Notícias

Análises

11 de agosto de 2015

Blocky Bot


Blocky Bot é um título despretensioso e que se apresenta como um mini jogo de plataformas e reflexos rápidos a baixo custo. Aqui, o jogador controlará um personagem que deve saltar de plataforma em plataforma, subindo o maior número de andares possível sem bater num inimigo ou cair abaixo do piso em que se encontra. Não há muito mais para explicar acerca da jogabilidade, que consiste precisamente em saltar, controlando a direção do salto para desviar de inimigos e tentar apanhar recompensas, e saltar novamente. O conceito enquadra-se naquilo que já vimos em muitos jogos (mobile e não só) onde se salta infinitamente para tentar bater a pontuação máxima e não acrescenta nada de novo à formula.

No entanto, é um conceito que está bem executado, especialmente a nível dos controlos. A frustração da derrota é quase sempre causada por um erro ou distração do jogador e não porque não fosse possível, ou fácil, atingir certa plataforma com a devida concentração. Como são colocadas aleatoriamente, tal como os inimigos, por vezes a dificuldade pode sofrer alguns picos ocasionais que possivelmente levarão ao "Game Over" para se voltar a tentar do início. Conforme se vai jogando e acumulando pontos, é possível desbloquear 3 ambientes adicionais e uma série de estranhos personagens. O grafismo é peculiar e pouco elaborado, o que pode afastar muitos jogadores mas também ser apelativo a muitos outros pelo seu visual amador.


No meio da sempre crescente onda de jogos indie que vão sendo lançados no mercado, é cada vez mais difícil distinguir os títulos que são de qualidade e merecedores da nossa atenção, daqueles que rapidamente se revelarão um desperdício. Blocky Bot é um jogo viciante quando se pega nele pela primeira vez, mas que dificilmente trará os jogadores de volta para jogar mais um pouco noutro dia, especialmente numa consola doméstica. Embora não seja um título caro no seu lançamento, é daqueles que valerão mais a pena adquirir numa promoção futura.
Nota: Esta análise foi efetuada com base em código final do jogo para a Wii U, gentilmente cedido pela Nintendo.