Notícias

Análises

3 de janeiro de 2013

Nintendo 3DS – Jogos do Ano 2012

Se em 2011 a Nintendo 3DS teve de lutar para se afirmar após o lançamento no mercado, 2012 foi o ano da sua confirmação. A prova disso mesmo é a dificuldade sentida em eleger os melhores dos melhores – jogos que marcaram não só este ano mas também o ciclo de vida da própria consola. Olhar para a lista resultante mostra também como a 3DS surpreendeu tanto com conteúdos bastante adultos, como com grandes histórias até mesmo em jogos bem distantes do género RPG. Com vários títulos para todos e alguns para gostos mais particulares, eis a lista de melhores do ano na Nintendo 3DS!

7 – New Art Academy

Não é um jogo, mas uma excelente ferramenta de treino e aprendizagem de desenho e pintura. Este título para a 3DS é o sucessor do popular Art Academy (Nintendo DS e DSiWare), mas oferece muito mais variedade de ferramentas e lições, permitindo até criar as suas próprias aulas para partilhar. Um título que ultrapassa os limites da própria consola, podendo ser aplicado em materiais reais e até usado na sala de aula!

6 – Kingdom Hearts 3D [Dream Drop Distance]

Os universos da Disney e da Square Enix encontram-se novamente, numa aventura com Sora, Riku e os Dream Eaters. Neste novo capítulo de Kingdom Hearts temos de percorrer os universos que estão adormecidos, encontrando mundos como os de Tron e do Corcunda de Notre Dame, e até personagens como os de The World Ends With You. Um RPG de qualidade, repleto de nostalgia para os fãs destas séries e acompanhado por uma banda sonora fantátisca. [ver análise]

5 – New Super Mario Bros. 2

Em tempos de crise, a febre do ouro chegou ao Reino Cogumelo e infestou os níveis de moedas para colecionar. O novo jogo de plataformas 2D portátil do Super Mario oferece um conjunto de níveis totalmente originais com a jogabilidade tradicional que todos conhecemos. O vício deste jogo é a prova que o rei dos jogos de plataformas consegue manter a sua posição no trono ao fim de tantos anos. [ver análise]

4 – Professor Layton and the Miracle Mask

Não há fã da Nintendo DS que não conheça e reconheça a qualidade da série Professor Layton, que regressou em força este ano e se estreou na 3DS. A transição para a nova consola trouxe um conjunto de novos truques que revitalizaram a série sem perder nada do que sempre teve de bom. Com grandes animações em 3D, uma história empolgante e um vasto conjunto de puzzles, é tanto um título obrigatório para os fãs dos anteriores como uma grande introdução para quem nunca jogou!

3 – Resident Evil Revelations

Quando um jogo paralelo de uma saga extremamente popular, lançado numa portátil, consegue agradar mais os fãs do que os dois últimos títulos da saga principal, é sinal que algo correu muito bem. A verdade é que este jogo tem todos os ingredientes de um verdadeiro blockbuster! Com gráficos impressionantes e excelentes sequências de animação, RE Revelations conta uma história em vários episódios recheados de sequências de ação e terror que fazem deste um jogo de topo e um dos principais must-haves da consola. [ver análise]

2 – Virtue's Last Reward

Um dos jogos mais aguardados de 2012 e que esteve completamente à altura das expectativas! Editado em Portugal apenas na eShop, mas também disponível em cartucho noutros territórios europeus, este título é um dos jogos do ano e, provavelmente, ficará como um dos mais marcantes da consola, apesar de algumas falhas técnicas consideráveis. Com um longo e envolvente argumento e fantásticos personagens, este jogo é muito mais do que um livro animado e interativo, recheado de complexos puzzles e enigmas: Virtue's Last Reward é um festival de emoções e revelações surpreendentes!

1 – Kid Icarus Uprising

A grande surpresa do ano foi também o primeiro jogo anunciado para a Nintendo 3DS. Um divertido jogo de ação que nos coloca na pele do herói angelical Pit a disparar contra todo o tipo de criaturas do submundo, tanto em terra como no ar. Apesar de difícil (e cansativo) de controlar ao início, o jogo compensa o investimento inicial ao oferecer uma quantidade de conteúdo absolutamente impressionante  no modo principal e ainda uma versão multijogador com suporte para jogar online. Dezenas de armas diferentes, modos de dificuldade ajustáveis, incontáveis sequências de animação e excelente voice acting, banda sonora... os criadores do jogo pensaram em quase tudo o que havia para pensar, e puseram-no em prática. Só se esqueceram de oferecer métodos de controlo alternativos, mas quando tudo o resto é assim tão bom, nós conseguimos perdoá-los por isso!