Notícias

Análises

4 de maio de 2017

Go! Go! Kokopolo 3D


Go! Go! Kokopolo 3D: Space Recipe For Disaster não desilude. Sequela directa do hit silencioso de 2011 para a velhinha Nintendo DSi, traz de volta tudo aquilo que fez do original uma das melhores propostas digitais no que diz respeito a jogos de acção arcade vistos de cima (com pitadas de puzzle e plataformas).

Desenvolvido pela Tanukii Studios e publicado pela Circle Entertainment, Kokopolo 3D volta a colocar-nos na pele do gato travesso que dá o nome ao jogo. Para além de jogarmos com o hiperactivo Kokopolo, podemos também usar dois dos seus amigos, nomeadamente o despreocupado Tatsumo e o pacífico guardião Jinbe. A história do jogo é bastante simples e caricata, com a aventura a ter início após o coelho espacial, Mikosuki, acidentalmente deixar cair no planeta de Kokopolo a Recipe of Immortality. Dividida em três partes, a Recipe revela, como o nome já indica, o segredo para a imortalidade. Tendo em vista esse apelativo prémio, os três amigos farão de tudo para conseguir obter as três peças e com isso satisfazer os seus próprios objectivos pessoais.

O jogo tem dois modos disponíveis desde o início: o Story Mode, que é o principal, e o Time Attack, onde o objectivo passará por obter o melhor tempo possível nos diferentes níveis desbloqueados no Story Mode. Para além destes dois modos temos ainda disponível um Tutorial. Este é aconselhável para quem, como eu, não tenha jogado o título original e por essa razão desconheça a mecânica do jogo. No Story Mode podemos optar por jogar com uma das três personagens referidas acima. A cada uma delas vão estar atribuídos três mundos distintos e em cada um deles teremos oito níveis para conquistar. No final de cada mundo teremos uma emocionante batalha com um Boss. Concluindo os três mundos com as três personagens permite-nos desbloquear um último e derradeiro desafio. No entanto, já estou a revelar demasiado...


Vamos dar uma olhadela no gameplay de Kokopolo 3D. Este é simples e assenta em reflexos rápidos e precisos. O objectivo de cada nível é o de guiar os inimigos na direcção daquilo que parece ser uma inofensiva planta de forma a que esta possa devorá-los. Quando todos os inimigos do nível tiverem sido degustados, este estará concluído e avançaremos para o próximo. Mas como é que atraímos os adversários, pergunta decerto o leitor? Golpeando-os com as nossas garras e fugindo logo de seguida. É aqui que o movimento Dash Attack (efectuado através da combinação do botão lateral direito com o botão de ataque) ganha particular relevância, permitindo-nos golpear os inimigos e manter o momentum. Uma vez perto da planta rosa devemos saltar, de forma a evitar sermos nós os engolidos, deixando os nossos perseguidores serem consumidos por esta familiar do Kirby. Em caso algum podemos ser tocados pelos inimigos furiosos, uma vez que tal faz com que estes não só nos deixem de perseguir, como também provoca danos na nossa personagem.

Contudo, a perda de corações (que representam a barra de vida das nossas personagens) pode acontecer não apenas através de acção inimiga, mas também fruto das inúmeras armadilhas presentes nos níveis e que nos obrigam a estar sempre de olhos bem abertos e prontos a saltar/correr. Temos de tudo, desde os mais comuns picos, pesos e bolas gigantes, até a canhões e carris desgovernados. Por vezes, essas armadilhas não nos tiram energia, mas atrapalham a nossa progressão no nível, obrigando-nos a descobrir formas de as ultrapassar. Falo dos sinais de proibição, que apenas podem ser atravessados de um lado, das pontes levantadas, das torrentes de água, dos lanças chamas ou das ventoinhas, que libertam potentes correntes eólicas, entre outras. É por isso essencial que aos reflexos precisos, o jogador adicione uma memória fotográfica, uma vez que a memorização dos níveis em si é extremamente importante (particularmente nos mundos finais). Convém referir que a presença do mapa no ecrã inferior permite-nos saber sempre onde estamos e em que locais podemos encontrar os nossos opositores.

   

Ao vencer os adversários, desbloqueamos um pequeno bonus game a ser jogado durante o nível. Para sermos bem sucedidos neste minijogo ao estilo das slot machines, devemos acertar nos ícones com a figura do adversário derrotado. Como prémio, a planta rosa irá largar pequenos itens pelo nível. Em caso de derrota neste mini jogo, a "recompensa" será menos positiva e chegará na figura de mortíferas bombas. De salientar que no final de cada nível teremos a possibilidade de aumentar a pontuação ao tentar apanhar o maior número de alimento possível. Para um score elevado é igualmente relevante o número de adversários seguidos que conduzirmos à planta (consegui oito numa só vez!).

Embora Kokopolo 3D nos dê três personagens distintas para jogar, a verdade é que o modus operandi é o mesmo para todas elas, pelo que podia ser apenas uma única. A única coisa verdadeiramente distinta nas personagens é a sua aparência. E esta, juntamente com a dos inimigos e a dos cenários não poderia ser mais bem conseguida. Maravilhosamente animados, diversos e coloridos, tudo em Kokopolos é apelativo à vista. Não existem dois tipos de inimigos iguais ou cenários repetidos. A acção passa-se em ambientes citadinos, florestas tropicais, regiões frias ou montanhosas, entre muitas outras. Os inimigos, por sua vez, e pese a sua A.I reduzida, têm todos eles os seus próprios padrões de movimento. Em muitos casos, é necessário usar o microfone ou o estilete para conseguirmos derrotar alguns deles (dando um berro ou soprando, por exemplo). Alguns inimigos apenas podem ser atacados por trás, enquanto que outros defendem-se contra os nossos ataques ou chegam mesmo ao extremo de se auto-destruírem. Tudo o que foi dito anteriormente combina-se com uma música ritmada para nos dar uma das melhores experiências arcade dos últimos tempos.


Go! Go! Kokopolo 3D é um jogo que bebe inspiração em títulos idos como Pacman ou Bomber Man, sendo consideravelmente menos difícil que estes (temos vidas infinitas), mas igualmente desafiante. Embora curto, está cheio de coisas para desbloquear, pelo que a sua longevidade acaba por ser elevada caso queiram completar tudo a 100%.

Nota: Esta análise foi efetuada com base com código final do jogo para a Nintendo 3DS, gentilmente cedido pela Nintendo.