Notícias

Análises

28 de junho de 2013

E3 2013: Primeiras impressões dos novos jogos para a Wii U (1)


A convite da Nintendo, tive recentemente a oportunidade de experimentar os novos jogos para a Wii U que serão lançados ao longo deste ano e em 2014, anunciados no Nintendo Direct que deu início à E3 2013. Antes de mais, queria agradecer aos representantes da Nintendo em Portugal pelo convite. O evento ocorreu no showroom da Nintendo e estava recheado de consolas e jornalistas curiosos para experimentar os novos jogos, acerca dos quais partilho aqui algumas impressões.


SUPER MARIO 3D WORLD
Tal como muitos outros fãs da Nintendo, depois de Super Mario Galaxy e SMG 2, estava ansioso para ver o que a equipa responsável por estes títulos estava a preparar para a Wii U. Apesar de não ser bem o que imaginava, gostei do que vi quando apresentaram este Super Mario 3D World, no seguimento do excelente Super Mario 3D Land na Nintendo 3DS. Por isso mesmo, foi este o primeiro que quis experimentar. Ainda estava a testar os controlos no primeiro nível da demo, quando o RP da Nintendo me mostra uma funcionalidade que adorei: bastou pegar num comando e juntar-se ao meu jogo para iniciar uma sessão multijogador. Um aspecto interessante dos níveis que joguei é que são menos lineares que os jogos anteriores jogos da série, com diferentes caminhos que podem ser explorados e vários segredos escondidos.


É possível jogar com o Mario, Luigi, Peach e Toad, todos personagens com características diferentes, ao estilo do clássico Super Mario Bros. 2 da NES. Para além do Mario, pela sua jogabilidade familiar, gostei particularmente de jogar com a Peach, cuja capacidade de flutuar permite fazer saltos mais arriscados e ainda assim não cair fora do cenário. O novo power-up Cat Suit permite transformar os personagens em gatos e é a mecânica mais original deste jogo, mudando completamente a jogabilidade: basta correr ou saltar contra uma parede e o personagem começa logo a trepar! Aqui abre-se toda uma nova dimensão de caminhos possíveis para explorar, sempre recompensados de alguma forma nos níveis com moedas, vidas ou outros segredos. Os controlos são mesmo intuitivos e o jogo tem uma fluidez excelente. Pelo meio, referências a vários jogos da série, incluindo Mario Galaxy, fazem com que tudo nos seja familiar, apesar das novidades apresentadas.


A nova mecânica da transformação em gato é realmente digna de toda a publicidade que tem recebido e faz deste jogo algo extremamente divertido. Tenho de confessar que receio que seja mesmo um power-up "demasiado" divertido... mas se for esse o maior problema do jogo, não haverá problema! Tem tudo para ser o must-have deste Natal para a Wii U!


MARIO KART 8
Aproveitando a companhia do RP da Nintendo, saltei logo para o novo Mario Kart 8 e em modo para dois jogadores. A demo contém apenas 3 pistas, começando pela mais destacada no trailer de apresentação, em forma de uma Fita de Möbius. Não há volta a dar: o jogo é brutal, capaz mesmo de nos dar a volta à cabeça! Joga-se tal como seria de esperar, com todas as mecânicas já conhecidas dos anteriores Mario Kart Wii e Mario Kart 7, mas acrescenta ainda as novas pistas anti-gravidade.


O que sempre foi bastante divertido, agora é de loucos: cortar caminho pela parede, perder completamente a noção do que é o lado de "cima" ou "baixo". A câmara faz também algumas brincadeiras subtis que nos vão fazer inclinar ligeiramente a cabeça, um pormenor que ajuda a realçar a sensação de montanha russa dada por estas novas pistas. Os gráficos são mesmo espectaculares e exploram muito bem as capacidades da Wii U com uma enorme fluidez, mesmo em modo split-screen. Resta ainda dizer que os controlos que usam o giroscópio do GamePad para o tornar num volante funcionam ainda melhor que o antigo volante da Wii e basta premir um botão para alternar entre giroscópio e controlo analógico. Ainda falta quase um ano para o lançamento do jogo, muitas novidades irão surgir pelo meio mas, do que pude experimentar, temos o melhor Mario Kart de sempre a caminho!


WII PARTY U
Surpresa, surpresa! Uma compilação de minijogos foi das experiências mais inesperadas do evento. A quantidade de jogos disponíveis era impressionante, pelo que apenas testei alguns, mas gostei bastante do que vi e acabei por ficar viciado no jogo. Muitos dos jogos disponíveis na demo são para jogar apenas com o GamePad, com dois jogadores em simultâneo. Um exemplo é uma espécie de matraquilhos, onde cada jogador usa o analógico do seu lado para controlar os jogadores e tentar marcar golo na baliza oposta.


Outros jogos dão usos criativos aos botões do comando, ou à funcionalidade da câmara, como um jogo onde alguém faz uma expressão facial para representar uma frase que os outros terão de adivinhar. Deixei uma demo com uma sensação de relançamento da Wii U pois, com um bom investimento de marketing, este jogo poderá tornar-se o campeão das festas na sala de estar durante os próximos anos. Mais eficaz que o Nintendo Land em transmitir a mensagem da consola, deveria fazer parte de todos os packs de Natal para a Wii U nas lojas.