Notícias

Análises

24 de outubro de 2017

Visita ao Iberanime e 4Gamers


Nos passados dias 21 e 22 de outubro o Pavilhão Multiusos de Gondomar acolheu a edição de 2017 do Iberanime juntamente com o o 4Gamers Portugal. Foi um fim de semana que passou num piscar de olhos, isto porque na minha opinião, tanto eu como as pessoas que passaram pelo evento, sentiram-se muito confortáveis e a animação não parava. Eu já fui várias vezes ao Iberanime e, sinceramente, nunca gostei tanto como nesta edição.

Este ano o Iberanime estava ligado ao 4Gamers Portugal, o que trouxe um enorme aglomerado de gente ao evento. Desde gamers a cosplayers como meros adeptos de ambos, o pavilhão ficou repleto de miúdos e graúdos. O evento estava dividido por duas zonas, de forma a ter o 4Gamers num lado do pavilhão e o Iberanime no outro. Toda a gente tinha acesso livre a ambos os lados e, apesar de bastante movimentado, o espaço era suficiente para que não houvessem empurrões desnecessários. As pessoas podiam circular de uma zona para a outra sem confusões, havia tempo para que todos pudessem jogar, assistir a concertos, participar em workshops e até comer os típicos onigiris ou noodles.


Na zona 4Gamers era possível encontrar lojas relacionadas com o PC Gaming, vendendo produtos da Omen e os respetivos acessórios, como era possível experimentar as suas máquinas. Além disso estavam a decorrer torneios de CS Go e League of Legends pelo dia fora. Os últimos torneios de ambos os jogos foram a nível internacional. Portugal jogou contra a seleção Espanhola e acabou por conquistar os troféus de CS Go e League of Legends, este último com direito a transmissão em direto pela RTP Arena. Esta secção da 4Gamers contava com um pequeno corredor para os nostálgicos, um corredor de memórias por assim dizer. Neste corredor era possível jogar as consolas mais antigas que possam imaginar, desde à Atari à Amiga até à Sega Mega Drive e consolas mais recentes, era possível jogar mesmo de tudo, com jogos como Super Mario Bros. e Sega Rally ou simplesmente um Wii Sports. Nesta zona também decorreram as entrevistas a Youtubers famosos e a presença de Rui Unas com o seu programa “Maluco Beleza”.

Passando para a zona que acolhia os fãs de cosplay e animes/mangás, o Iberanime também se encontrava repleto de gente. Nesta parte estavam situados os stands da Nintendo e Sony, quanto à Microsoft, essa não marcou presença no evento. Do lado da Nintendo podíamos experimentar uma enorme quantidade de videojogos, isto porque a variedade era imensa, desde consolas Nintendo 3DS com jogos como Monster Hunter Stories e o recente Fire Emblem Warriors como consolas Nintendo Switch com jogos como Dragon Ball : Xenoverse 2, The Legend of Zelda : Breath of the Wild, Splatoon2, Mario Kart 8 : Deluxe, FIFA 18, Pókken Tournament etc. Já do lado da Sony, para além dos jogos nas consolas PS4 Pro, tínhamos a possibilidade jogar videojogos com a capacidade única e exclusiva da Realidade Virtual. Jogos como GT Sport por exemplo, onde as crianças e os adultos não hesitavam em dar umas jogatinas. Mas para os jogadores mais tradicionais, tínhamos jogos como o FIFA 18, Street Fighter V, Crash Bandicoot. Não faltou também a presença da portuguesa Nerd Monkeys com o jogo Crime no Hotel Lisboa!


Depois dos videojogos e as consolas, a parte que diz respeito ao cosplay e mangás. Eu sendo fã deste universo, mal entrei, deparei-me com várias surpresas que me animaram o dia. Uma delas foi certamente Neeko, uma cantora japonesa de J-Pop que cantou a abertura do animé Evangelion, impossível não adorar, embora saiba que a cantora original é outra. Após esse pequeno concerto tive a possibilidade de ver imensa gente com cosplays de qualidade, algo que se nota ao longo dos anos, lentamente vai crescendo no nosso país e isso é bom sinal.

As tendas com mercadoria relacionada com animes/mangás eram mesmo muitas. Todas elas com os seus preços e todo o tipo de merchandising, desde o clássico Dragon Ball a mangás como Monster, Evangelion, Tokyo Ghoul e obviamente Naruto. A presença da Devir no evento foi relevante, mostra que gradualmente os mangás mais famosos começam a ter uma devida tradução portuguesa, onde estavam disponíveis mangás como One Punch Man e Tokyo Ghoul. Para além disto, existia uma secção de cultura japonesa, tanto que estavam presentes as tendas da embaixada japonesa e de dojos existentes no país e um clube de Origami. Para terminar em grande, um palco onde se entrevistava estrelas do J-Pop/J-Rock e que no final do evento teve direito a um concerto de Mashiro Ayano.


E assim foi mais uma edição do Iberanime e 4Gamers, sem dúvida que superou as minhas expetativas, a organização está de parabéns por todo o trabalho dedicado num evento desta envergadura.