Notícias

Análises

21 de outubro de 2016

Os primeiros jogos da Nintendo Switch


A Nintendo Switch foi revelada ontem, perante excelentes reações da comunidade de fãs da Nintendo e não só. O vídeo de apresentação foi muito eficaz em mostrar as várias maneiras possíveis de interagir com o sistema, e nada melhor para isso do que mostrar alguns jogos!

A consola permite jogar na TV, mas também fora dela. Inclui dois pequenos comandos Joy-Con que podem ser colocados junto ao ecrã, para uma configuração portátil, mas também funcionar por wireless como comandos independentes ou ligados num só comando com o Joy-Con Grip. Parece complicado em texto, mas na prática é muito simples! Para quem preferir, haverá também um Pro Controller com uma configuração mais tradicional.

Por outro lado, ficam no ar várias perguntas, como saber qual a longevidade da bateria em modo portátil e também verificar a ergonomia do sistema em modo portátil. Com tantos componentes wireless, como será feito o carregamento dos dispositivos? Há suporte para controlos por movimento? E o ecrã será tátil? Já agora, qual a finalidade daquele botão "censurado" no comando esquerdo? Tudo coisas que adoraria perguntar à Nintendo, mas só serão reveladas mais tarde.


Com a Nintendo Switch, as possibilidades são imensas, e a informação ainda mal teve tempo de assentar, mas está na altura de olhar para os títulos apresentados enquanto aguardamos por mais informações.

Naturalmente, o vídeo teria de começar com The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que será sem dúvida um dos grandes "system sellers" da Switch, mesmo tendo uma versão para a Wii U. No trailer podemos observar um novo inimigo na forma de um Bokoblin gigantesco (que estava só a descansar) e ouvir um trecho novo da banda sonora, mas não houve grandes revelações, nem seria esse o objetivo. Por outro lado, também ontem foram revelados novos vídeos do jogo na página oficial japonesa, demonstrando a beleza do mundo de jogo sem mostrar novas localizações.


Mas a grande surpresa viria a seguir, com a apresentação de Skyrim Remastered, da Bethesda. Entretanto, o estúdio já anunciou que está muito feliz por trabalhar com a Nintendo na Switch, mas também que não tem nada para anunciar relativamente ao Skyrim na Switch, embora o vídeo tenha claramente mostrado o Skyrim. Isto pode dever-se ao facto da versão Remastered estar a um mês do seu lançamento para as outras plataformas, pelo que teremos de esperar mais algum tempo para saber que títulos irá a nova consola receber desta companhia.


Uma consola Nintendo não seria a mesma coisa sem um novo título do Super Mario e parece que a NS (está na altura de usar uma sigla) se irá estrear com um novo jogo da saga em 3D! O jogo parece ser bastante diferente dos anteriores, talvez até com uma jogabilidade mais semelhante ao de Mario 64, mas não é mostrado o suficiente para se perceber qual será a sua temática. Uma parte intrigante no vídeo é o facto da jogadora levar a NS consigo e jogar a dois com os Joy-Cons. Será que este jogo também vai ter um modo multijogador?

Por falar em multijogador com dois Joy-Cons (este nome...), outro jogo apresentado pareceu à primeira vista uma adaptação de Mario Kart 8 para a NS. Embora a pista apresentada esteja presente em MK8, uma pista retro da GameCube, e o aspecto gráfico seja claramente idêntico ao do jogo da Wii U, há duas novidades na imagem que é importante referir. A primeira é o King Boo enquanto personagem, que não está presente em MK8. A outra é o sistema de itens permitir ter dois de uma vez, como acontecia em Double Dash na GameCube. A NS pode, então, receber uma adaptação de Mario Kart 8 com alguns conteúdos adicionais, ou um novo jogo com o mesmo motor gráfico e físico mas pistas e personagens novos. Com a troca de itens, até pode mesmo chamar-se Mario Kart Switch!


Mas o multijogador vai muito mais além de uma NS com dois comandos. Noutro exemplo do vídeo, temos uma sessão de NBA 2K17 a quatro jogadores, dois contra dois, cada par na sua consola com um Joy-Con para cada jogador. Estes comandos são bastante pequenos e podem ser desconfortáveis para jogar, mas noutra parte do vídeo é mostrado que o Pro Controller também pode ser utilizado com a NS em modo portátil, se não se importarem de o levar também na mochila.

Finalmente, o vídeo termina de forma épica com um jogo que todos esperavam ver lançado na nova consola: Splatoon! Era uma escolha óbvia, tendo em vista o sucesso que teve na Wii U, com um "attach rate" superior a 50% no Japão. Graficamente, parece uma adaptação direta do original da Wii U, mas rapidamente a conta oficial do jogo no Japão nos chamou a atenção para os "cabelos" dos personagens: novas espécies de lulas? É muito improvável que a Nintendo avance já para um "Splatoon 2", pelo que será de esperar uma adaptação mais linear e a jogabilidade ajustada ao facto de não haver um segundo ecrã. O foco na vertente eSports deste jogo mostra que a Nintendo está interessada em manter a comunidade bem viva – irá o Splatoon da Wii U receber uma atualização, ou ficar obsoleto com esta nova consola?


Estes foram os jogos escolhidos para a apresentação da Nintendo Switch, mas não houve qualquer anúncio em relação à sua data de lançamento. É importante ter em conta que eles serviram principalmente para mostrar conceitos de jogabilidade e podem ter ainda muito tempo de desenvolvimento pela frente. Entretanto, quando ainda se falava em "NX", a Square-Enix anunciou o Dragon Quest XI e a SEGA o novo "Project Sonic 2017" para esta consola. É agora uma questão de tempo até termos uma apresentação mais elaborada acerca da consola e os seus jogos de lançamento e não só!