Notícias

Análises

8 de abril de 2013

Antevisão Fire Emblem: Awakening – Personaliza o teu jogo!

Um dos pontos fortes de Fire Emblem: Awakening é a forma como permite a cada jogador ter uma experiência completamente única e personalizada, sem por causa disso deixar de contar uma história épica e emocionante. Desde a criação de um dos protagonistas da história à construção de todo o exército, o jogador faz parte do universo de jogo que está a ser representado e pode até partilhar a sua experiência através do StreetPass!

O teu personagem

Logo no início do jogo, é-nos pedido para criar um personagem que será o nosso avatar dentro da história. Apesar do jogo sugerir o nome Robin, temos liberdade de escolher várias características do personagem e até dar-lhe um nome ao nosso gosto. É possível escolher um personagem do género masculino ou feminino, pois a história adapta-se a essa escolha e permite diferentes relacionamentos entre personagens de acordo com a mesma, e diversos traços físicos como o rosto, tipo/cor de cabelo estatura e voz do personagem.

Uma característica com maior impacto no jogo é a definição de um ponto forte e um ponto fraco. Compete-nos decidir se o nosso avatar se vai focar mais em magia ou ataque físico, ou se terá muita sorte, mas pouca defesa. Ao progredir no jogo, é possível alterar a classe deste personagem para qualquer uma das existentes em Fire Emblem: Awakening, pelo que esta decisão inicial pode fazer parte de uma estratégia a longo prazo para este herói que nos vai representar. Para saber um pouco mais sobre estas classes, podem consultar um vídeo oficial da Nintendo aqui.

O teu exército

Na realidade, isto não é uma opção, mas uma obrigação: antes de começar uma batalha, escolher cuidadosamente o exército que queremos colocar no terreno. Sendo um jogo de estratégia, será necessário ajustar as nossas escolhas às situações que nos são apresentadas. Mesmo assim, todos terão aqueles personagens favoritos que não dispensam ter na companhia de Chrom, o protagonista da história. Não há regras para o estilo de jogo, pois tanto um exército de magos como de infantaria têm hipótese de vencer caso seja aplicada uma boa estratégia.

O mesmo se aplica ao modo StreetPass. Representados pelo nosso avatar, podemos juntá-lo a nove companheiros e construir o nosso próprio exército que será partilhado pela 3DS via StreetPass. Quando encontramos outro jogador, somos recebidos pelo seu personagem e restante exército, com a possibilidade de os defrontar em combate, comprar itens dessa equipa e até recrutar o avatar encontrado. Os avatares recrutados através do StreetPass podem combater no nosso exército do modo principal, mas não terão interacções a nível da história ou relacionamentos com outros personagens.

É uma excelente forma de incluir amigos, conhecidos e até desconhecidos nas vossas tácticas de batalha, ou então de fazer parte da experiência dessas pessoas. No entanto, caso não tenham muitos encontros StreetPass, o jogo irá criar exércitos fictícios para que também possam ter acesso a novos personagens ou adquirir items raros que possam existir nessas equipas.

Mas não só o avatar e exército são resultado das escolhas do jogador: a própria história se adapta para reflectir essas escolhas ao nível do relacionamento entre os diferentes personagens, o que faz com que dois jogadores possam ter duas experiências completamente distintas, apesar do fio condutor principal da história ser sempre o mesmo!