Notícias

Análises

6 de janeiro de 2014

NES REMIX

A surpresa deste último Natal foi o lançamento inesperado de NES REMIX, uma compilação de minijogos retro baseados em jogos clássicos da NES. O objetivo deste "remix" é apresentar um conjunto de desafios inspirados nos elementos mais divertidos de cada jogo, seja saltar em cima de inimigos no Super Mario Bros. ou derrotar um boss em Legend of Zelda sem levar dano.

Ao todo, foram selecionados 16 jogos da NES para integrar esta compilação, incluindo títulos fantásticos como Balloon Fight, Donkey Kong e Mario Bros., juntamente com jogos menos impressionantes como Baseball e o infame Urban Champion. Para cada jogo, existe uma série de desafios em quantidade variável, sendo que (felizmente) os títulos mais interessantes são também os que têm mais minijogos incluídos. Além de um pequeno vídeo que ensina a jogar os diferentes clássicos da NES, os primeiros desafios servem para explicar as mecânicas de jogo, sendo que os restantes têm uma dificuldade cada vez maior.

   
Cada desafio consiste numa pequena porção do respetivo jogo, por vezes um nível completo ou uma secção para explorar, outras vezes algo bastante mais restrito: é como se tivessem criado um "challenge mode" para os jogos clássicos, casos estes suportassem DLC na sua altura. Na generalidade, estes níveis são bastante divertidos e interessantes mas, pelo meio, existem alguns mais aborrecidos e outros bastante frustrantes.

O mais interessante deste jogo é também o que lhe dá o nome, um conjunto de níveis "Remix" que utiliza as bases destes jogos para oferecer desafios que não seriam possíveis nesses títulos. São minijogos divertidos, desafiantes e imaginativos, onde o Link em Legend of Zelda pode entrar numa caverna misteriosa e deparar-se com um nível do Donkey Kong, ou onde as luzes em Super Mario Bros. se podem apagar, ficando visíveis apenas os inimigos e as moedas, por exemplo, ou um nível onde apenas se observam silhuetas.

Também aqui, existem alguns remixes mais interessantes do que outros, mas esta não deixa de ser a melhor secção do jogo. Infelizmente, a sensação com que se fica é que o jogo deveria ter investido mais nestes conteúdos do que nos títulos originais. Mesmo assim, o jogo é bastante divertido e viciante, graças à sua estrutura. Ao completar cada minijogo, recebe-se uma pontuação de 1 a 3 estrelas, que são usadas para desbloquear novos níveis, e uma pontuação numérica com a funcionalidade de créditos para desbloquear carimbos que podem ser usados em posts do Miiverse. Há sempre qualquer coisa nova para fazer assim que se termina um desafio, levando o jogador a querer experimentar imediatamente e assim continuar a jogar por bastante tempo.


NES REMIX é uma nova maneira de desfrutar os clássicos e consegue, por vezes, ser mais divertido do que os próprios jogos integrais. Uma vez que todos os jogos representados se encontram disponíveis no serviço Virtual Console da eShop e até existe uma ligação direta dentro do jogo para adquirir os títulos, é natural que este título seja encarado como uma forma de promoção, até porque vários dos melhores jogos da NES estão ausentes deste "mix". Fica, assim, a sensação de que o jogo precisa de acolher um catálogo maior, seja via DLC ou através de uma sequela. No entanto, não deixa de ser um título bastante divertido e recomendável, especialmente para os fãs de jogos retro.