Notícias

Análises

12 de junho de 2014

Os novos jogos de Shigeru Miyamoto para a Wii U

Uma das características menos aproveitadas da Wii U é a forma como o GamePad pode proporcionar novas formas de jogar. Se títulos como The Wonderful 101 e o Pikmin 3 (após uma atualização recente que acrescentou controlos táteis) são bons exemplos da sua utilização, outros ignoram-no por completo. Shigeru Miyamoto, o criador das principais séries e personagens da Nintendo, tomou como missão desenvolver títulos que explorem o comando da consola de forma original, e apresentou nesta E3 três projetos em que está a trabalhar atualmente, todos com lançamento previsto para 2015.

O projeto de maior destaque é o novo Star Fox, que muda radicalmente os controlos da série e mostra no GamePad uma vista em primeira pessoa a partir do cockpit, enquanto a TV mostra uma perspectiva traseira semelhante à dos jogos anteriores. Os jogadores podem usar os sensores de movimento para controlar a mira, enquanto os restantes movimentos são controlados pelos botões analógicos. É possível trocar entre a nave Arwing e o tanque Landmaster com apenas um botão, e há ainda um novo veículo semelhante a um helicóptero.

No Project Giant Robot, tal como o nome indica, controla-se um robô gigante personalizado, que pode ser construído através do ecrã tátil do GamePad. Depois da construção, o GamePad torna-se numa espécie de cockpit a partir do qual se controla o robô para tentar derrubar os adversários, com uma combinação de botões e movimentos do comado para equilibrar e dar balanço aos murros.


Finalmente, Project Guard é um jogo com semelhanças ao género "tower defense", onde o objetivo é impedir uma invasão utilizando um sistema de segurança composto por 12 câmaras que serve como a última linha de defesa. Numa fase inicial, os jogadores preparam as câmaras em torno de um perímetro e depois irão monitorizar a partir das mesmas a invasão dos robôs. Estas câmaras permitem disparar raios laser, pelo que o jogador deverá observar na TV as movimentações. Este jogo requer atenção aos dois ecrãs e permite que uma pessoa presente na sala de estar o ajude com um par adicional de olhos atentos às câmaras.