Notícias

Análises

27 de abril de 2017

Mario Kart 8 Deluxe


Mario Kart 8, o jogo de corridas lançado originalmente para a Wii U, é indiscutivelmente a melhor iteração da mais divertida série de videojogos dentro do género. Tendo sido um dos maiores sucessos da consola, foi também o primeiro da série a receber conteúdos adicionais descarregáveis, com conjuntos de novas pistas e personagens, tornando-se assim o maior jogo de toda a série. O jogo chega agora à Nintendo Switch e em formato "Deluxe", com todos os conteúdos do título original, incluindo os conteúdos adicionais, além de novas personagens e viaturas e um Modo Batalha completamente remodelado.


O jogo propriamente dito dispensa apresentações. Tendo tanto de jogo de corridas como jogo de festa, Mario Kart é uma experiência simultaneamente competitiva e descontraída, acessível a jogadores de toda a família. Em Mario Kart 8 Deluxe, a preocupação com a estas duas vertentes foi ainda mais longe, com a introdução de um modo de direção assistida, que impede os jogadores de conduzir para fora da pista e destrói o típico argumento de quem não quer jogar porque diz ter pouco "jeito". Em contrapartida, quem não utilizar a direção assistida tem agora acesso a um terceiro nível de mini-turbo quando desliza durante as curvas. Em suma, esta versão é mais acessível para quem não costuma jogar, mais competitiva para quem se acha um "pro".

No que diz respeito a modos para um jogador, não há grandes novidades a acrescentar. O título inclui todas as opções já desbloqueadas, incluindo os campeonatos em modo "Espelho" e o modo ultra-rápido "200cc" onde os jogadores finalmente aprendem a utilizar o travão. É a melhor forma de afinar a perícia contra o CPU antes de partir para os diferentes modos multijogador. Neste aspeto, o que não falta é um rol de possibilidades!


Num jogo com imensas opções de configuração, é de louvar a simplicidade dos menus para selecionar os modos de jogo e comandos possíveis. A partir do menu principal é possível escolher de imediato o modo e número de jogadores ligados à consola, que pode variar entre 1 e 4 no máximo, conforme os modos. Não há concessões no que diz respeito a jogar com a consola dentro ou fora da Base, salvo naturalmente as resoluções de 1080p 60fps na TV e de 720p 60fps em modo portátil (ao jogar em split-screen a 3 ou 4 jogadores, a fluidez é reduzida para os 30fps). A única diferença de jogar com a consola fora da base é a possibilidade de interagir com os menus através do ecrã tátil.

O modo multijogador mais convencional é o local, que permite competições de 2 a 4 jogadores em ecrã partilhado numa só consola. Aqui é possível aceder aos mesmos modos de um jogador, exceto o Contrarrelógio, e participar tanto em campeonatos como em Corridas Vs. personalizadas, ou então no novo modo de Batalha. É uma opção familiar a quem já tiver jogado qualquer Mario Kart em consola, mas que agora poderá ser jogada em qualquer lado. Considerando que todas as consolas já incluem um par de comandos Joy-Con, será muito fácil aceder ao modo para dois jogadores em qualquer altura sem a necessidade de comandos adicionais. Ainda assim, todas as configurações de comandos são possíveis, incluindo um par de Joy-Con por jogador ou o Comando Pro da Nintendo Switch.

Já o online será provavelmente a componente mais utilizada, permitindo um ou dois jogadores ligarem-se à internet e jogar contra amigos ou jogadores de todo o mundo. É possível ver que amigos estão online e tentar entrar nas suas partidas caso existam lugares disponíveis no lobby (até um máximo de 12 jogadores), mas não existe forma de convidar amigos para jogar ou organizar partidas, o que nos tempos de hoje é desapontante. Resta saber se o jogo irá sofrer uma atualização com a chegada do serviço pago para jogar online, ou se essas funcionalidades ficam de parte para um eventual "Mario Kart 9". Além dos modos de corrida e batalha onde os jogadores competem para subir o seu ranking, é possível criar e participar em "torneios" públicos ou privados com regras personalizadas.


