Notícias

Análises

8 de janeiro de 2016

Nintendo 3DS: Jogos do ano 2015


Tal como aconteceu com a Wii U, também a Nintendo 3DS sentiu um abrandamento na cadência de grandes lançamentos, apesar da chegada da New Nintendo 3DS ao mercado. O novo modelo da consola, embora se afirme como uma edição definitiva, não foi muito bem aproveitado em 2015 com a exceção de alguns títulos de destaque. Ainda assim, a 3DS teve um bom ano em geral, especialmente para os fãs de grandes aventuras.

5 - Animal Crossing: Happy Home Designer
Este spinoff da série Animal Crossing consiste apenas em decorar livremente as casas dos personagens desse universo e partilhar essas mesmas criações. Apesar do conceito tão simples, a interface intuitiva e a dimensão do catálogo fazem deste um jogo extremamente viciante.

4 - SteamWorld Heist
Dos criadores de SteamWorld Dig, SteamWorld Heist é um jogo original de estratégia por turnos baseado num mundo steampunk. A jogabilidade vista de lado introduz mecânicas de jogo muito interessantes e os níveis gerados aleatoriamente conseguem ser realmente desafiantes.

3 - Xenoblade Chronicles 3D
O aclamado jogo da Wii reeditado em exclusivo para a New Nintendo 3DS (não funciona nas 3DS "normais" nem na 2DS) teve de fazer alguns sacrifícios a nível visual mas manteve intacta toda a experiência de jogo, agora em formato portátil. É um título obrigatório para os fãs de jogos de RPG, especialmente os que ainda não tiveram a oportunidade de experimentar esta série!

2 - The Legend of Zelda: Majora's Mask 3D
Desde o lançamento do remake de Ocarina of Time para a Nintendo 3DS, os fãs exigiam um tratamento igual à sua sequela. O jogo mais sombrio da saga regressou em 2015 com melhorias consideráveis ao nível da jogabilidade, mas sem alterar o que fez dele o favorito de muitos fãs. Mesmo tendo puzzles e dungeons memoráveis, o núcleo duro deste título está no elenco de excelentes personagens com rotinas e histórias interligadas num enredo de 3 dias que se repetem vezes sem conta.

1 - Monster Hunter 4 Ultimate
Há muito que a série Monster Hunter se debate para conquistar um lugar no coração dos jogadores ocidentais, mas só com este título se conseguiu apresentar como um jogo acessível a todos os apreciadores de uma grande aventura. Cortando principalmente nas missões frustrantes e repetitivas, permitiu que todos pudessem sentir a emoção de combater estas épicas criaturas até ao final da história principal, abrindo só depois a vertente mais "hardcore" que os fãs mais antigos certamente apreciam. Um jogo verdadeiramente épico e que tira o melhor partido das capacidades da New Nintendo 3DS, foi a experiência portátil de que mais gostamos em 2015!