Notícias

Análises

27 de abril de 2016

Mutant Mudds Super Challenge

Análise por Patrício Santos

Assim que iniciei Mutant Mudds Super Challenge, apercebi-me de imediato da sua dificuldade. Estamos perante um jogo que me faz regressar ao passado, ao famoso Mega Man, aquele estilo retro mas com 16 bits ao contrário dos 8, no entanto voltamos a ficar extremamente frustrados nos saltos em que não conseguimos cair na plataforma por meio milímetro, e aí apercebemo-nos de que tudo tem de ser executado duma forma tão perfeita que poderá deixar os jogadores menos pacientes num ataque de nervos do outro mundo.

O jogo começa com um objetivo bastante simples, a destruição de um cérbero, e assim começa o nosso primeiro e pequeno nível, onde podem contar com algumas mortes para terem logo noção que estão perante um jogo que exige habilidades como reação e paciência. Assim que ultrapassamos todos os obstáculos deste curto nível, chegamos bem perto do alvo, no entanto ele dispara um raio que nos atira para bem longe de onde este se situa. Encontramo-nos assim numa sala com um número impressionante de portas, o que significa que são os níveis que teremos de passar para pudermos fazer uma visita no futuro a este último boss.

Versão Wii U
A jogabilidade é super simples, tal como referi anteriormente, este jogo conta apenas com os botões de disparo e salto, este último que serve também para dar um impulso caso primamos uma segunda vez pois o nosso personagem tem um pequeno jetpack nas costas para voar por um determinado tempo e assim chegar a locais mais distantes. Por fim existe a possibilidade de nos agacharmos, coisa que não acontece no velho Mega Man. Com estes botões, vão ter de tentar ultrapassar uma enorme data de níveis, e com isto muitas dores de cabeça a acompanhar. É o verdadeiro jogo em que costumo dizer “é assim que se aprende com os erros que cometemos” e esta frase assenta que nem uma luva, no entanto aqueles que gostam mesmo de um desafio duro, aqui encontram uma delícia de jogo.

O grafismo é bastante apelativo, ao contrário de muitos outros jogos indie que tenho jogado ultimamente, algo que achei bastante positivo. Juntamente com este aspeto, tenho de referir que os cenários estão muito bem trabalhados, e além disso são bastante variados, e contam com uma novidade a qual faz mais diferença na Nintendo 3DS que na Wii U, e isto deve-se ao uso do 3D, em que em muitos dos níveis temos a obrigação de passar para a parte de trás do cenário, ou seja, temos uma espécie de catapulta que nos leva para o fundo do nível, onde conseguimos ver a nossa personagem e jogar com ela a partir desse outro lado do mapa. Não se preocupem, pois continuam a ver perfeitamente a vossa personagem apesar da distância ser maior. Não existe qualquer problema em jogarem quando estão ao fundo do ecrã, e por isso mesmo, na 3DS o pormenor fica mais à vista e com outra dimensão, se forem daqueles que fazem questão em usar o 3D em todos os jogos. Já na Wii U podem contar com uma qualidade HD super colorida como a consola nos tem habituado em todos os jogos.

Versão Nintendo 3DS
A música é sempre indispensável, e num jogo destes convém que seja algo que caia bem no ouvido para que não fiquemos muito irritados, já que vos pode ajudar a aquecer o temperamento, mas a verdade é que a banda sonora adequa-se bem ao estilo de jogo. Ouve-se bem, mas acho que podia ser algo mais memorável, como por exemplo em Mega Man 2 o nível do Air Man - essa música por muitas vezes que eu perdesse, mantinha-me em pé e com forças para jogar e terminar o jogo, mas se não quiserem mesmo ouvir a música do jogo, podem-na desativar a qualquer momento, basta pausarem o jogo e selecionar para desativar a música caso esta vos esteja a desconcentrar.

No geral, Mutant Mudds Super Challenge é decididamente mais um grande jogo que podem e até devem adquirir na eShop, no entanto fica o aviso de que é um jogo que requer muita experiência e paciência, não é um jogo para qualquer pessoa, a dificuldade é elevada, mas bastante gratificante.
Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Wii U e Nintendo 3DS, gentilmente cedido pela Nintendo.