Notícias

Análises

2 de setembro de 2014

Nintendo 3DS: os RPGs que vêm aí



A Nintendo DS foi o palco de imensos RPGs, recebeu séries mais tradicionais como Final Fantasy, Dragon Quest, uma excelente adaptação de Chrono Trigger, e ainda vários títulos de séries que foram esquecidas, como Suikoden Tierkreis ou Valkyrie Profile: Covenant of the Plume. Continuou a série Mario & Luigi com 2 títulos, foi o berço de Luminous Arc com 3 jogos (onde apenas 2 chegaram ao ocidente), e também onde surgiu a fusão de futebol e RPG com Inazuma Eleven.

Destacaram-se títulos como The World Ends With You e Radiant Historia, que ainda hoje são recomendados e também bastante atuais. Surgiram sequelas de jogos antigos, como Okamiden ou Solatorobo Red the Hunter, ou jogos que há muito se pede uma sequela, como Golden Sun: Dark Dawn ou Advance Wars.

Face a um leque vasto de RPGs na DS, os lançamentos na 3DS parecem mais escassos, embora tenha recebido grande títulos ano passado como Fire Emblem: Awakening, Bravely Default e ainda (como não podia faltar) Pokémon X e Y. A Atlus também tem apostado bastante na consola, com Etrian Odyssey IV: Legends of the Titan e também o remake do primeiro jogo da série (com o segundo capítulo já anunciado para o Japão), ou ainda através da série Shin Megami Tensei com Devil Survivor Overclocked e Soul Hackers.

Até ao final deste ano teremos mais RPGs principalmente vindos do Japão, títulos que gostaríamos de destacar pois agradam a vários tipos de fãs do género, e quem sabe abrir o apetite aos restantes:


Fantasy Life — 26 de setembro

O mais recente título da Level-5 chega à 3DS já este mês, um jogo onde temos de desempenhar uma "Life", uma profissão que responde a uma das várias necessidade que o reino tem. Estas profissões funcionam como classes de um tradicional RPG, que para além dos habituais guerreiros, magos ou arqueiros, podemos também ser um mineiro, alquimista, cozinheiro, entre outros. Há missões e objetivos para todas as classes, e uma história para desvendar que se vai revelando aos poucos, enquanto vamos cumprindo os objetivos que nos são propostos.

É um título para os que procuram um RPG de ânimo mais leve, mas com bastante conteúdo para explorar e imensas missões, e facilmente podemos mudar de classe, caso quisermos experimentar outras "vidas". Um jogo bastante colorido, com um mundo bastante amplo, e que de um certo modo nos recorda de um dos grades RPGs da Nintendo DS: Dragon Quest IX.



Shin Megami Tensei IV — 2014, eShop (ainda com data incerta)

Após uma longa espera chega finalmente o 4.º título da série principal de Megami Tensei, uma série repleta de demónios para recolher e fundir, e usar nas batalhas. A história deste capítulo é no Eastern Kingdom of Mikado, onde todos os anos os jovens que fazem 18 anos seguem em peregrinação ao Mikado Castle, para participar na cerimónia Gaunlet Rite. Aqui será determinado quais é que estão aptos a pertencerem aos Samurai, nobres guerreiros que têm como objetivo proteger o seu reino.

Este é um RPG com uma história mais séria, ideal para os que procuram bastante conteúdo com horas de captura, treino e fusão de monstros garantidos, de modo a ter a melhor prestação nas batalhas possível. O estilo medieval do reino de Mikado está acompanhado por uma cidade de Tokyo bastante atual, embora muito diferente do que estamos habituados a ver.



Uma das séries alternativas que surgiram de Shin Megami Tensei é Persona, que conta já com 4 títulos próprios e os seus próprios spin-offs. Uma série onde a cada capítulo um grupo de jovens da Escola Secundária se vê diante um mistério, e um mundo bastante diferente do que aparenta ser. Em Persona Q o elenco de Persona 3 e 4 reúnem-se numa missão conjunta, em torno de um mistério que os irá juntar ao de dois personagens exclusivos deste jogo.

