esta é a oportunidade ideal para o fazer.

Inicialmente o jogo parece ter uma jogabilidade extremamente simples, mas na verdade o jogo começa a intensificar-se e a tornar-se bem mais interessante, desde uma grande variedade de combos como de ataques especiais. Para além disso, são imensos os elementos RPG presentes, embora seja um jogo de ação pura. Começamos com duas personagens, os verdadeiros protagonistas do jogo. Com eles descobrimos o Eclipse, onde basicamente se encontram as masmorras repletas de inimigos. Podemos dizer que se trata de uma outra dimensão paralela à nossa em que vivemos. Nestas dimensões encontram-se os inimigos, greeds, que têm de ser derrotados. Alguns destes greeds são vulneráveis ao gelo, outros ao fogo e, tal como em qualquer RPG, estes elementos fazem sempre parte para descobrir as fraquezas dos nossos inimigos. No fim de cada masmorra encontramos um boss final, estes normalmente acrescentam alguma dificuldade, mas como é possível pausar o jogo e restaurar a saúde, torna-se ligeiramente fácil de resistir aos combates. Mesmo que sejam um pouco duros de roer, basta estarem carregados de itens que restabeleçam a vossa saúde e conseguem, assim, derrotar os bosses sem grandes preocupações.


Existe uma enorme quantidade de armas e equipamento para todas as nossas personagens. Cada um tem o seu estilo de luta e cada um é eficaz contra X ou Y inimigos. É possível tornar a nossa arma mais poderosa derrotando os greeds e recolhendo cristais que eles deixam pelo caminho. Estes cristais servem para evoluirmos as nossas armas. Na verdade, estas armas têm o nome de Xiphones, ou seja, na nossa dimensão o Xiphone não passa de um Smartphone, mas no Eclipse estes dispositivos tornam-se nas nossas armas. O Xiphone é de longe um acessório indispensável seja na Terra como no Eclipse, pois é onde vão encontrar toda a informação necessária, desde as vossas amizades, missões secundarias, receitas, ajudas e etc...

As personagens contam com os seus clichés habituais como se assistíssemos a um anime. Cada um com os seus complexos e fobias. Mas isso facilmente se encontra em qualquer jogo, já no próprio Persona 5 assistimos a todos os seus dramas, em Tokyo Xanadu as coisas não diferem rigorosamente em nada. E como eu referi que este jogo é "quase" uma cópia de P5, aqui ficam alguns detalhes que podem até chocar alguns puristas. Para além dos objetivos principais, existe o "Free Time" que, tal como o nome indica, é tempo livre. Neste tempo livre, podemos e devemos fortalecer as nossas amizades. As saídas com amigos também estão presentes, os diálogos e as pequenas paixões entre o elenco tornam o jogo bastante envolvente. Na escola ou na própria rua encontramos as máquinas de venda de refrigerantes que podem adquirir e servem como é fácil de entender, para restaurar a saúde.

Mas também temos os tradicionais restaurantes, tudo isto serve para restaurar saúde ou aumentar a pontuação do nosso HP e Mana. Pode não ser muito original, mas algo de diferente se encontra neste jogo, o sistema de cozinha. Podem cozinhar certos pratos com os vossos amigos, alguns dos pratos podem correr bem ou mal, dependendo da habilidade da pessoa com quem vocês pretendem cozinhar, se for positivo, a comida terá um boost na saúde por exemplo, se correr mal, apenas servirá para aumentar um pouco a saúde sem obterem qualquer boost seja para o que for. Para além das amizades, na própria escola, a professora aborda-nos com questões, por isso estejam sempre atentos e respondam corretamente para ganhar sabedoria.


As animações são muito boas, o grafismo bem impressionante (para um remastered de uma consola portátil), e cut-scenes são feitas em anime que estão soberbas. A apresentação do jogo em si está realmente qualquer coisa de especial e vai agarrar principalmente os fãs de séries animes e cultura japonesa.

Se adoram a banda sonora de Persona 5, Tokyo Xanadu não fica nada atrás, aliás, a Falcom é famosa por criar bandas sonoras muito boas e, em Tokyo Xanadu não é excepção alguma. Sempre que vagueámos pelos corredores da escola ouvimos a música “Today’s Schedule?”, bem ao estilo de músicas de Shoji Meguro nos jogos da série Persona. São tantas as músicas memoráveis, seja nos combates ou simplesmente quando percorremos as ruas da cidade ou como nas lutas onde a tensão faz-nos vibrar no momento, esta é indubitavelmente uma das melhores bandas sonoras do ano. Se forem puristas como eu, vão adorar o voice acting em japonês, isto porque mesmo as expressões faciais das personagens correspondem perfeitamente com aquilo que estamos a assistir.


Tokyo Xanadu é um dos jogos que mais gostei de jogar este ano, apesar das semelhanças com P5, acho que é impossível não ficar apaixonado por tudo que este nos oferece. Infelizmente julgo que nem toda a gente vai reconhecer a qualidade do jogo, isto porque já a primeira versão passou ao lado de muita gente, mas espero que pelo menos aqueles que leram esta análise, espreitem Tokyo Xanadu eX+ para a Sony Playstation 4. Está aqui algo que vai impressionar aqueles que querem um jogo de ação com elementos RPG à mistura, o resultado é formidável.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a PlayStation 4, gentilmente cedido pela Aksys Games.
Tokyo Xanadu eX+ Tokyo Xanadu eX+ Reviewed by Patrício Santos on 11 dezembro Rating: 5

Latest in Sports