Notícias

Análises

9 de janeiro de 2013

Gunman Clive

Com o crescimento das plataformas móveis, onde criadores independentes têm tido vários casos de sucesso com os seus pequenos jogos e aplicações, é frequente ver grandes estúdios adaptar jogos das consolas portáteis e publicar versões inferiores nessas plataformas, na tentativa de obter uma fatia desse mercado. Não tão frequente, no entanto, é ver esses criadores independentes publicar versões superiores dos seus jogos "mobile" em consolas. Talvez por isso este Gunman Clive seja uma grande surpresa na Nintendo 3DS.

Gunman Clive é um jogo misto de ação e plataformas, com uma temática inspirada no faroeste e um estilo artístico muito demarcado. A mecânica de jogo é muito simples, com um botão para saltar e outro para disparar, juntamente com o analógico para movimentar o personagem. Só aqui já se sente uma grande melhoria em relação à versão original dos smartphones, que era difícil de controlar por não utilizar botões reais. Embora os níveis sejam curtos, a sua dificuldade é bastante equilibrada, o que faz com que hajam algumas mortes pelo caminho, mas nunca demasiadas. Infelizmente, a aventura acaba depressa, havendo aqui jogo para cerca de 1h e pouco mais. O resto é repetir níveis para melhores pontuações ou jogar como um pato indefeso, o que torna tudo mais desafiante.

Mas o que realmente faz deste jogo uma coisa única é o seu estilo visual. Com gráficos 2D minimalistas a simular esboços simples em papel amarelado, a adaptação para a Nintendo 3DS trouxe um efeito 3D impressionante aos cenários e que muda toda a percepção que temos da arte do jogo. Os screenshots e vídeos 2D não lhe fazem justiça: este é um dos jogos mais bonitos da eShop, um dos casos em que o 3D faz toda a diferença e ninguém vai querer jogar em 2D. A banda sonora também é interessante e adequa-se bem ao estilo de jogo.


Como o próprio trailer diz, o jogo tem montes de castanho, bosses, tiros e saltos. E, embora seja um jogo muito pequeno, tem um preço bastante justo para aquilo que oferece: uma hora de bom entretenimento vale bem os 2€ que são pedidos por ela. Não é apenas um exemplo de como a 3DS e restantes consolas podem oferecer experiências bastante superiores devido às suas características, é um jogo independente que merece a atenção de todos os jogadores da consola, tanto pela qualidade como pelo estilo artístico.