Notícias

Análises

16 de maio de 2012

Mario Kart 7


Se há campo onde Super Mario é rei, enquanto não anda a salvar princesas, é nas corridas de karts. Já desde a Super Nintendo que a série Mario Kart tem sido ponto de referência, não só como jogo obrigatório, mas como uma forte influência para um género de corridas caóticas que servem como excelentes party games. Não foi por acaso que este foi o jogo mais aguardado da 3DS e, após o sucesso de Mario Kart DS e Wii, a Nintendo sentiu necessidade de apressar o lançamento deste jogo para combater os problemas de vendas da 3DS.


Esta série está associada imediatamente a um conceito, o de multi-jogador, e logo desde o início este jogo está preparado para garantir excelentes sessões em grupo, podendo jogar até 8 pessoas mesmo que não tenham o jogo (via "Download Play"), ou através da internet. O modo online foi bastante facilitado graças às funcionalidades da Nintendo Network, tendo sido o primeiro jogo a usar a função de nos juntar "imediatamente" a outros jogadores através da lista de amigos. Temos ainda as Comunidades, onde o objectivo é ter a melhor pontuação dentro do grupo. Aproveitem e juntem-se à comunidade oficial portuguesa através do código 62-8181-9169-4445.


A grande novidade desta vez é a capacidade de planar, abrindo-se um parapente em certas rampas para podermos viajar pelos ares "à vontade", e andar debaixo de água, onde uma hélice nos permite uma condução com menos controlo. Estes novos momentos aparecem também nas pistas clássicas, o que muda algumas partes das pistas que já conhecíamos. Tudo isto é ainda mais impressionante devido à fluidez gráfica a 60 fps mesmo em 3D que, juntamente com os gráficos polidos, animados e detalhados, dão-nos uma excelente sensação de velocidade.

O jogo tira partido de muitas das capacidades da consola, como o StreetPass para obter informação sobre por quem passamos, Fantasmas (tempos recorde) e uma Taça feita pelo jogador (enfrentando assim o Mii dele, controlado pelo CPU), e até mesmo adicionar como amigo; e o SpotPass para Fantasmas diários de jogadores de todo o mundo. Tudo fica registado no Canal Mario Kart 7, que nos permite controlar a informação destes modos. O giroscópio também pode ser utilizado para uma condução na primeira pessoa, muito no género do Mario Kart Wii, mas este esquema de controlo pode ser desativado para utilizar esta nova câmara com o esquema de controlo tradicional.


Contamos com 16 pistas novas que, para além de pistas inspiradas no universo Super Mario e associados (Donkey Kong, Wario, etc.), incluem primeira vez locais inspirados no universo Wii Sports e Wii Music. Temos ainda 16 pistas de outros jogos da série Kart, as famosas Retro Cup que, curiosamente, foram desenvolvidas pela Retro Studio. Não tão boa é a selecção de personagens que, embora diversificada e com algumas novas caras, é bastante escassa, deixando de fora alguns dos favoritos (mas mantendo as pistas dessas mesmas personagens, como é o caso de Pinball do Waluigi DS). Para compensar surgem novos itens, como a Super Folha que serve para atacar ou defletir objetos, e o Sete da Sorte, onde sete itens nos rodeiam para uma doce vingança.


É um jogo obrigatório, que ainda assim poderia ter mais conteúdo. De fora, ficaram as missões de Mario Kart DS e Wii, ou a oportunidade perfeita de ser o primeiro jogo da Nintendo a suportar conteúdos descarregáveis, o que iria permitir que outros favoritos dos jogadores pudessem estar presentes, ou aumentar o número de pistas disponíveis. Ainda assim, o replay value do jogo permite que voltemos a pegar nele constantemente e ande sempre com a nossa consola, principalmente quando nos encontramos com outras pessoas e temos uma boa sessão de jogo garantida!