Notícias

Análises

18 de janeiro de 2016

Rytmik Ultimate

Análise por Gonçalo "Shiryu" Lopes

Com o passar dos anos e a evolução tecnológica, produzir música electrónica (e não só) deixou de ser uma aventura dispendiosa que requeria salas repletas de sintetizadores, mesas de mistura e outro equipamento comum nessas lides. Hoje em dia não é incomum ter grandes produtores a trabalhar os seus mais recentes álbuns apenas num computador portátil ou até mesmo num tablet… e sim, porque não num telemóvel. O mercado está inundado de aplicações, estúdios virtuais, sintetizadores emulados que com mais ou menos fieldade reproduzem os sons analógicos da música electrónica do século passado. É nesta realidade que nos deparamos com a mais recente versão do Rytmik, a aplicação da Cinemax que nos últimos anos tem ganho várias edições no DSiware e outras plataformas. Agora na 3DS, será este Rytmik Ultimate uma boa adição aos produtores de bolso? Será um bom primeiro passo para principiantes?

Acima de tudo é preciso esclarecer: Rytmik Ultimate não é um jogo. É uma aplicação para produzir som, capaz mesmo de produzir musicas complexas sem necessitar de qualquer auxílio externo. A nova versão trás um dos mais requisitados pedidos à produtora de Praga em relação às edições anteriores: É finalmente possível exportar as nossas criações áudio directamente para formato WAV para o SD card e depois facilmente os copiar para serem utilizados noutros projectos ou apenas para facilmente os partilhar via Internet. Falando em partilhar, é agora possível facilmente partilhar e aceder a músicas de outros utilizadores através da Rytmik Cloud, o serviço disponibilizado para fazer upload e download de faixas criadas pela aplicação. É um excelente recurso para se ver e ouvir o que é possível conseguir fazer com o programa e uma segurança extra caso (vade retro) a nossa consola se avarie.


Para quem nunca usou uma iteração anterior do programa, a interface assusta. Mas não desistam logo aí, há muita coisa boa a explorar por baixo dela. Tal como as ofertas da KORG na 3DS, a primeira coisa a fazer é ler o manual. Pode parecer um conselho óbvio, mas é algo que a maior parte das pessoas hoje em dia passa à frente. A Cinemax disponibilizou até à data três tutoriais que vos irão meter no caminho certo do workflow da aplicação. Podem começar uma faixa do zero mas é provável ser melhor ideia se estão pela primeira vez com uma aplicação destas em mãos começarem por carregar uma das músicas disponibilizadas pela produtora e começarem a “estragar” para irem aprendendo as possibilidades da aplicação.

E as possibilidades são deceptivamente grandes! Existem mais de setecentos sons de base, entre percussão e sintetizadores sendo que Rytmik Ultimate é mais indicado para fazer música do género chiptune e electrónica. As faixas são compostas em blocos, cada um desses com a possibilidade de ter quatro vozes (canais) distintos. O sequenciador é intuitivo e bastante flexível, sendo possível graças ao interface touch screen onde irão passar a maior parte do vosso tempo a desenhar melodias com bastante rapidez. Referimos os mais de setecentos sons mas nenhum é estático, basta abrirem um dos blocos que tenham desenhado no editor d efeitos e aí poderão manipular o som à vossa vontade através de vários parâmetros incluindo manipular o envelope ADSR e efeitos de delayportamento entre outros, incluindo mesmo um  arpegiator! É possível fazerem duas músicas com os mesmos sons de base soarem completamente diferentes se forem mexer e remexer nestes parâmetros.


Por tudo isto e pelo preço muito simpático, é extremamente difícil não recomendar Rytmik Ultimate tanto para novatos como utilizadores mais experientes. É verdade que existem propostas mais fortes na 3DS pois como é sabido a KORG já trouxe ao mercado vários dos seus sintetizadores para a portátil da Nintendo. Mas se conseguirem passar o obstáculo inicial do seu interface um pouco assustador, é possível compor álbuns inteiros apenas com a vossa 3DS e o Rytmik Ultimate. Asseguramos-vos que ninguém irá acreditar quando disserem que fizeram todos esses sons com a consola em que jogam Pokémon. Se quiserem ter uma aventura como nenhuma outra, apostem e invistam nesta aplicação. Quanto mais tempo lhe dedicarem, melhores os resultados finais. Devido ao factor de portabilidade serve ainda como excelente “bloco de notas” para guardar pedaços de melodias que mais tarde poderão tornar-se músicas completas. Recomendado sem receios por nós que gostamos de fazer música em dois ecrãs.
Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Nintendo 3DS, gentilmente cedido pela Nintendo.