É um título que liga a narrativa e personagens dos Persona à jogabilidade de Etrian Odyssey, onde temos vários mapas a explorar e temos de desenhar o mapa enquanto o exploramos. Tal como na série principal, os personagens contam com o poder dos Persona para os ajudar no combate, e a história é em torno de um acontecimento macabro vai sendo determinada através das opções do jogador.




Os remakes dos jogos da 3.ª geração de Pokémon tiram partido do que foi criado para Pokémon X e Y, e atualizam a região de Hoenn com um sistema de batalha mais evoluído, Mega Evoluções de vários Pokémon e novos conteúdos para este jogo, para além de gráficos totalmente em 3D (embora o 3D esteja apenas presente em parte do jogo).

Um título que os fãs de Pokémon não vão querer perder, pois têm aqui novamente uma oportunidade de explorar uma região disputada pela Team Magma e a Team Aqua, em que cada versão conta com uma das equipas para enfrentar. Existe ainda um novo mistério em redor de Groudon e Kyogre, os lendários principais destas versões, que contam com um novo tipo de evolução: a Primal Evolution.




Um jogo de ritmo que reúne os vários protagonistas (e vilões) da série Final Fantasy, com um sistema de jogo que implementa alguns elementos de RPGs para uma melhor prestação na música. Esta é a vista como a versão definitiva do primeiro Theatrhythm Final Fantasy, com mais jogos da série, spin-offs e mais personagens de todos os jogos. Existem também muitas novas músicas para enfrentar, novas habilidades para os personagens e um novo modo de batalha, para enfrentar os nossos amigos.

Embora não seja um RPG surge nesta lista por ser um jogo principalmente para os fãs de Final Fantasy, mas mesmo aqueles que não seguem muito a série, ou o género no geral, têm aqui um bom jogo de ritmo para ter em consideração.




A mais recente aventura da série de animação "Adventure Time" (Hora de Aventura em Portugal) leva Jake e Finn a um reino sem nome. Este é o terceiro jogo da série, e desta vez é um título bastante semelhante aos jogos mais tradicionais de Zelda, como podemos ver em Zelda: A Link Between Worlds, com masmorras para explorar, enigmas para resolver e muitos tesouros para conseguir.

É um RPG feito a pensar nos milhões de fãs da série, que é vista em todo o mundo e já vai na sexta temporada (estando garantida uma sétima também). Um jogo que segue bastante bem o estilo artístico da série de animação.




Citizens of Earth — 4.º trimestre de 2014, eShop


Por último um RPG algo diferente. Citizens of Earth foi um projeto que tentou recolher fundos através do Kickstarter, que tal como inúmeros outros não conseguiu cumprir a meta traçada. No entanto a equipa comprometeu-se a desenvolver o título, e foi nessa situação que a Atlus decidiu financiar o projeto, que será finalmente lançado já este ano. 

Um jogo de ação onde não existem NPCs, e todos os indivíduos presentes são recrutáveis e cada um deles conta com habilidades próprias e estilos diferentes. Todos eles têm a sua rotina, uma profissão (ou estilo de vida) que vemos no nosso mundo, e existem cerca de 40 personagens para encontrar.


São vários os RPGs (ou jogos inspirados por esse género) que serão lançados até ao final do ano na 3DS.  Alguns deles partilham o mesmo mês ou até mesmo a mesma data de lançamento, e pode-se tornar complicado optar entre um ou outro destes jogos. Muitas vezes é um género algo ignorado por muitos dos jogadores, por não haver muito interesse ou porque são jogos muito pouco publicitados, pois contam com uma legião de fãs geralmente bem informada. Mas acaba por ser ignorado pela maioria dos jogadores, e queremos, com esta atualização, chamar à atenção dos vários universos presentes dentro deste género muito tradicional.