Notícias

Análises

30 de dezembro de 2013

Wii U - Jogos do Ano 2013


O primeiro ano da Wii U não correspondeu ao que se esperava do lançamento de uma nova consola da Nintendo, tendo sido marcado por um grande vazio de novos jogos durante os primeiros meses. No entanto, a segunda metade do ano conseguiu compensar esse vazio ao trazer títulos de muito grande qualidade: a Wii U é agora uma consola com um interessante e diversificado catálogo de jogos, incluindo alguns must-haves que figuram nas lojas entre os melhores jogos lançados este ano e uma oferta digital recheada de nostalgia.

Exclusivos da eShop

3 - NES REMIX
Foi um lançamento tardio em 2013 e igualmente inesperado, mas este NES REMIX oferece novas experiências baseadas em velhos clássicos da NES, numa viciante compilação de minijogos com desafios para os jogadores mais experientes, mas que serve também de introdução a quem não conhece os clássicos em questão.

2 - DuckTales: Remastered
Este foi um ano forte em revivalismos, mas poucos se podem gabar de ter sido tão bem executados como este remake do jogo DuckTales para a NES, que traz um grafismo moderno e uma jogabilidade melhorada sem arruinar a experiência que muitos recordam da sua infância. Outra coisa que se manteve foi a dificuldade, pelo que os menos persistentes devem já considerar-se avisados!

1 - EarthBound
Normalmente, não seria justo incluir um clássico da Virtual Console numa lista de jogos do ano. Infelizmente, ou talvez não, é muito difícil para muitos jogos lançados atualmente competir com grandes clássicos de há 20 anos, nem que seja pelo seu valor nostálgico. Mas o caso de EarthBound é especial: este clássico da Super Nintendo foi lançado apenas em 2013 na Europa e revelou-se um RPG surpreendentemente atual, com um mundo e história fascinantes. Uma fantástica aventura vista por uma criança e cuja mensagem é, afinal, dirigida aos adultos.


Disponíveis em disco

5 - Rayman Legends
Um anunciado exclusivo de lançamento que acabou por ser adiado e lançado para quase todas as plataformas, mas revelou ter na Wii U a sua versão definitiva, mostrando como o GamePad pode ser utilizado de forma criativa e divertida num jogo de plataformas 2D bastante sólido e consistente, quer seja a solo ou em multijogador. Rayman Legends é um grande exemplo de como um género já estabelecido pode beneficiar das funcionalidades desta consola.

4 - The Wonderful 101
A indústria de videojogos é frequentemente criticada pela falta de inovação e da ausência de novas experiências, mas também é sabido que estas também tendem a ser ignoradas quando chegam ao mercado. The Wonderful 101 é um jogo difícil de explicar, uma espécie de cruzamento entre Pikmin e Bayonetta, cheio de referências à cultura pop e que oferece ação sem limites, com algumas das melhores utilizações do GamePad.

3 - The Legend of Zelda: The Wind Waker HD
Dez anos depois do seu lançamento, este grande clássico da GameCube ganha uma nova vida em HD e um grafismo melhorado com cores vibrantes, com uma jogabilidade simplificada. Wind Waker continua a ser um dos principais títulos da série Legend of Zelda, uma aventura única em alto-mar e com grande liberdade de exploração. Um dos jogos mais bonitos do ano e uma compra obrigatória para os fãs de jogos de aventura.

2 - Pikmin 3
Uma década depois de Pikmin 2, a Nintendo regressa à série de estratégia em tempo real onde adoráveis criaturas se organizam para apanhar frutos e objetos, eliminando todos os "monstros" que se cruzem pelo caminho. É um jogo que se controla melhor com o Wii Remote + Nunchuck do que apenas com o GamePad, mas que também dá uma grande utilidade ao comando da Wii U graças ao mapa interativo. O hiper-realismo dos cenários é deslumbrante e a jogabilidade é perfeita, com os níveis de qualidade a que a Nintendo nos habituou.

A Nintendo tem uma equipa especial. Os seus jogos não são como os outros, quebram as barreiras impostas pela imaginação e estão cobertos daquela famosa "Magia Nintendo", o ingrediente secreto que nos delicia desde os tempos da NES. Super Mario 3D World é um jogo de plataformas 3D para 1 a 4 jogadores, dotado de uma jogabilidade fenomenal e níveis extremamente bem desenhados. O resto é pura criatividade, com níveis feitos para desafiar e surpreender tanto os novatos como os jogadores experientes. É finalmente um motivo forte para comprar uma Wii U e também para juntar a família ou os amigos em frente à televisão, um jogo que se manterá relevante ao longo do ciclo de vida da consola. Meow!