Notícias

Análises

19 de junho de 2014

Pullblox World


Desenvolvido pela Intelligent Systems em 2011, Pullblox foi um jogo de puzzles inovador que marcou o primeiro ano de existência da Nintendo eShop, na Nintendo 3DS. Foi um jogo tão bem recebido pela crítica e pelos jogadores que rapidamente recebeu uma sequela, chamada Fallblox, que se revelou afinal um novo e mais desafiante conceito de puzzle. Apesar da popularidade da série, só agora chegou ao mercado das consolas domésticas, com este Pullblox World para a Wii U.


O conceito do jogo é exatamente o mesmo do Pullblox original, um puzzle de plataformas onde existe uma parede de blocos coloridos que se pode puxar e empurrar de forma a abrir um caminho que se possa subir para atingir um local específico. Não é uma ideia fácil de explicar por escrito, mas é um conceito de puzzle bastante simples onde o objectivo é transformar blocos coloridos numa espécie de escadaria até ao topo. Ao fim de 2 ou 3 puzzles, é fácil de compreender a mecânica, mas o jogo prolonga os tutoriais de forma a mostrar soluções criativas e que mostram o quão complexos poderão ficar os desafios mais avançados. Para quem já tiver jogado o original, estes tutoriais poderão tornar-se um pouco aborrecidos, mas felizmente são sempre rápidos de superar.

Ao fim de cada série de puzzles, é desbloqueado um novo conjunto no Pullblox Park, geralmente acompanhado de um novo "gadget" - mecanismos que abrem novas possibilidades de puzzles e que tendem a aumentar a complexidade dos desafios. O jogo original tirava partido do efeito 3D da Nintendo 3DS, mas nesta versão é possível alterar o ângulo de câmara para obter melhor noção do espaço, o que facilita alguns movimentos do personagem. A dificuldade aumenta a cada novo puzzle, sendo natural que os jogadores fiquem "encravados" em alguns, que poderão avançar e tentar resolver mais tarde. Para quem encravar muitas vezes, o jogo inclui agora uma área de treino onde existem puzzles simples que demonstram as técnicas que devem ser usadas nos principais onde a solução não é tão evidente.


A diversão não termina quando se completam todos os desafios do jogo. O Pullblox Studio está de volta e permite criar livremente novos puzzles, que depois podem ser partilhados sob a forma de QR Code. Todos os códigos criados em Pullblox na Nintendo 3DS podem ser utilizados em Pullblox World, pelo que já existe uma enorme quantidade de desafios criados por outros jogadores e que podem ser encontrados na internet – a parte mais frustrante será mesmo importá-los com a câmara frontal do GamePad. Por outro lado, a grande novidade do jogo é a World Pullblox Fair, que permite publicar através do Miiverse as criações e consultar e jogar as mais recentes ou as mais populares do mundo.


Pullblox World é o puzzle que faltava na Wii U, ideal para jogar no ecrã do GamePad quando a TV está ocupada, apesar de exigir alguma concentração. A mecânica de puzzle é excelente e, embora já não tenha o apelo da novidade, continua a ser algo único neste género. Recomendado a todos os que tenham gostado do original e, especialmente, aos fãs de puzzles que ainda não experimentaram esta série!