Notícias

Análises

28 de janeiro de 2012

Circle Pad Pro (Botão Deslizante Pro)

Com o lançamento de Resident Evil Revelations, chega finalmente à Europa o polémico Botão Deslizante Pro - é este o nome português do Circle Pad Pro (CPP), o periférico que acrescenta alguns botões laterais e um segundo Circle Pad à consola. Desde que foi anunciado, múltiplas vozes se levantaram contra e a favor do CPP, desde os que o acharam ridículo aos que defendem que era mesmo aquilo que faltava à consola.


Uma característica incontornável do CPP é o seu aspecto horrível. Com ou sem a consola, seja qual for o ângulo de que se olha, não há volta a dar: é um acessório monstruoso, cujas linhas em nada se relacionam com o design da 3DS e não disfarça o aspecto de remendo, o que até já lhe deu a alcunha de Frankenstick. Vários fatores fazem também com que este acessório seja pouco prático de utilizar: uma vez colocado o acessório, deixa de ser possível aceder à stylus ou até mesmo trocar de jogo. Isto implica que a utilização do CPP seja esporádica, limitada ao contexto de um jogo em particular. Além disso, o facto de ficar bem preso à consola dificulta a troca de cartuchos, pelo que poucos terão paciência para colocar o CPP para pequenas sessões de jogo. O acessório comunica com a consola através da entrada de infra-vermelhos, o que faz com que precise de uma pilha para funcionar (já incluída) e que os jogos que o suportem não possam recorrer a esta funcionalidade.
Ainda assim, uma vantagem inegável é a ergonomia que oferece à 3DS, sendo bastante confortável de segurar. Mesmo o peso adicional oferecido à consola lhe dá uma sensação de robustez que é bastante bem-vinda. Mas a ergonomia é também um dos maiores problemas do acessório. Os novos botões ZL e ZR são bastante acesíveis e tornam-se mesmo os botões principais a utilizar em jogos que suportem este esquema de controlo. O acessório traz ainda um botão R de substituição ao da consola que, não sendo tão acessível como o ZR, continua perfeitamente usável. O mesmo não pode ser dito do botão L que, continuando acessível, se torna bastante difícil de usar com o acessório inserido. Outro problema é o acesso aos botões frontais da consola A, B, X e Y - com o novo Circle Pad à direita destes, é preciso esticar bastante o polegar para lhes aceder. Se as dimensões do acessório fossem mais reduzidas, alguns destes problemas não se colocariam, o que dá a entender que foi algo desenhado à pressa para responder a uma necessidade. A questão é: havia necessidade?


Neste momento, apenas o novo Resident Evil Revelations suporta este método de controlo e foi o jogo utilizado para o testar. Curiosamente, este mesmo jogo prova que não existe realmente necessidade para o acessório. Com o CPP inserido, é possível utilizar apenas os novos botões para quase tudo: o novo Circle Pad R permite controlar a câmara e, ao ativar a arma com o ZL, deslocar o personagem com um Circle Pad enquanto o outro permite apontar, para disparar com o ZR. É um esquema bastante simples, natural e confortável, o que dá uma ótima experiência de jogo aliada ao conforto do acessório nas mãos. Por outro lado, mesmo sendo uma excelente opção de controlo para o jogo, não faz nada que não seja possível sem o CPP. Os controlos predefinidos do jogo são muito bons por si só, mas é possível até utilizar o giroscópio da consola para apontar com maior rapidez e precisão do que o Circle Pad permite.

Outros jogos incluirão suporte para este acessório, incluindo Metal Gear Solid 3D Snake Eater, que poderá beneficiar bastante dos novos inputs. Também Kid Icarus: Uprising permite utilizar este acessório, mas apenas para os esquerdinos terem acesso a um esquema de controlo espelhado em relação ao standard. A verdade é que, neste momento, não existe nada na Nintendo 3DS que faça com que este acessório seja necessário, sendo meramente "conveniente" para aqueles que sentirem vantagens na sua utilização. É bastante irónico até que o Resident Evil Revelations, enquanto jogo de lançamento do Circle Pad Pro, seja também o jogo que prova que um bom esquema de controlos só depende da equipa de desenvolvimento e não do número de botões que estão à disposição.

Ler Mais >

19 de janeiro de 2012

Chegaram as primeiras demos à Nintendo eShop!

Já estão disponíveis as primeiras demos jogáveis de títulos para a Nintendo 3DS, que podem ser descarregadas gratuitamente a partir da Nintendo eShop. Para começar, estão apenas disponíveis versões experimentais de Resident Evil Revelations e Cooking Mama 4 mas, durante as próximas semanas, juntar-se-ão demos de jogos como Metal Gear Solid: Snake Eater 3D, Mario & Sonic nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e ainda Rhythm Thief and the Emperor's Treasure, que destacamos como um dos jogos mais aguardados para o 1º trimestre de 2012.

Seguem as sinopses das demos publicadas pela Nintendo na sua página oficial.

Desenvolvido pela Capcom especificamente para tirar partido das funcionalidades únicas da Nintendo 3DS, Resident Evil Revelations oferece um regresso fiel à jogabilidade survival horror de Resident Evil. O jogo chega às lojas a 27 de janeiro mas se quiseres experimentar já esta derradeira experiência de terror, acede à Nintendo eShop para descarregares uma demo, disponível a partir de hoje.

Se a culinária é a tua paixão, experimenta a demo de Cooking Mama 4 para a Nintendo 3DS, um título da 505 Games. Junta-te à Mama nas suas aventuras na cozinha, pela primeira vez em 3D, e decora a sua cozinha, personaliza os utensílios e inclina a Nintendo 3DS para cozinhares de forma inovadora. Esta demo também já está disponível!
Ler Mais >

5 de janeiro de 2012

3DS atinge os 4 milhões nos EUA


Seguindo o sucesso de vendas da consola no Japão, atingindo recordes de vendas na época mais forte do ano, a 3DS atingiu também os 4 milhões de consolas vendidas nos Estados Unidos da América.

Estas vendas estão a ser muito suportadas por jogos como Super Mario 3D Land e Mario Kart 7, em que ambos já ultrapassaram 1 milhões de vendas cada. Fica assim o terreno preparado para 2012 nos Estados Unidos, restando apenas saber quantas unidades já se venderam na Europa.
Ler Mais >