Notícias

Análises

20 de janeiro de 2011

Nintendo 3DS chega à Europa a 25 de Março

A extremamente antecipada Nintendo 3DS chega ao território europeu a 25 de Março de 2011, disponível em 2 esquemas de cor: Aqua Blue e Cosmos Black. Além das principais novidades já conhecidas da consola, a Nintendo levantou o véu em relação aos conteúdos digitais que poderemos esperar, assim como algumas surpresas. Eis um pequeno vídeo de apresentação da consola:


O acesso aos conteúdos digitais será gerido por uma única aplicação, conhecida como eShop. Lá, será possivel aceder a informações sobre jogos para a consola e adquirir novo software, sejam jogos clássicos na Virtual Console de GameBoy e Gameboy Colour ou completamente novos para o serviço 3DSWare. Ao contrário do que acontece na Wii e Nintendo DSi, as compras serão efectuadas em dinheiro, podendo ser pagas através do cartão de crédito ou "cash cards" que estarão à venda nas lojas. Será ainda possível transferir o conteúdo DSiWare da DSi para a nova consola.

Embora não esteja disponível no dia de lançamento, uma actualização de software trará à 3DS uma aplicação de vídeo 3D, onde serão lançados diversos conteúdos. Neste momento, estão anunciadas parcerias com a Sky e a Eurosport para conteúdos televisivos em 3D e, mais interessante ainda, uma série de curtas de animação 3D criadas pelos estúdios Aardman. A consola irá ainda manter as funcionalidades de áudio da DSi, mas desta vez com suporte para músicas que estejam gravadas no cartão SD em formato MP3.

As funcionalidades StreetPass e SpotPass estarão continuamente presentes na consola (embora possam ser desligadas sempre que se pretenda) e irão notificar o jogador através de um led existente no canto da consola. A luz azul indicará que a 3DS recebeu algo da internet via SpotPass, verde significa uma interacção via StreetPass com outra consola. O resultado destas interacções poderá ser visto numa aplicação integrada no menu da 3DS. Caso a luz seja laranja, é sinal que um amigo está online nesse momento. Uma outra aplicação permitirá gerir a lista de amigos, que fará parte da consola e será utilizada por todos os jogos com interacção via Wi-Fi. Há ainda um pedometer integrado na 3DS, que conta os passos dados ao longo do dia com a consola (no bolso, mala, etc.) e depois os converte em "moedas" que permitirão desbloquear novos conteúdos em videojogos.

Uma foto das caixas da consola em exposição na sessão de apresentação da consola revelou que o sistema inclui uma versão do software em Português. Não havendo ainda uma confirmação oficial, esta é sem dúvida uma medida que torna a consola muito mais acessível ao mercado português – esperemos que se aplique também a todos os jogos da consola publicados pela Nintendo (Foto via NintenDaan).

Embora a Nintendo não tenha anunciado um preço recomendado, diferentes cadeias online estão já a vender (como pré-reserva) a preços desde os 250€ a uns exagerados 308€. Será importante, na altura da compra, ter em conta os preços definidos por diferentes lojas. Finalmente, segue um vídeo que apresenta os jogos cujo lançamento está previsto para os 3 primeiros meses de vida da consola.

Ler Mais >

4 de janeiro de 2011

Nintendo DS: Jogos do Ano 2010

O ano 2010 não trouxe abundância de jogos à Nintendo DS. No entanto, essa escassa oferta caracterizou-se por um conjunto brilhante de jogos, capazes de preencher (e até sobrecarregar) o calendário dos jogadores – pelo menos dos apreciadores de RPGs, género em que a consola é rainha. O mais complicado foi, no entanto, escolher o melhor. Os dois jogos de topo são igualmente extraordinários, cada um pelos seus motivos... curiosamente, desenvolvidos pela mesma empresa.

5 – Final Fantasy: The 4 Heroes of Light
Depois dos desvios à formula verificados nas últimas iterações da série Final Fantasy, a Square-Enix presenteou os seus fãs mais hardcore num jogo ao estilo mais retro, embelezando-o com um excelente grafismo que explora as capacidades da DS ao limite e um dos melhores sistemas de controlo táctil já vistos num RPG.

4 – Pokémon HeartGold/SoulSilver
Estes remakes dos originais Pokémon Gold/Silver não só trouxeram aqueles que foram considerados os melhores jogos da série a todas as novidades da 4ª geração introduzida na DS, mas também incluíram o "Pokéwalker", um dispositivo que permite trazer no bolso uma criatura à escolha e que regista os passos dados ao longo do dia, trazendo depois vantagens para o jogo em si! Um excelente jogo mesmo para quem já tinha jogado Pokémon Diamond/Pearl ou Platinum.

3 – Golden Sun: Dark Dawn
Golden Sun e Golden Sun: The Lost Age foram os melhores RPGs lançados na Gameboy Advance. Dark Dawn traz de volta o incrível estilo artístico dos originais, mas a 3 dimensões. Acompanhado por uma densa história e um fantástico sistema de batalhas, sem deixar para trás os puzzles ao estilo Zelda, é um jogo cujo brilho consegue apenas ser ofuscado pela genialidade de outros dois lançamentos para a DS... [ver análise]

2 – Professor Layton and the Lost Future
Pode um jogo fazer-nos chorar? Professor Layton dispensa apresentações, mas a capítulo final da trilogia supera, com uma mestria impressionante, tudo o que foi visto nos jogos anteriores. Mais e melhores puzzles, diálogos e animações são apenas um pretexto para contar esta surpreendente história. É difícil surpreender quando as expectativas são demasiado altas, e mesmo assim a Level-5 conseguiu: este é um jogo digno de Layton lhe tirar o chapéu.

1 – Dragon Quest IX
O mais moderno dos RPGs clássicos, com uma história repleta de pequenas outras histórias, capaz de conjugar multiplayer e intensas batalhas por turnos sem se descuidar em criar uma sólida experiência em single player. Acrescentando à fórmula personagens customizáveis, mapas secretos do tesouro, os melhores gráficos possíveis na DS e um ano completo de conteúdos adicionais, a Level-5 criou na portátil da Nintendo um dos melhores RPGs tradicionais alguma vez feitos, daqueles que nos deixam agarrados durante horas e horas a fio, sem dar conta do tempo passar. [ver análise]
Ler Mais >