Notícias

Análises

20 de setembro de 2011

The World Ends With You


Muitas vezes, questiona-se se os videojogos serão ou não uma forma de arte. Tal como no cinema, ou na música, assiste-se a uma produção em massa de "mais do mesmo", coisas novas que seguem à risca fórmulas testadas e garantidas para o sucesso. No entanto, de vez em quando, é criado algo de realmente genial, que desafia géneros e convenções. The World Ends With You é um desses casos raros.


"It's a Wonderful World", diz-nos o título japonês do jogo, conhecido no ocidente pela sigla TWEWY. Mas o título com que chegou até nós faz tanto sentido como o original: TWEWY é uma reflexão sobre a vida, o individualismo de cada pessoa e a forma como as interacções com os outros expandem o nosso próprio universo. Neku Sakuraba, o protagonista, tem 15 anos e vive na grande cidade. A sua principal característica: headfones gigantes que o isolam do "ruído" causado pela sociedade, fechando-o no seu próprio mundo. Quando acorda no principal cruzamento da cidade, sem qualquer conhecimento de como foi lá parar, Neku ainda não sabe, mas está prestes a mudar por completo a sua visão do mundo em redor.

Da história do jogo, não se deve falar mais. O argumento é de tal forma empolgante e bem desenvolvido, que a única forma de lhe fazer justiça é começando um novo jogo e acompanhar até ao desenlace final. A estrutura, dividida em capítulos principais e sub-capítulos, permitiu explorar na perfeição o género de revelações e reviravoltas que "obrigam" a jogar mais so para saber o que acontece a seguir.


O cenário de fundo desta história fantástica é uma recriação de Shibuya, Tóquio – o centro da moda para os jovens japoneses. No jogo, é possível encontrar recriações das suas principais ruas e cruzamentos, assim como edifícios de referência, onde geralmente acontecem os eventos importantes para a história. As tendências da moda entre os jovens pode mudar de um dia para o outro, e o jogo reflete isso mesmo através do equipamento (embora tal não seja graficamente representado no jogo): equipar os personagens com roupa e acessórios de marcas populares irá beneficiá-los durante as batalhas, mas utilizar outro equipamento pode também torná-lo mais popular.

Os próprios cenários são incríveis, desenhados em camadas que deslizam a diferentes velocidades para criar um excelente efeito de perspectiva e profundidade. Os personagens, embora bastante estilizados, enquadram-se na perfeição neste ambiente urbano. A própria banda sonora é baseada na cultura pop japonesa, com bastantes músicas músicas viciantes que ficam no ouvido e dão credibilidade a toda esta versão alternativa de Sibuya.


Ainda assim, o que mais se destaca para os fãs de RPGs tradicionais, é a forma como todas as regras clássicas são quebradas. O nível do personagem e o grau de dificuldade são definidos à escolha do jogador - a experiência permite simplesmente aumentar o valor máximo para o nível do personagem. Ao baixar o nível e aumentar a dificuldade, as recompensas das batalhas melhoram consideravelmente. Uma derrota numa batalha ("game over") permite tentar de novo ou tentar em modo fácil, com as devidas penalizações. Infelizmente, o sistema de batalhas não é o mais simples, utilizando combates simultâneos nos dois ecrãs – no ecrã inferior, controla-se Neku com a stylus e, no ecrã superior, um dos seus parceiros com os botões. Por este motivo, é necessária alguma habituação no início, embora o sistema se torne gratificante mais tarde. Há ainda toda uma componente de colecionismo associada aos crachás (as armas de Neku), cada um com a sua habilidade especial.


Há imensos componentes do TWEWY que ficam por dizer, especialmente por ser algo tão único. Nunca se tinha feito um jogo como este e, até à data, ainda não se fez mais nenhum. É um dos melhores jogos alguma vez feitos para a Nintendo DS e compete nas listas de preferências com outras obras-primas como Dragon Quest IX: Sentinels of the Starry Skies. À primeira vista, pode parecer um jogo demasiado complexo, até mesmo pela sua estrutura narrativa, mas é algo que realmente compensará todos os que se aventurarem a acompanhar Neku numa viagem de auto-descoberta e conhecimento do mundo em seu redor.