Notícias

Análises

24 de novembro de 2017

Unbox: Newbie's Adventure


A Switch tem sido uma excelente plataforma para de independentes, com imensos jogos a serem lançados todas as semanas ao ponto de haver todo o tipo de géneros diferentes para todos os gostos. Mas com tantos lançamentos são muitos os jogos que caem no esquecimento, entre títulos que vale a pena comprar aos que podem ser ignorados, ou comprados numa promoção.


Unbox: Newbie's Adventure encaixa melhor nos jogos que mais vale a pena esperar um pouco, o que é um pouco infeliz pois há uma temática interessante que podia ser explorada. É um jogo que nos faz voltar um pouco aos jogos de plataformas 3D que começaram a surgir na PlayStation, na década de 90, que fugiam dos tradicionais jogos por níveis e trocavam-nos por "mundos" mais abertos, ao estilo sandbox. Existem até imensas referências à cultura pop, a que o público que cresceu nessa década (e não só) se consegue identificar, que aumenta mais o sentido de nostalgia dado pelo jogo.

Aqui somos uma pequena caixa recém chegada a uma ilha, e a nossa principal função é, bem, ser um empregado dos correios, onde constantemente nos vemos a entregar encomendas entre os vários habitantes. Estes são também caixas, a maioria deles um tipo de personagem decorado a rigor, que têm uma tendência péssima de fazerem piadas demasiado más ou puns que simplesmente me fazem dizer "mas... porquê?" O nosso Newbie também pode ser decorado a rigor, com um grande leque de diferentes acessórios para usar, muitos deles recompensas de missões.


Mas debaixo de tanta animação, onde as encomendas raramente chegam a horas, há todo um conjunto de problemas que vão desde erros técnicos ao modo como o jogo é concebido. Encontrei diversos bugs no jogo, desde problemas na câmara em que tudo parecia estar em tunel vision (e Newbie desaparecia quase por completo), andar debaixo de água e até mesmo ficar preso em objectos ou no próprio cenário. A própria jogabilidade é mal conseguida, desde controlos estranhos em algumas situações como quando controlamos um veículo, ao próprio jogo que é floaty devido ao abuso dos múltiplos saltos e ao mesmo tempo falha nas situações em que temos de andar com mais cuidado. Para fins de análise joguei a versão Switch, e talvez alguns destes problemas não existam nas outras versões, mas questões como a jogabilidade são iguais em todas as versões.

Algumas missões do jogo são, bem, impossíveis: numa das missões tive de enfrentar vários inimigos que atiravam constantemente, sendo muito difícil disparar de volta, muito devido aos controlos e a armas que falhavam o alvo várias vezes. Outras missões tinham tempos limite ridículos, acompanhados por uma verdadeira caça ao tesouro que, quando falhava, a vontade de tentar novamente era pouca. Todas as missões parecem também estar acompanhadas por uma dose de humor questionável, até mesmo forçado, e dava comigo a suspirar e quase a avançar o texto sem prestar muita atenção ao resto.


Chega a ser pena, porque havia potencial por explorar, fosse o jogo melhor desenvolvido ou, talvez, não tão ambicioso. Ter uma sandbox bastante ampla em que o jogo consegue estar todo concentrado num cenário só, onde até 4 jogadores podem jogar é bastante bom, mas os sacrifícios e problemas são imensos. Há bastante diversidade no cenário bastante colorido, unlockables entre outros coleccionáveis para adquirir durante o jogo, e é bastante rápido e fácil percorrer o cenário de uma ponta à outra, mas o jogo não convida a essa exploração.


É difícil recomendar esta aventura, a não ser que seja pela nostalgia do tipo de jogos de plataformas que acompanharam muitos de nós, embora o preço seja muito elevado para o jogo em questão, atendendo os vários problemas e loadings lentos e constantes, ou até mesmo uma navegação lenta nos próprios menus. Positivos talvez sejam os visuais (embora de com uma má resolução), mas há pouco para oferecer aqui, pois o jogo precisava de mais tempo em desenvolvimento.

Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo Switch, gentilmente cedido pela Merge Games.