Dragon's Crown Pro


Dragon’s Crown, originalmente lançado para as consolas Xbox 360, PS3 e também PS Vita, faz agora a estreia na nova geração de consolas. Um jogo de acção RPG em side scrolling com um design muito único e uma jogabilidade à moda antiga que vem dos criadores de Odin Sphere e Muramasa, chega agora Dragon’s Crown Pro, a versão definitiva para aqueles que (tal como eu) não jogaram antes este grande jogo.

Assim que se inicia é necessário escolher uma de seis personagens. Entre elas temos um mago, um cavaleiro, uma feiticeira, um anão, uma elfa e uma amazona. Após escolher a personagem é possível personalizar o seu nome, cor e as vozes em inglês ou japonês. Em seguida, o tutorial para aprender a jogar. Os ataques básicos, evasão e o Power Smash que, como o nome indica, é o ataque poderoso mas, uma vez usado, a arma ficará presa no chão por um determinado tempo. Como tal, para não lutar de mãos vazias, existe um equipamento especial a ser usado tal como os arcos que podem ser roubados aos inimigos uma vez que os atingirmos com um golpe, mas este equipamento tem um limite de duração. Não podiam faltar as poções mágicas para recuperar a saúde. Sempre que forem usadas existe um período de tempo para se poder voltar a usar. É possível encontrar comida dentro de caixas ou simplesmente derrotando inimigos. Esta comida é saboreada sempre que deixarmos de mexer a nossa personagem, comendo automaticamente e restaurando assim a saúde acima do seu próprio limite.

Uma personagem que pode ser chamada para abrir portas fechadas ou tesouros que necessitem de uma chave é Rannie the Rogue. Esta personagem misteriosa vai acompanhar o protagonista pela longa jornada. Esta jornada tem paragens na taverna de sempre que se situa na cidade de Hydeland. Aqui estão disponíveis tanto a taverna como lojas para comprar ou reparar equipamentos e poções. Através da cidade tem-se acesso às missões as quais devem ser completadas para progredir no jogo. No menu de pausa é onde se faz a escolha do equipamento da personagem e onde estão exibidas as habilidades e estatísticas.


Quanto à jogabilidade, é simples e isso convida a qualquer jogador experimentar Dragon’s Crown. Os pormenores de destruição de cenários estão bastante bons, os ambientes estão uma vez mais estão lindíssimos como já o eram em jogos anteriores. Os bosses originais e criativos, também com a sua dificuldade para os derrotar, coisa que os jogadores mais velhos vão gostar porque há um sentimento nostálgico em volta de Dragon’s Crown Pro. À medida que se prossegue, a personagem evolui e sobe de nível, desbloqueando habilidades e ficando mais interessante. Melhor ainda é o tal facto de ter 6 personagens diferentes para jogar. Por falar em tantas personagens, o jogo inclui um modo cooperativo que fará as delícias de qualquer um que goste de ter um amigo ou mesmo três com quem jogar uma aventura de inicio ao fim.

Algo que encaixa perfeitamente no ambiente do jogo é o narrador, que além da história também durante o gameplay vai narrando algumas ações como se fosse um comentador (isto pode aborrecer alguns jogadores). O outro ponto positivo é a banda sonora que se adequa ao estilo do jogo e cenários encontrados, não é memorável como outras na minha opinião, mas é inegável que está muito boa e representa muito bem a época em que o jogo se desenrola e isso é importante. A parte mais chata no jogo é como qualquer outro jogo que respire os anos 80/90, o famoso “grinding”. Não é fácil de passar sem repetir níveis e aumentar o nível das personagens e isso na minha opinião, é um ponto negativo.


As diferenças entre esta versão e a anterior é que neste caso, é possível usar o touch pad da PS4 para interagir com certos objetos/elementos do jogo, é como se de um rato se tratasse. Pelos níveis fora existem pontos brilhantes, aqui o jogador deve usar o touch pad para adquirir comida, dinheiro ou bens preciosos. Para além dessas interações é a forma mais fácil de aceder ao mapa da cidade. Outra diferença é o facto de incluir a banda sonora original ou a orquestrada, mas a grande novidade é o grafismo melhorado na PS4 Pro. No entanto a não ser que se tenha essa versão da consola e uma TV 4K, para quem jogou a versão anterior, não há realmente nada de novo em Dragon’s Crown Pro. É preciso de mencionar que esta versão permite jogar com pessoas que tenham a versão PS3, o que é sempre de se louvar.

Para finalizar, é um jogo realmente fascinante, mas verdade seja dita, não é para qualquer jogador pois é preciso ter paciência para o grinding. Fora isso, Dragon’s Crown Pro é um jogo que representa e bem o que é um RPG de ação "old school" e, nesse aspeto ninguém ficará desiludido.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a PlayStation 4, gentilmente cedido pela Ecoplay.
Dragon's Crown Pro Dragon's Crown Pro Reviewed by Patrício Santos on 14 maio Rating: 5

Latest in Sports