Notícias

Análises

27 de julho de 2012

Nintendo 3DS XL

Pouco mais de um ano depois do lançamento da Nintendo 3DS, eis que a Nintendo surpreende com um novo modelo da sua popular consola portátil 3D, desta vez em tamanho XL. Seguindo a tendência da Nintendo DSi, a nova 3DS XL conta com um aumento de 90% na área total dos ecrãs, sendo esta publicitada como a consola com o maior ecrã de sempre da Nintendo.


Tal como aconteceu com a DSi XL, a nova Nintendo 3DS XL mantém a mesma resolução de ecrã do modelo anterior, recorrendo a píxeis maiores para o aumento da imagem. E não só a dimensão da imagem aumentou, mas também a sensação de profundidade 3D – as diferentes camadas de profundidade destacam-se muito mais e até os efeitos mais subtis aplicados nos jogos têm agora um grande realce na imagem. Surpreendentemente, também o campo de visão do efeito 3D foi ampliado em relação ao modelo original da consola, e até o botão de controlo da intensidade deste efeito foi melhorado de forma a ajustar a sensação de profundidade com maior precisão. Ao desligar por completo o 3D, a consola emite um som equivalente a um "click" que, não sendo necessário, mostra o detalhe dos cuidados da Nintendo em torno desta funcionalidade.


Infelizmente, com uma melhoria tão grande do efeito 3D, perdeu-se algo na qualidade da imagem. Os píxeis grandes revelam a baixa resolução da consola, especialmente em jogos que não aplicam anti-aliasing mesmo quando se joga em 2D. Com o uso regular e a devida habituação, esta questão deixará de ser um problema, mas dificilmente a imagem de um jogo na 3DS XL impressionará tanto como numa 3DS normal. O mesmo se aplica às fotografias tiradas com a câmara da consola: apesar de haver maior destaque à profundidade dos elementos na foto, também se dá mais destaque à baixa qualidade da imagem. Por outro lado, é muito mais fácil usar o ecrã tátil com precisão "ao pixel", sendo este modelo muito vantajoso para quem gosta das aplicações de desenho e pintura da 3DS como o New Art Academy, por exemplo.


O design da nova consola é mais simples que o da anterior, destacando-se o contraste de cor entre a parte exterior e interior da consola (que se aplica em todos os modelos disponíveis no lançamento europeu) e o novo material rugoso e pouco brilhante, que não só é agradável à vista como muito apelativo ao toque. A consola é extremamente confortável de segurar, quer pelas suas dimensões, quer pela textura do material. Mesmo em jogos mais cansativos como Kid Icarus: Uprising, que exigem suportar o peso da consola com uma só mão, pouca diferença se sente em relação ao modelo original da 3DS. Os botões dão também melhor feedback, sendo especialmente notável a melhoria dos botões Start, Home e Select. Outros aspetos do design a referir são o novo posicionamento da stylus do lado direito (como na antiga DS Lite) e o cuidado em que ficasse algum espaço livre entre o botão deslizante e o ecrã superior, quando a consola está fechada, de forma a não deixar marcas.


As consolas Nintendo 3DS e 3DS XL apresentam exatamente as mesmas funcionalidades, sendo que a escolha do modelo a comprar se resume apenas a um questão de gosto pessoal. Não esquecer que a Nintendo 3DS XL não inclui carregador de bateria, sendo compatível com o do modelo original que também existe à venda em separado, mas traz no interior um cartão SD de 4GB para armazenar fotos, aplicações e jogos digitais adquiridos através da Nintendo eShop. Para os que pretendem mudar de consola, recordamos que é possível transferir toda a informação de uma 3DS para a outra, incluindo a informação de StreetPass e registos de atividade.