Finalmente, o ex-libris deste Mario Kart 8 Deluxe é o modo multijogador "Sem Fios" local, que permite um ou dois jogadores por consola ligarem-se através do modo wireless num máximo de 8 consolas ou 12 jogadores. A configuração é simples: um dos jogadores cria um grupo na sua consola e os restantes podem juntar-se num lobby semelhante ao que está disponível online. Desde Mario Kart DS que o mais divertido na série é jogar localmente contra outros amigos, cada um na sua consola. Graças à Nintendo Switch, agora é possível fazê-lo em HD e naquele que é o melhor jogo da série até hoje. E se jogar sozinho com a consola em modo portátil é mesmo impressionante, então poder jogar com amigos em qualquer lado é incrível!

Há ainda um modo "secreto" que permite ligar até 12 consolas em LAN no modo TV. Para isso é necessário um total de 12 consolas, 12 jogos e 12 TVs, além dos adaptadores LAN e um HUB que permita as 12 ligações. Também neste modo é possível ligar 2 jogadores por consola, mantendo a restrição de 12 jogadores no total. Não será acessível ao comum dos mortais mas será fantástico para quem quiser organizar eventos e torneios de Mario Kart de hoje em diante!

Além das possibilidades multijogador, a grande novidade desta versão Deluxe está no modo Batalha, completamente reformulado depois da desilusão que foi a maneira como o implementaram em Mario Kart 8. As novas arenas foram criadas de raiz para este modo, salvo algumas adaptações de arenas de jogos anteriores, e foram incluídos modos bastante diversos, desde a Batalha de Balões onde ganha quem rebentar mais balões dos adversários ao novo Polícias e Ladrões, onde uma equipa de "polícias" tenta capturar os "ladrões" enquanto estes fogem e tentam libertar os que vão sendo aprisionados. Ao jogar online, o modo de batalha é escolhido aleatoriamente, obrigando os jogadores a ser proficientes em todos os modos. Ao mesmo tempo, também se evita assim que algum modo menos popular fique "deserto" nos servidores online.


Qualquer que seja o modo de jogo ou a configuração preferida do jogador, a experiência é garantidamente excelente. Os comandos Joy-con, quando utilizados individualmente na horizontal, não são muito confortáveis. Problema que o jogo parece reconhecer e por isso oferece opções como controlo com o giroscópio e aceleração automática (deixando de ser preciso premir sempre esse botão). Naturalmente, os mais competitivos irão preferir jogar com tudo em modo manual, mas é muito bom ver este cuidado em oferecer a experiência mais confortável possível.

Aliás, pouca coisa poderia ser melhorada neste jogo. Graficamente, continua com um aspeto fantástico, colorido e vibrante, tirando o máximo partido da fluidez gráfica para criar uma sensação de alta velocidade. A jogabilidade está melhor do que nunca, tanto para os jogadores mais dedicados como para os iniciados. Tem o maior leque de personagens e viaturas de toda a série, além dos personagens Mii com as roupas costumizáveis que podem ser desbloqueadas com figuras amiibo. Para os melhores jogadores, há um novo personagem desbloqueável: Mario Dourado, como cor alternativa ao Mario Metálico, como prova de que todos os campeonatos em 200cc foram ultrapassados. O grande problema desta edição é a fasquia elevadíssima que deixa na consola para quando a Nintendo decidir lançar um eventual "Mario Kart 9".


Poderá ser uma recomendação difícil a quem tenha jogado o título original até à exaustão na Wii U, incluindo os conteúdos adicionais, especialmente se não tiver perspectivas de o jogar em modo multijogador, pois é nesta vertente que se sente uma grande melhoria nesta versão Deluxe. Para todos os outros, não resta qualquer dúvida: Mario Kart 8 Deluxe é obrigatório para a Nintendo Switch e um jogo que oferece imenso conteúdo, mas ainda mais diversão!


Nota: Esta análise foi efetuada com base numa cópia final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedida pela Nintendo.