Notícias

Análises

22 de março de 2011

Tales in a Box: Hidden Shapes in Perspective (DSiWare)

"3D" antes da 3DS. O título deste jogo é verdadeiramente auto-explicativo: em pequenas caixas de imagens recortadas, do tamanho dos ecrãs da DSi, há silhuetas escondidas em diferentes perspectivas. O objectivo é encontrá-las, mas a forma como isso é feito é pouco convencional. Graças à câmara interna da consola, o jogo tenta encontrar o posicionamento do jogador em relação aos ecrãs e, assim, alterar a perspectiva do jogo. O resultado é um efeito 3D impressionante (mas em nada semelhante ao da Nintendo 3DS) e, acima de tudo, um desafiante puzzle para os melhores observadores – não basta olhar para encontrar as figuras, é preciso "espreitar".


Infelizmente, esta mecânica de jogo não é perfeita. É necessário jogar com boa luminosidade para que o rosto do jogador seja detectado. Por vezes, até o cenário de fundo interfere com a jogabilidade, como se o jogo tivesse sido feito apenas para quem tenha paredes brancas e lâmpadas fluorescentes em casa. Não é preciso tanto, mas realmente sem boa luz e contraste é quase impossível fazer com que o jogo funcione. Quando funciona, no entanto, provoca um efeito excelente. Descobrir as imagens escondidas é realmente um desafio e requer muitas vezes pensar "fora da caixa". Houvesse forma alternativa de controlar a perspectiva de jogo e este seria extremamente recomendado.