Notícias

Análises

6 de janeiro de 2016

Wii U: Jogos do ano 2015


Terminado mais um ano, é tempo de olhar para trás e recordar o que de melhor ele nos trouxe. Com o anúncio de que a Nintendo está a trabalhar afincadamente numa nova plataforma de jogos "NX", uma apresentação na E3 com poucas novidades e ainda os atrasos no desenvolvimento do novos jogos das séries Legend of Zelda e Star Fox, a Wii U não foi capaz de chamar as atenções do público geral. Embora a consola tenha recebido em 2015 alguns dos melhores títulos do seu catálogo, estes foram bastante espaçados e intercalados por outros de baixa qualidade e que não ajudaram a alavancar a plataforma.
5 - Kirby and the Rainbow Paintbrush
Embora não seja o jogo mais original da série Kirby, este título tirou partido do GamePad para trazer de volta uma excelente mecânica de jogo introduzida na Nintendo DS, juntamente com uns fantásticos visuais de "plasticina" e uma épica banda sonora. Um jogo de plataformas inocente mas bastante divertido.

4 - Yoshi's Woolly World
Bem menos inocente foi o mais recente jogo de plataformas do Yoshi. Apesar dos adoráveis gráficos onde tudo parece feito de lã, este é na realidade um platformer bastante sólido com excelente jogabilidade, muita criatividade e um desafio bastante considerável. Depois de várias tentativas ao longo dos anos, finalmente surge um jogo à altura de Yoshi's Island (SNES) e que se torna um marco importante para a série e também para a Wii U.

3 - Xenoblade Chronicles X
Dizer que este é o melhor jogo de RPG da consola pode não ser uma grande afirmação, mas a verdade é que Xenoblade Chronicles X sucede, sem desiludir, ao que foi considerado o melhor da geração anterior. Um mundo épico e deslumbrante para explorar, uma história sci-fi bastante motivante e horas sem fim de diversão num mundo que nunca se torna aborrecido ou cansativo. Uma enorme aventura para os fãs de jogos com mundo aberto e os apreciadores de RPGs em geral.

2 - Super Mario Maker
Depois de 30 anos a jogar Super Mario, a Nintendo colocou nas mãos dos jogadores o papel de criador ou, mais propriamente, level designer. Com uma ferramenta extremamente simples e intuitiva que tira o máximo partido do GamePad, Super Mario Maker abriu o universo da sua mais importante série à criatividade dos fãs e conta já com mais de 3 milhões de níveis e um portal web onde é possível pesquisar e selecionar os que se quer jogar.

1 - Splatoon
Era um dos nossos jogos mais aguardados para 2015, mas na realidade saiu-nos muito melhor do que a encomenda. Uma série completamente original que se estreia na Wii U com um conceito extremamente viciante: grupos de lulas adolescentes lutam pelo território cobrindo-o de tintas da cor da sua equipa. É uma espécie de "Mario Kart" dos shooters, um jogo que pega nos elementos fundamentais de um género e os liberta de todas as convenções estabelecidas para inventar algo completamente novo.

Com atualizações regulares publicadas semanalmente ao longo de 2015, Splatoon é agora um jogo muito mais rico e interessante, oferecendo diversão tanto aos jogadores iniciados como aos mais competitivos.  Em 2015, foi o jogo do ano para a consola e a melhor experiência multijogador em geral. Mas em retrospetivas futuras, Splatoon será certamente recordado como um dos principais jogos da Wii U, senão mesmo o principal. Por tudo isto e muito mais, Splatoon foi o nosso jogo favorito do ano!